Dia do Programador: confira 5 curiosidades sobre a profissão

Dia do Programador: confira 5 curiosidades sobre a profissão
ícone de calendario

Atualizado:
16/09/2021

ícone de calendario

Publicado:
06/09/2021

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 13 de setembro é celebrado o Dia do Programador, um profissional que desenvolve ferramentas essenciais no dia a dia de muitas pessoas e empresas, como aplicativos, bancos de dados, softwares, sites, dentre outras plataformas digitais.

Com uma habilidade tão importante nas pontas dos dedos, a origem da data em que homenageamos os programadores têm uma história muito interessante.

Continue com a gente, porque vamos contar como surgiu o Dia do Programador e curiosidades sobre essa carreira! Vamos lá?

Por que o dia 13 de setembro é o Dia do Programador?

Celebrado no 256º dia do ano, o dia pode variar para 12 de setembro – em ano bissexto -, o número foi escolhido porque simboliza a dimensão de valores diversos que podem ser representados com um byte de oito bits.

Ainda que para os leigos seja uma informação desconhecida, é um número muito familiar ao programado, pois é uma das medidas usadas para entender qual é a capacidade de armazenar, processar e manipular dados dos computadores.

Cinco curiosidades sobre o Dia do Programador

1. Feriado nacional na Rússia

Em 2009, o presidente na época, Dmitry Medvedev, oficializou a data ao assinar o decreto escrito pelo Ministério das Comunicações e Mídia de Massa da Federação Russa.

Mas, isso só foi possível porque, em 2002, Valentin Balt e Michael Chervyakov, que trabalhavam na Parallel Technologies, uma empresa de software, recolheram assinaturas pedindo que o governo admitisse o dia 13 de setembro como o Dia Oficial do Programador.

 2 .O primeiro algoritmo da história

Surpreendentemente, se hoje usamos buscadores de pesquisa, redes sociais e e-mail, é porque tudo começou em meados de 1842.

Ada Lovelace foi a primeira programadora de computadores da história e é conhecida como a mãe da tecnologia.

Em resumo, ela desenvolveu um código responsável por fazer cálculos que, posteriormente, foi processado pela máquina analítica de Charles Babbage. Tornando-se o primeiro computador do mundo.

Esse foi o pontapé para a carreira de programador. Atualmente, uma das mais promissoras na área de TI.

3 . As linguagens de programação mais utilizadas

O programador utiliza diversas linguagens de programação para desenvolver os comandos do projeto que está construindo.

Embora seja possível encontrar uma grande variedade de linguagens, existem algumas que são aplicadas com mais frequência e no Dia do Programador não podemos deixar de mostrá-las. Confira:

JavaScript

Originalmente foi implementada e direcionada ao desenvolvimento web, sendo focada em navegadores. Tem como objetivo fazer com que os scripts, sequências de instruções digitadas em um programa de computador, sejam executados e interajam com o usuário sem passar pelo servidor.

Java

Criada em 1995 para a orientação de objetos, se tornou a principal linguagem utilizada para desenvolver aplicativos para tablets e smartphones Android. Além disso, é muito utilizada em ambientes corporativos.

Python

Por ser livre e de código aberto é considerada de alto nível. O programador utiliza para direcionar à objetos e é aplicada em grandes sites como o Google, Youtube e Netflix.

PHP

Também tem código aberto e, atualmente, é usado pela maioria das páginas da Internet.

Segundo dados da W3Techs, empresa que fornece informações sobre o uso de vários tipos de tecnologias na web, a linguagem de PHP é utilizada por 79% de todos os sites. Tais como: WordPress, Facebook, Zoom e muitos outros.

CSS

É mais utilizado com as linguagens de marcação HTML e XHTML, que possibilita incluir mais personalidade nos websites, como cores, formas, tipos de letras e muito mais.

Ruby

Criada no Japão, em 1995, é uma linguagem de programação com gerenciamento de memória automático e é multiplataforma, ou seja, é suportada pelos variados sistemas operacionais como Linux ou Windows, por exemplo.

4. O que faz um programador?

Conforme vimos no tópico acima, o programador utiliza variadas linguagens de programação para desenvolver projetos com diferentes finalidades, mas não se limita a isso.

Atualmente é um perfil de profissional primordial para as empresas de todos os segmentos. Considerando que todos os produtos e serviços estão cada vez mais conectados, há uma demanda expressiva para desenvolver e melhorar sites, aplicativos, sistemas operacionais e de empresas.

Além disso, o programador também tem conhecimento para lidar com a coleta de dados dos usuários que são usados em análises das empresas para ajudar na tomada de decisão de maneira assertiva e bem fundamentada.

Como por exemplo, ao ir à farmácia e informar o CPF, é emitido os descontos em produtos e medicamentos baseados em seu perfil de compra. E como isto é possível?

Internamente, a drogaria conta com uma equipe de tecnologia, dentre eles está o programador e é ele quem extrai os dados das últimas compras feitas pelos clientes. A partir disso, são gerados insights do que é mais interessante para cada consumidor e então oferecer descontos personalizados.

5. Quantas vagas de programador tem no Brasil?

Sem dúvida, a área de tecnologia está crescendo em alta velocidade. De acordo com estudo feito pela GeekHunter, startup especializada em recrutar profissionais de TI, em 2020 houve um salto de 310% no total de vagas abertas no segmento, dado divulgado pela Valor Investe. 

E o cenário é ainda mais promissor, segundo o levantamento do Banco Mundial, a expectativa é que cerca de 420 mil novas oportunidades sejam criadas, até 2024.

Por isso, quem tem interesse em ingressar na carreira de programador precisa se manter em constante aprendizado, a partir de certificações, metodologias de trabalho e de gestão, e novas tecnologias.

O que as empresas buscam?

Além disso, as empresas procuram, cada vez mais, por perfis de profissionais que tenham habilidades como iniciativa, independência e perseverança. Visto que os problemas correspondem a uma grande parte da rotina de trabalho.

Com isso, é comum investir muitas horas e até dias para identificar e resolver um problema, assim como passar meses desenvolvendo um projeto.

Só para ilustrar, vamos supor que houve uma falha e a página do site não carrega, nesse caso, pode ser necessário limpar um código até descobrir onde está o erro.

Um profissional capacitado terá não apenas o conhecimento técnico, mas sim o olhar atento e a vontade de solucionar o caso.

Vale lembrar que o programador, assim como os demais profissionais de tecnologia, não precisa aprimorar os conhecimentos exclusivamente da área em que atua. Explorar outros aprendizados como gestão de negócios, relacionamento interpessoal e design, agrega muito valor ao currículo.

Conclusão

Inegavelmente, a tecnologia está cada vez mais presente em toda a sociedade e vimos o quanto o Dia do Programador é importante.

Afinal, os programadores estão sempre acompanhando as novidades e possibilitam que todos sigam conectados aos aplicativos e ferramentas digitais que se tornaram essenciais na rotina.

Para quem deseja abrir o próprio escritório, especializado em soluções de programação, a CashMe oferece o empréstimo com imóvel em garantia, que tem as melhores condições para apoiar a empreitada desde os primeiros passos. Além disso, conta com uma equipe de especialistas para tirar todas as dúvidas. 

Conhece alguém que tem interesse em trabalhar nesta área? Então compartilhe essas curiosidades nas redes sociais!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.