Muitas pessoas que têm o desejo de abrir seu próprio negócio, inicia esse processo se perguntando como abrir um MEI. Se este também é o seu caso, saiba que a formalização pode ser feita de maneira rápida e online.

Durante a pandemia causada pelo Coronavírus Covid-19 muitas pessoas tiveram que buscar alternativas para manter suas finanças. Abrir seu próprio negócio e realizar vendas on-line foi uma das maneiras que muitas delas encontram.

Segundo o Portal do Empreendedor desde o início da pandemia mais de 327 mil pessoas se tornaram MEIs, totalizando até o fim de maio mais de 10,2 milhões de Microempreendedores.

O que é MEI?

O MEI significa Microempreendedor Individual, destinado a pessoas que trabalham por conta própria e desejam empreender. Elas podem realizar o cadastro para abrir sua empresa no Portal do Empreendedor.

Ao abrir MEI você regularizará seu negócio e possuirá um CNPJ, emitirá notas fiscais, e terá a possibilidade de contratar um funcionário.

Desta forma será possível encontrar melhores condições de crédito no mercado, prestar serviços a um publico ainda maior, como o governo. Além disso, você passará credibilidade aos seus compradores.

Conheça as opções de empréstimos para MEI.

Passo a passo de como abrir um MEI

Veja como abrir um MEI e 5 passos simples:

1. Conhecer os critérios para se tornar um MEI

Antes de saber como abrir um MEI é essencial que você saiba se faz parte dos critérios da categoria. Que são eles:

  • Faturar até R$81 mil por ano ou R$6.750,00 por mês;
  • Não ter participação em outra empresa, como sócio ou titular;
  • Ter no máximo um empregado contratado, que receba o salário mínimo ou o piso da área;

2. Realizar um cadastro no Governo do Brasil

Será necessário realizar um cadastro no site do Governo Brasil, isso pode ser feito de forma on-line, basta clicar aqui.

3. Se cadastrar no Portal do Empreendedor

Para obter seu CNPJ é necessário acessar o site do Portal do Empreendedor e preencher um formulário com seus dados pessoais.

Neste formulário também será necessário especificar as informações do negócio que pretende abrir ou serviço que oferecerá.

4. Leia todo conteúdo do formulário

Revise os dados que inseriu na ficha assim como os números dos documentos que digitou.

Lembrando que você deverá marcar todas as opções optando pelo “simples”.

5. Certificado de Condição de Microempreendedor Individual

Todos os procedimentos são simples e assim que encerrá-los receberá seu Certificado de Condição de Microempreendedor Individual.  Nele constará seu CNPJ, o registro na Junta Comercial e o alvará provisório de funcionamento.

Caso tenha dificuldade é possível entrar em contato com o Sebrae para esclarecer dúvidas sobre o formulário ou o programa.

Documentos depois que abrir MEI:

Como citamos acima você receberá o seu Certificado de Condição de Microempreendedor Individual, que comprova que você é MEI. Esse e os outros documentos que terá depois de abrir MEI devem ser guardados.

Atividades permitidas para abrir MEI

O Microempreendedor Individual pode cadastrar até 16 atividades que realizará, sendo uma principal e 15 secundárias. Confira a lista completa das atividades permitidas ao MEI.

Certamente também será preciso consultar a prefeitura do seu município para saber se a atividade pode ser exercida no local que escolheu.

Quanto custa para abrir MEI?

Apesar de não haver custo para abertura do MEI é necessário que o Microempreendedor pague uma taxa mensal do Simples Nacional.

A arrecadação do Simples Nacional pode variar de acordo com o tipo de serviço oferecido pelo MEI.

  • Comércio ou indústria: R$53,25
  • Prestação de serviços: R$57,25
  • Comércio e serviços juntos: R$58,25

Como é feito o pagamento da taxa?

É possível realizar o pagamento da taxa através do Programa Gerador de DAS do Microempreendedor Individual.

Na página só é preciso fazer login com o seu CNPJ e emitir guia de pagamento da DAS.

Como abrir um MEI para e-commerce?

Ter um MEI abre um leque de possibilidades para quem deseja empreender, uma delas é a venda através da internet. Essa pode ser uma boa forma de começar sua empresa sem necessariamente ter um espaço físico, certamente isso diminuirá os custos iniciais.

Hoje em dia também é possível encontrar alguns marketplaces para vendas, como o Mercado Livre e o Magalu, que disponibilizam um espaço para anunciantes. Desta forma você não precisará criar a sua própria loja virtual.

MEI deve emitir nota fiscal?

Segundo o Comitê Gestor do Simples Nacional o MEI não é obrigado a emitir Nota Fiscal para pessoas físicas, porém é obrigado quando o destinatário for pessoa física.

Quando se trata de Nota Fiscal Eletrônica – NF-e, ele também não é obrigado, mas pode se desejar. Se a venda se tratar de operações interestaduais ele deverá emitir um documento fiscal.

Vantagens de abrir um MEI

Formalizar seu negócio é sempre uma boa opção para que os procedimentos do dia a dia dentro da sua empresa sejam mais simples.

Além disso, se tornar um MEI pode lhe garantir alguns direitos e vantagens. Conheça algumas delas:

  • Auxílio maternidade;
  • Afastamento remunerado por problemas de saúde;
  • Aposentadoria;
  • Ficará inseto de tributos federais;
  • Acesso a juros mais baixos;
  • Descontos em compras.

Cuidados ao abrir um MEI

A abertura do MEI pode implicar no cancelamento de alguns benefícios, por isso é importante consultar as condições caso você receba algum desses:

  • Salário maternidade;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • ProUni e FIES;
  • Seguro desemprego;
  • Auxílio idoso;
  • Auxílio doença.

Vale a pena abrir um MEI?

Agora que você já sabe como abrir um MEI, deve estar se perguntando se vale a pena abrir um para o seu negócio. Mas a resposta depende principalmente da visão que você tem para o seu negócio e como ele se encontra hoje.

Avalie o porte dele e entenda se está dentro das especificações de um MEI. Por exemplo, ao se tornar um MEI você só poderá contratar um funcionário, é o que sua empresa precisa?

Entretanto se estiver começando pode ser uma boa opção, pois abrir um MEI é muito simples e pode lhe garantir algumas seguranças e vantagens. Lidar com o empreendedorismo na prática requer alguns cuidados entre eles a formalização do seu negócio o que pode ser essencial para seu sonho alavancar.

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela.

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.