Dia do Fonoaudiólogo: Conheça a história e a sua importância para as pessoas

Dia do Fonoaudiólogo: Conheça a história e a sua importância para as pessoas
ícone de calendario

Atualizado:
23/11/2021

ícone de calendario

Publicado:
23/11/2021

ícone de relógio

Leitura de
6 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 9 de dezembro é celebrado o Dia do Fonoaudiólogo, um profissional que cuida, estuda e auxilia na prevenção de doenças e distúrbios da linguagem, por meio da fala, escrita e audição. 

O fonoaudiólogo faz uso de técnicas de terapia da fala que ajudam a melhorar a dicção e a comunicação. O processo dessa terapia inclui atividades de intervenção de linguagem, otimização das articulações, entre outras que são direcionadas dependendo do tipo de distúrbio de fala ou linguagem.

A busca por profissionais de fonoaudiologia vem aumentando por profissionais de diversas áreas, assim como para desenvolvimento da fala na infância e melhorias na comunicação na adolescência e na fase adulta. 

Sabendo que o Dia do Fonoaudiólogo é uma data marcante para um profissional que merece ser homenageado, conheça mais sobre a origem da data, áreas de atuação e principais causas para buscar um profissional. Confira!

A data de celebração do Dia do Fonoaudiólogo fará 40 anos desde sua criação. Sua origem surge a partir do Decreto de Lei nº 6.965, em 9 de dezembro de 1981. Foi a partir dessa lei que a profissão de fonoaudiologia foi regulamentada no Brasil. Desde então, essa data é utilizada para homenagear este profissional. 

As primeiras iniciativas para atuação desses profissionais surgiram para, inicialmente, corrigir problemas de fala e voz. Antes, a maioria dos profissionais que trabalhavam com fonoaudiologia eram educadores, com formação básica para atuar como ortofonistas.

Em meados de 1940, que a fonoaudiologia chega ao Brasil. No entanto, o profissional ainda não seria conhecido por fonoaudiólogo, mas, sim, logopedistas, isto é, terapeutas da palavra, terapeutas da fala, reeducadores, realfabetizadores, e outros.

Os primeiros cursos para formar profissionais começam a surgir a partir da década de 1960, voltado para reeducação de distúrbios da comunicação. De 1975 a 1979, os institutos de fonoaudiologia persistiram para que a profissão fosse reconhecida, o que aconteceu somente a partir de 1981, quando a lei foi oficializada.

Você sabia que mesmo sendo uma área da saúde, o fonoaudiólogo não pode ser considerado médico? Ele não faz parte da área dos cursos de medicina e tão pouco é uma especialização. Para se tornar um fonoaudiólogo é preciso cursar a graduação que possui duração de 4 anos para formar o profissional.

Muitas pessoas sentem dúvidas sobre entender quando se deve buscar por um profissional para ajudar com distúrbios da fala. Dentre as ocasiões as que mais se destacam são:

Distúrbios da articulação

É a incapacidade de formar corretamente alguns sons de palavras. Uma criança com esse distúrbio da fala, por exemplo, pode trocar, distorcer ou adicionar sons às palavras. Um exemplo de distorção de uma palavra seria dizer “salchicha” em vez de “salsicha”. 

Transtornos da fluência

Um distúrbio da fluência afeta o fluxo, a velocidade e o ritmo da fala. A gagueira e a desordem são distúrbios da fluência. Uma pessoa com gagueira tem dificuldade em emitir um som e pode ter a fala bloqueada ou interrompida ou pode repetir parte de uma palavra. Uma pessoa com desordem geralmente fala muito rápido e mescla as palavras.

Distúrbios de ressonância

Um distúrbio de ressonância ocorre quando um bloqueio ou obstrução do fluxo de ar regular nas cavidades nasais ou orais altera as vibrações responsáveis ​​pela qualidade da voz. Também pode acontecer se a válvula velofaríngea não fechar corretamente. Os distúrbios de ressonância estão frequentemente associados a fenda palatina (abertura na parte superior do céu da boca) , distúrbios neurológicos e aumento de volume das amígdalas.

Transtornos receptivos

É a dificuldade de transmitir ou expressar informações. Se você tem um distúrbio expressivo, pode ter problemas para formar frases precisas, como usar o tempo verbal incorreto. Está associada a deficiências de desenvolvimento, como síndrome de Down e perda auditiva. Também pode resultar de traumatismo craniano ou de uma condição médica.

Transtornos da comunicação cognitiva

A dificuldade de se comunicar devido a uma lesão na parte do cérebro que controla a capacidade de pensar é chamada de distúrbio da comunicação cognitiva. Isso pode resultar em problemas de memória, resolução de problemas e dificuldade para falar ou ouvir. Pode ser causado por problemas biológicos, como desenvolvimento anormal do cérebro, certas condições neurológicas, lesão cerebral ou derrame.

Afasia

Distúrbio de comunicação adquirido que afeta a capacidade de uma pessoa de falar e compreender os outros. Freqüentemente, também afeta a capacidade de leitura e escrita de uma pessoa. O derrame é a causa mais comum de afasia, embora outros distúrbios cerebrais também possam causá-lo.

Disartria

É caracterizada por fala lenta ou arrastada devido a uma fraqueza ou incapacidade de controlar os músculos usados ​​para falar. É mais comumente causada por distúrbios e condições do sistema nervoso que causam paralisia facial ou fraqueza na garganta e na língua, como esclerose múltipla (EM), esclerose lateral amiotrófica (ELA) e acidente vascular cerebral.

Fonoaudiologia para crianças

Para as crianças, a terapia da fala pode ser realizada em uma sala de aula, em um pequeno grupo, ou individual, dependendo do distúrbio da fala. Os exercícios e atividades de fonoaudiologia variam de acordo com o distúrbio, a idade e as necessidades da criança. Durante a terapia da fala para crianças, o fonoaudiólogo pode:

  • Interagir conversando e brincando, usando livros, imagens de outros objetos como parte da intervenção da linguagem para ajudar a estimular o desenvolvimento da linguagem;
  • Modelar sons e sílabas corretos para uma criança durante a brincadeira apropriada para a idade e ensiná-la a fazer certos sons;
  • Fornecer estratégias e lições de casa para a criança e os pais ou cuidador sobre como fazer terapia da fala em casa.

Fonoaudiologia para adultos

A terapia da fala para adultos também começa com uma avaliação para determinar suas necessidades e o melhor tratamento. Os exercícios de terapia da fala para adultos podem ajudá-lo com a fala, a linguagem e a comunicação cognitiva.

A terapia também pode incluir o retreinamento da função de engolir se uma lesão ou condição médica, como a doença de Parkinson ou câncer oral, tiver causado dificuldades para engolir .

Os exercícios podem envolver:

  • Resolução de problemas, memória e organização e outras atividades voltadas para melhorar a comunicação cognitiva;
  • Táticas de conversação para melhorar a comunicação social;
  • Exercícios de respiração para ressonância;
  • Exercícios para fortalecer os músculos orais.

Existem muitos recursos disponíveis se você deseja experimentar exercícios de terapia da fala em casa, incluindo:

  • Aplicativos de terapia da fala;
  • Jogos e brinquedos de desenvolvimento de linguagem;
  • Livros de exercícios.

A quantidade de tempo que uma pessoa precisa de terapia da fala depende de alguns fatores, incluindo:

  • A idade; 
  • Tipo e gravidade do distúrbio da fala;
  • Frequência da terapia;
  • Condição médica; 
  • Tratamento de uma condição médica.

Alguns distúrbios da fala começam na infância e melhoram com a idade. Outros continuam na idade adulta e requerem terapia e manutenção de longo prazo.

Um distúrbio de comunicação causado por um acidente vascular cerebral ou outra condição médica pode melhorar com o tratamento e à medida que a condição melhora.

Para quem está querendo entrar na profissão, o Dia do Fonoaudiólogo amplia a disseminação de conhecimento da área para que outras pessoas se interessem. Este é um profissional que pode atuar em diversos setores, como clínicas, hospitais, home care, consultórios, asilos, crechhes, entre outros.

De acordo com o Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa), existem 11 áreas de atuação reconhecidas para que o profissional possa atuar. São elas:

  • Audiologia – Especialista no sentido audição;
  • Linguagem – Aquisição e desenvolvimento;
  • Motricidade – Estudo da musculatura facial, boca e língua;
  • Saúde coletiva – Atuação no setor público e privado para atendimento a população;
  • Voz – Aperfeiçoamento e cuidados vocais.
  • Disfagia – Sintoma comum de doenças;
  • Fonoaudiologia educacional – Atua em escolas com professores e alunos;
  • Gerontologia – Atende o público da terceira idade que vão perdendo a fala com o tempo.
  • Fonoaudiologia do trabalho – Melhorar qualidade de vida nas empresas.
  • Fonoaudiologia Neurofuncional – Pessoas com problemas no sistema nervoso central ou periférico.
  • Neuropsicologia – Avalia e trata de distúrbios que afetam a comunicação e a cognição.

De acordo com o site Vagas, o fonoaudiólogo inicia sua carreira com ganhos de R$ 2.327 e pode vir a receber R$ 4.188. A média nacional do salário de fonoaudiólogo é de R$ 3.158. Porém, os valores podem mudar de acordo com cada cidade e atuação do profissional. Alguns profissionais preferem fazer um empréstimo online para garantir a locação ou compra de um consultório, a fim de atender aos pacientes.

Conclusão

Mais do que ajudar a se comunicar. O fonoaudiólogo é um profissão que ajuda a recuperar a autoconfiança, desenvolver a fluência e cadência verbal e da linguagem e colaborar para melhorar as habilidades de comunicação.

No Dia do Fonoaudiólogo, aproveite o dia 9 de dezembro para fazer uma homenagem a algum profissional que você conheça. Se você está buscando fazer faculdade de fonoaudiologia, saiba que a área está em expansão e sempre haverá pessoas que precisam do cuidado e carinho que o profissional tem com seus pacientes.

Gostou do texto? Ajude a alcançar mais pessoas compartilhando em suas redes sociais.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.