Ainda que você more em um condomínio, nem sempre irá entender o que pode ou não ser feito no local. Afinal, os direitos e deveres do condômino, ainda que expostos para qualquer um ler, pouco interessam aqueles que residem no mesmo.

Fato este que devia ser muito o contrário, uma vez que, por fazermos parte da comunidade do mesmo, é extremamente necessário que estejamos cientes do que podemos fazer em nosso papel.

Assim, no artigo de hoje, apresentaremos para você, caro leitor, quais são os direitos e deveres do condômino. Estes devem estar a par de tais regras em qualquer momento, e não apenas quando lhe for conveniente.

Aproveite e boa leitura!

Direitos e deveres do condômino devem ser lidos

Por mais que tais sejam muito importantes, realmente são poucos aqueles que utilizaram uma parte do seu tempo para ler as regras. Geralmente, isto é mais realizado por aqueles que desejam ou já são síndicos.

Entretanto, é preciso dizer que, apesar de tal situação, a importância de estar ciente sobre tais fatores é crucial para cada um daqueles que moram no condomínio. Neste não está apenas prescrito normas e regras, mas também aborda diversos direitos que o morador possui.

Sendo assim, é preciso dar o devido valor a leitura de tal. Ainda que o tempo que você possua seja curto, tente, ao máximo, tirar algum tempo para realizar esta atividade de absorver as informações ali ditas.

Direitos e deveres do condômino: direitos

Estes se tratam daquilo que, como residente do lugar, você pode e tem total liberdade de fazer. Logo, é garantido a você toda liberdade para realizar atividades que componham os seus direitos. Estas são:

Sua casa a dispor

É de total direito do condômino dispor a sua casa para locação ou receber visitas na mesma. Ainda que seja óbvia tal informação, está consta diretamente em todo regulamento interno destes locais.

Claro que, para que o mesmo possa usufruir de tal, é preciso destacar que não se pode infringir do próprio Regulamento, assim como das regras de bons costumes, da Convenção e da Legislação vigente.

Fazer o que bem entender com todo o perímetro de sua casa é sim um direito garantido a aquele que ali vive, mas, obviamente, este só pode ser garantido se estiver em acordo comum com o bom senso.

Possibilidade de comparecer às assembleias

Outro direito concedido ao residente de tal é poder participar das assembleias condominiais. Entretanto, esta posição apenas será cedida se o ocupante tiver quitado todas as despesas relacionadas a tal.

Logo, para aqueles que não pagaram a taxa mensal ou qualquer outra responsabilidade, estes se encontram incapacitados de presenciar a reunião, ainda que os mesmo tenham bons motivos para ir a mesma.

Assim como os devedores também não podem se candidatar a cargos administrativos. Para se tornar um síndico, é preciso ter comprometimento com o condomínio, o que, na visão da administração, um mal pagante não terá.

Portanto, antes de criar a sua campanha, tenha certeza e verifique com a direção local em busca de saber mais sobre a sua situação em relação ao mesmo. Estes irão lhe passar as informações desejadas, permitindo que possa dar seguimento a seus planos.

Insatisfação deve ser ouvida

Outro fator considerado um direito do condômino é o de realizar reclamações, críticas e sugestões. Afinal, este se trata de um empreendimento como qualquer outro e, para o dono do mesmo, você é como o cliente.

Suas palavras devem ser levadas ao síndico, sendo obrigação deste ouvi-las e trabalhar em cima destas, em conjunto com toda a informação obtida de outros moradores, para garantir uma melhor experiência de residir em tal.

Caso a insatisfação com o representante deste seja em grande escala, a maioria absoluta( ou seja, metade mais um) tem o direito, em qualquer época do ano, de destituir o síndico, convocando uma assembleia especial para tal.

Direitos e deveres do condômino: deveres

Estes se tratam das obrigações da pessoa com o local, que devem sempre ser levadas em consideração para que se possa garantir uma boa relação com os demais, assim como evitar problemas. Citaremos duas, sendo estas, as mais importantes, começando por:

Pague a taxa

Ainda que outra obviedade, é um dever do condômino pagar a taxa condominial mensalmente enquanto este permanecer nas dependências de tal, a fim de contribuir com a infraestrutura e outras atividades do local.

Todo o dinheiro levantado nestas tem como fim pagar o administrativo, a manutenção, cobrir a segurança e ser direcionado para obras de expansão ou manutenção local, permitindo que todos que ali convivem possam viver em paz.

Regras de boa convivência

Por mais que você seja o tipo de pessoa que vê o vizinho e não diz um bom dia, também é implícito a você todas as regras de boa convivência que constam no documento, a fim de garantir uma relação agradável a todos.

A quebra destas pode ocasionar em multas pesadas e reclamações constantes, tornando o período de moradia no condominial muito desagradável tanto para quem tem de ouvir, quanto para quem tem de falar.

Direitos e deveres do condômino existem e precisam ser levados a sério

Por mais que poucos procurem se informar, é de bom tom ter, ao mínimo, o conhecimento comum, tanto para entender quais são os pontos onde se pode influenciar, quanto para saber quais atitudes não tomar, garantindo uma estadia agradável durante todo o tempo de residência.

Para aqueles que desejam investir em imóveis, a CashMe oferece diversos pacotes de empréstimos com preços exclusivos e as menores taxas do mercado. Faça uma consulta conosco hoje mesmo e venha ser CashMe!

Gostou do artigo? Então compartilhe-o nas redes sociais!

Confira também:

O que é CRECI: um registro fundamental para os corretores

Por que é melhor fazer negócio com um corretor credenciado?

O que é condômino? É o mesmo que proprietário? Entenda aqui

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.