História do 4 de Julho: dia da Declaração da Independência dos Estados Unidos

História do 4 de Julho: dia da Declaração da Independência dos Estados Unidos
ícone de calendario

Atualizado:
03/07/2021

ícone de calendario

Publicado:
03/07/2021

ícone de relógio

Leitura de
3 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 4 de julho é comemorada a Independência dos Estados Unidos da América. A declaração aconteceu em 1776 e encerrou o vínculo colonial entre a Inglaterra e as Treze Colônias, nome do país no período. Dessa forma, os EUA foram o primeiro país de todo o continente americano a ser independente.

Desde a independência dos EUA até 1787, o regime adotado foi o de Confederação, no qual cada estado era soberano e não havia um governo central. Após esse período, foi promulgada a Constituição que centralizou o governo em uma república presidencialista.

Sua independência serviu de inspiração para outros países do continente americano. A República brasileira, por exemplo, é inspirada no modelo estadunidense. No texto de hoje, você conhecerá um pouco mais sobre essa história e suas consequências tanto para os EUA quanto para toda a América. Boa leitura!

História da Independência dos EUA

Os colonos que habitavam nos Estados Unidos começaram a ter muitas divergências com a Inglaterra, o que piorou muito depois da Guerra dos Sete Anos (1756 -1763), travada entre ingleses e franceses que queriam a posse das terras no país.

Os ingleses venceram a disputa com o apoio dos colonos que residiam nos EUA, o que teve como resultado a anexação das terras que pertenciam aos franceses. Enquanto os colonos pensaram que poderiam se beneficiar dessas terras como despojo de guerra, a coroa inglesa tinha planos de destiná-las a novos colonos.

Outros fatores também contribuíram para o aumento da revolta dos colonos: as Leis Proibitivas, ou restrições fiscais da coroa inglesa. Conheça algumas delas:

Lei do Selo

Promulgada em 1765, tinha como objetivo retirar da Inglaterra os prejuízos devido aos gastos militares da guerra contra os franceses. A lei determinava que, para que os produtos pudessem circular, era necessário que tivessem impressos um selo real, aumentando os gastos dos produtores.

Lei do chá

Determinava que apenas a Companhia das Índias Orientais poderia vender chá nas Treze Colônias. A guarda inglesa assassinou protestantes na cidade de Boston em 1770, o que gerou uma onda de boicotes às determinações da coroa.

Em 1773, colonos disfarçados de índios entraram no porto de Boston e jogaram ao mar as sacas de chá da Companhia das Índias Orientais. Essa rebelião ficou conhecida como Festa do Chá de Boston.

Da insatisfação à independência

O clima de revolta e insatisfação dominou muitos colonos, inclusive alguns que eram contra o choque com a coroa inglesa. Em 1775, Thomas Jefferson, Richard Lee, Benjamin Franklin e Samuel Adams e outros líderes realizaram o Primeiro Congresso Continental. Nele, a declaração de direitos foi elaborada com inspirações iluministas. No mesmo ano, aconteceu o primeiro combate entre as tropas inglesas e os colonos, que foi seguido de outros conflitos em diversas cidades.

Em 1776, foi realizado o Segundo Congresso Continental, no qual a Declaração de Independência foi redigida. Além disso, o exército colonial foi criado para enfrentar o exército inglês com mais propriedade. Nos anos seguintes, os colonos venceram batalhas que ajudaram na solidificação da independência com a ajuda de espanhóis e franceses.

As consequências da Independência dos EUA

  • O país foi consolidado como nação independente;
  • Os ideais iluministas defendidos pelos revolucionários inspiraram movimentos de independência de outros países colonizados da América, o que inclui o Brasil;
  • O republicanismo se tornou uma alternativa política para as colônias que conquistavam suas independências;
  • O domínio colonial da Inglaterra na América foi declinado;
  • Expansão territorial dos Estados Unidos depois da retomada das terras entre os Montes Apalaches e o Rio Mississippi do domínio inglês.

A Independência dos EUA foi conquistada pela elite colonial, insatisfeita com a Inglaterra. O modelo republicano federalista sobre o qual a nova nação foi construída era inspirado pelos ideais iluministas de livre comércio e liberdades individuais, por exemplo. Essa constituição inspirou outros países da América, como a própria República instaurada no Brasil a partir de 1889.

Conclusão

Em 4 de julho é celebrada a Independência dos Estados Unidos, conquistada pelos colonos sobre as tropas inglesas. Com isso, o país se tornou a primeira nação livre de toda a América e inspirou as outras colônias em suas próprias independências.

A data foi oficialmente declarada como feriado nacional em 1941, e é celebrada com desfiles, shows de fogos de artifício e parques e ruas lotados. A bandeira nacional é encontrada em diversos locais, que também são enfeitados com as cores vermelha e azul.

Você conhecia a história da independência dos EUA? Deixe sua opinião nos comentários.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *