Como manter as suas finanças no azul 

Quer saber como manter as suas finanças no azul sem grandes dificuldades? Veja aqui dicas de como não entrar no negativo e decair em dívidas. Acompanhe! 

Todos os dias inúmeros brasileiros se submetem a condições financeiras que extrapolam a sua realidade. Gastos excessivos com festas, viagens, roupas e afins. Tudo isso, apesar de essencial para a nossa vida, precisa de um equilíbrio no cotidiano. 

Com a falta de planejamento das pessoas, automaticamente todo esse descontrole vira uma bola de neve, acarretando em dívidas e mais dívidas. Cartões de crédito parcelados, boletos a pagar, infinitos problemas que envolvem questões financeiras.

Pensando nessa problemática, viemos aqui para fazer um tutorial de como manter as suas finanças no azul, de maneira que não diminua a sua qualidade de vida, mas que adeque os seus gastos as sua realidade. Confira!  

Finanças no azul: uma utopia? 

Esse infortúnio é tão comum na vida do brasileiro, que muitos acreditam ser impossível manter o nome limpo e sem dívidas ativas. O número de pessoas que crescem no negativo é tão grande, que essa afirmação já virou um senso comum. 

Inúmeros programas de televisão buscam por pessoas que passam por esses problemas a fim de ajuda-los e orientá-los a seguir uma educação financeira, seja através de ajuda com capital ou até mesmo mostrando onde está se errando. 

Mas, por mais difícil que pareça, é possível ficar com as finanças no azul sem muitas dores de cabeça e sem a ajuda de um personal. Sem sombra de dúvidas é preciso uma mudança nos hábitos, mas nada é impossível! 

Dívida eterna e nome sujo 

O primeiro problema surge com uma dívida que parece eterna. Isso acontece frequentemente com parcelas de cartão de crédito, que são divididas em muitas vezes, sendo que em alguns casos, ainda acresce juros. 

Parcelar uma compra não é o problema! No entanto, não se planejar para os outros meses com esse valor a pagar, sim. Por isso tantas pessoas acreditam que isso se torna uma dívida eterna.

Essa falta de preparo consequentemente causa o nome sujo. Ou seja, aquele que não soube se organizar não conseguiu pagar e acabou caindo na dívida ativa, sendo impedido de fazer diversas atividades que envolvem compra e venda. 

Métodos para equilíbrio financeiro 

Mas, como sair desse ciclo sem fim? É possível evitar essa problemática e ainda ajudar quem já está nessa situação? Aqui mostraremos uma pequena lista de como agir para manter as finanças no azul e ainda aconselhar quem precisa sair do negativo. Veja: 

1.    Planejamento

O primeiro passo para não cair na dívida ativa é se planejar. Pode parecer básico, no entanto, esse é um ato essencial, visto que ele que irá reger seus gastos mensais e anuais, além de dizer o que está havendo de errado para a conta final não fechar no positivo.

Sempre tenha uma listinha com as compras que fez no mês, além de separar em seu planejamento uma pequena quantia para qualquer infortúnio. Assim você verá se seus gastos estão excedendo a quantia que possui e como solucionar esse problema. 

2.    Redução de gastos supérfluos 

Além de se planejar é de suma importância fazer a redução de gastos supérfluos. Isso envolve comprar lanches a todo momento, sair e viajar sem fazer uma organização financeira prévia, além de exagerar em qualquer outro aspecto. 

Realizar uma redução não significa cortar de vez os seus lazeres. Isso, de forma alguma, deve ser feito. Apenas aconselhamos que você diminua a quantidade de capital gasto com itens supérfluos a fim de fechar o mês com as finanças no azul

3.    Investimento

Por último, mas não menos importante que os outros, faz-se muito importante investir o seu dinheiro. Hoje em dia essa atitude cresceu no país auxiliando inúmeras pessoas a aplicarem seu dinheiro tendo em vista um lucro futuro. 

Vale ressaltar que investimento não se trata apenas de depositar seu dinheiro em determinado lugar e esperar que haja renda, mas também aplica-lo em seu negócio, em sua casa, entre outros. Tudo isso, de alguma, volta como benefício para você. 

CashMe como solução 

Ou seja, chega-se a conclusão de que ficar com as finanças no azul não é tão difícil quanto parece. Manter-se sempre organizado, além de planejar os gastos mensais e reduzir coisas supérfluas são os primeiros passos a se tomar nesse novo estilo de vida. 

Se você precisa de um empréstimo para mudar esse estilo de vida, conte com a CashMe! Oferecemos empréstimos com imóvel de garantia e com taxas inferiores a 1%. Além disso, é possível realizar o pagamento em até 180 meses, estendendo o seu prazo e facilitando a sua vida. 

Faça um orçamento conosco e conheça mais sobre a CashMe!

Gostou do nosso artigo? Quer saber mais sobre como ficar com as finanças no azul e sobre empréstimo? Continue aqui e leia mais sobre.