O dólar é a principal moeda no mercado de câmbio mundial, sendo base para transações e utilizado em 87% de todas as movimentações. Além disso, é a moeda com maior aceitação em todo o mundo.

Por ter essa grande aceitação e força, a chegada do Coronavírus (Covid-19) no mundo movimentou a economia global e fez o valor do dólar disparar. Em alguns países, como no Brasil, a moeda ultrapassou R$ 5 em relação ao Real.

Essa marca foi superada no último dia 16 de março e aconteceu devido uma movimentação financeira feita pelos Estados Unidos. Eles reduziram suas taxas de juros, o que ocasionou uma valorização da sua moeda.

Além disso, algumas medidas econômicas adotadas no Brasil, como por exemplo, baixar a nova taxa básica de juros também permitiram esse aumento do dólar.

Algumas outras movimentações políticas no governo do presidente Jair Messias Bolsonaro também fez o valor do dólar dar um grande salto. Por exemplo, as demissões do Ministro da Justiça Sérgio Moro e a exoneração de Maurício Valeixo do comando da Polícia Federal.

Com isso, o dólar encerrou a cotação no dia 24 de abril de 2020 em R$ 5,668.

Com a alta do dólar afeta os brasileiros? Confira alguns pontos negativos

Viagens

Quando você faz uma viagem para fora do país, normalmente os voos são cotados pelo Dólar, sendo assim, sua viagem ficará mais cara.

Além disso, com o dólar valendo mais de R$ 5, se fizer uma viagem para o exterior, terá que gastar muito mais ao comprar um produto.

Um simples cafezinho nas ruas fora do país pode custar uma fortuna com o dólar a esse preço.

Por conta dessa alta do dólar, muitas pessoas deixam de fazer viagens nesse período e reagendam para outras datas, ou até outro mês. Fora o isolamento social, causado pelo Coronavírus.

Algumas empresas oferecem alternativas como, por exemplo, pacotes de viagens que incluem vários serviços como hospedagem, voo e alimentação e passeios.

Ao fechar um pacote é possível garantir desconto e saber que não haverá surpresas durante sua viagem, mesmo se o valor da moeda mudar.

Quando o dólar está alto, uma alternativa que muitas pessoas buscam é por voos nacionais.

Porém, em época de pandemia, o melhor mesmo é ficar em casa e guardar um dinheiro, se puder.

Compra de produtos importados

Você que ama comprar produtos importados, saiba que essa não é uma boa hora. O melhor é esperar o dólar baixar.

Isso porque se você costuma comprar um produto que custa dez dólares, ele custará cinco vezes mais aqui.

Então é hora de ter um pouco de paciência e se puder, aguarde o valor da moeda americana baixar.

Inflação de produtos no supermercado

A alta do dólar não prejudica só você que deseja comprar produtos importados, mas também aqueles produtos que utilizam matéria-prima vinda do exterior.

Sendo assim, o dólar afeta até sua ida na padaria para comprar o básico, o famoso pão de cada dia, ou no supermercado.

Isso acontece devido à razão de que os preços da soja, carne de frango, bovina e suínas, são influenciados pela alta do dólar.

Esses produtos são exportados pelo Brasil, mas como o dólar está valendo mais aqui, a exportação aumenta, encarecendo o produto para os brasileiros.

Em tempos de pandemia, é importante fazer uma pesquisa de produtos para poder economizar na hora da compra.

Certamente ir a um outro supermercado sem ser o que vai de costume será uma boa alternativa para economizar em tempos de crise.

Também vale a pena comparar os preços de um produto que tem costume de comprar com outras marcas. Isso, com certeza, vai te ajudar.

Empresas que possuem dívidas em dólar

Quando a alta do dólar chega, as empresas que têm dívidas nessa moeda já sentem os efeitos negativos.

Já que quanto mais alto está o dólar, mais cara ficam as suas respectivas dívidas.

Elas normalmente têm a dívida calculadas em dólar, porém a receita em real, o que acaba não equilibrando as contas.

O resultado de uma alta do dólar, como atualmente, pode prejudicar muito o crescimento ou até a estabilidade da empresa.

Conheça os pontos positivos do aumento do dólar

Não é só de pontos negativos que vive o aumento do dólar, para alguns, esse aumento pode significar grandes investimentos e lucro.

Estímulo a importações

A partir do momento em que o dólar sobe, significa que a moeda brasileira está desvalorizada.

Ou seja, fica muito mais fácil fazer alguns investimentos no país. Sendo assim, muitos aproveitam para comprar do Brasil.

Por exemplo, a China aproveitaria esse momento de baixa do dólar no Brasil para comprar carne do nosso país.

Isso também vale para a soja que também é vendida pelos Estados Unidos, porém, nesse caso, compensaria mais comprar dos brasileiros.

Finalmente, em resumo, quem ganha mais com o dólar em alta são os exportadores.

Além disso, outros investimentos podem ser feitos no Brasil por empresas do exterior, que vão pagar mais barato neste momento de alta.

Porém, a grande dificuldade de todas as empresas nesse momento é saber até quando essa crise vai durar e quando investir ou não.

Essa instabilidade acaba causando receio, o que faz com que a cotação do dólar acabe subindo em alguns países, como no Brasil.

Veja aqui alguns motivos que fizeram o dólar aumentar

  1. O crescimento de casos de coronavírus fez com que os economistas não arriscassem no Brasil e apostassem no dólar, moeda consolidada e de mais confiança.
  2. O Brasil está com um novo ambiente de juros baixos, o que acaba não atraindo capital externo especulativo.
  3. Devido a alguns problemas políticos, econômicos e de saúde pública no momento, o crescimento do Brasil ainda é muito lento. O país deve viver uma recessão por conta do coronavírus nos próximos anos.
  4. Diminuição dos preços de minério de ferro e soja, pressionaram a balança comercial brasileira.
  5. O dólar é uma moeda que está muito valorizada em todo o mundo há muitas décadas e garante mais certeza ao investidor, visto sua constância.

No final das contas, quem vai pagar essa conta será o consumidor final que gastará mais para fazer sua compra do mês.

Esperança por tempos melhores

Após a chegada do coronavírus a economia sofreu um grande susto e acabou, praticamente, travando nos últimos tempos.

Isso porque foi necessário realizar medidas drásticas como o distanciamento social, fechamento do comércio e até de algumas empresas.

Por conta disso, aumentou o número de pessoas desempregadas, o que interfere diretamente na economia do país, no caso, do mundo.

O Governo Federal brasileiro estimou, na última quarta-feira (29), que 150 mil pessoas ficaram desempregadas entre março e a primeira quinzena de abril deste ano.

A situação não é só no Brasil. Mundialmente espera-se que 25 milhões de pessoas fiquem desempregadas por conta da pandemia.

Esses dados foram apresentados pela Organização Internacional do Trabalho que destaca também um aumento em potencial na pobreza do mundo.

Boa notícia

Depois de quase um mês, desde que fechou pela primeira vez acima de R$ 5 nos últimos anos, o Dólar sofreu uma queda de 2,84% na última quarta-feira (29).

O fechamento do dia teve o valor do dólar a R$5,3582, com a mínima tendo chegado em R$ 5,3517.

Isso aconteceu visto uma notícia feita na última quarta-feira (29) de que avançou um estudo para possível cura do coronavírus nos Estados Unidos.

Essa cura poderia vir a ser feita com o remédio Remdesivir, de uma farmacêutica americana.

Essa notícia causou grande impacto no mercado financeiro o que fez movimentar o valor do dólar.

Cotar preço real x dólar

Em diversos sites você pode encontrar a possibilidade de conversão das moedas tanto do real para o dólar, quanto ao contrário.

Confira abaixo alguns sites para fazer a conversão:

Além desses sites, também há diversos aplicativos para baixar nos celulares que fazem a cotação de maneira rápida e prática.

Conclusão

O mercado financeiro está atualmente muito instável visto a pandemia do Coronavírus. Com muitas empresas fechando, há um receio na hora de investir.

Portanto, pesquise muito antes de investir qualquer valor e veja se a melhor forma é optar por investimento agora ou após a pandemia.

A grande questão é que não se sabe por quanto tempo o mundo vai ficar em quarentena, aguardando uma reconstrução da economia.

Finalmente, o que deve ser feito é entender o mercado e ficar munido de muita informação para não cometer nenhum erro na hora de investir.

Verifique se a alta do dólar pode te beneficiar ou te causar prejuízos. Seja consciente e estude o mercado antes de tomar qualquer atitude.

Publicações que podem ser do seu interesse:

– Nessa época de crise é muito importante economizar, por tanto saiba como juntar dinheiro em 2020.

– Conheça os aplicativos financeiros que te ajudam a organizar suas contas.

– Saiba mais sobre educação financeira para os filhos.

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.