Quando vamos adquirir um imóvel ou uma propriedade, devemos considerar diversos detalhes durante o processo de compra. Em cada caso há uma situação e um defeito pode ser uma qualidade para outro comprador.

Ao se investir em um imóvel usado ou em um novo, você tem que considerar para qual propósito esta adquirindo aquele bem. Tudo depende muito do seu ponto de vista.

Neste texto, vamos compar ambos e as situações que um será mais vantajoso que o outro. Continue acompanhando e boa leitura!

Por que adquirir um imóvel?

Faz parte da nossa cultura querermos adquirir uma casa ou outra propriedade para chamarmos de nossa, não é mesmo? Trabalhamos até 30 anos ou mais para pagar este tipo de bem, o que faz você ponderar se, às vezes, não sairia mais barato pagar um aluguel.

Entretanto, a sensação de conquista, de poder dizer que, com muita luta, você finalmente adquiriu seu lar verdadeiramente não tem preço. Além disso, quase sempre iremos comprar uma casa ou apartamento porque queremos deixar um bem para as gerações futuras, ainda mais quando temos filhos.

Sendo assim, seja para sair do aluguel, para ter o que deixar de herança ou por pura satisfação pessoal, adquirir sua própria casa é um  momento único, uma emoção intensa e uma vitória imensurável.

Perfis e situações

Faz parte do mundo dos negócios identificarmos pessoas pelos perfis delas e associarmos a outras em nossa memória, fazendo uma espécie de mapeamento, avaliando cada critério.

Generalizando, podemos dividir os compradores de uma propriedade X em 2 grandes grupos, que são:

Proprietário comum

Este é o tipo de proprietário que adquiri a casa, em grande maioria, para morar.

Para ele, a preferência pelo novo será maior do que pelo usado. Isto muito acontece por que o local que ele está interessado em comprar será sua futura moradia.

A depender da pessoa, ela ainda pode comprar a casa ou apartamento totalmente mobiliado, tendo, assim, o máximo de conforto. Caso ela venha a efetuar a compra de um terreno vazio por completo, sua meta será construir uma casa do zero, exatamente como imaginou um dia.

Agora, caso compre uma casa usada, seu foco provavelmente será outro. Ela procurará fazer a reforma do imóvel, caso não esteja satisfeito com alguma coisa do bem adquirido.

Quem se muda para uma casa usada tem pressa para realizar a mudança ou não dispõe da verba para comprar um terreno e realizar o sonho de construir a própria casa. Afinal de contas, essa é uma mão-de-obra custosa.

Há, ainda, aqueles que compram casas, apartamentos ou terrenos já utilizados com o propósito de fazer a derrubada do mesmo. Eles buscam pelo espaço ideal, no tempo ideal e que caiba suas ideias para a construção de um novo lar.

Sua característica paciente faz que ele se sinta confortável em esperar pela casa ou espaço desejado. Ele incansavelmente irá procurar pelo espaço e, quando adquirir, fará toda a questão de comprar.

Facilmente um dos compradores mais promissores, uma vez que ele quando ele gosta, ele fica. O único problema é se o espaço não é como aquele que fora desenhado em sua cabeça. A decepção espantará este tipo de cliente.

Proprietário executivo

Este já possui interesses diferentes de nossos amigos que buscam um lar. O proprietário executivo enxerga imóveis como negócio. São propriedades que servem para ganhar dinheiro, como se fossem um investimento, e não um lar.

Por suas pretensões serem tornar o lugar uma fonte de renda estável, esse proprietário tende a ir em busca dos imóveis mais desgastados, visto que seu preço é menor, e ele, nem sempre, precisa reformar o local para torná-lo viável.

Ele dará preferência para as vantagens que a casa possui perto de si, como pontos de ônibus, metrô, shoppings ou centros comerciais, uma vez que, quanto mais coisas, maior será o preço de mercado do espaço.

E, necessariamente, o valor cobrado não precisa se ater somente a casas que possam servir de moradia em troca do dinheiro necessário. Existem diversos outros tipos de meios que se possa cobrar a estádia ou uso do local.

Proprietários executivos buscam por qualquer tipo de propriedade que venha a ser rentável. Isso inclui salões de festa, galpões, espaços comerciais dentro e fora de shoppings. Tudo é alvo deste tipo de comprador. Inclusive prédios, que estão sempre em seus olhos.

Onde um comprador comum vê uma casa grande para sua família, este tipo de consumidor vê a oportunidade de montar diversas casas menores em um único terreno, transformar em um condomínio e cobrar por isto. Este é um cenário ideal, visto que ele conseguiu tornar algo que já é rentável em ainda mais lucrativo.

Vale lembrar também que imóvel usado não significa em péssimas condições. Muitos desses têm a decência de fazer ao menos uma reforma geral do local, caso seja necessário. Afinal de contas, para se vender o peixe, ele deve estar bonito não é mesmo?

Uma decisão minuciosa

Escolher entre qual tipo de comprador você se encaixa dependerá de situação para situação. Às vezes podemos acabar nos vendo dos dois lados, onde adquirimos o bem e, alguns meses depois, saímos do mesmo e o transformamos em um aluguel ou um ponto vendido.

Ser um proprietário comum é mais fácil, visto que você apenas busca por algo que o satisfaça. Onde você realmente sente a sensação de que pertence ao local, o chamando de lar.

Já para um executivo, o que interessa realmente são seus números. Quantos imóveis ele possui e quantos estão gerando lucro? Quantos desses não estão? Como divulgá-los para se tornarem algo que vai trazer dinheiro? Cada uma destas respostas será perseguida por você até encontrá-las.

Mas, independentemente de em qual perfil você se encaixa mais, a CashMe poderá oferecer o pacote de empréstimo que mais cabe no seu bolso, possibilitando que você possa investir o dinheiro da maneira que desejar em seus imóveis.

Venha para CashMe hoje mesmo e faça uma avaliação com a gente!

 Confira também:

O que é imóvel foreiro?

Como usar a rentabilidade do imóvel para suporte financeiro

Os benefícios de fazer empréstimo com imóvel de garantia

 

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50).

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


CASHME SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA., com sede social na capital do estado de SP, na Rua do Rócio, nº 109, 3º andar, Sala 01 - Parte, Vila Olímpia, CEP 04.552-000, inscrita no CNPJ sob o no 34.175.529/0001-68

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.