Para os interessados em adentrar ao mercado de investimentos, será necessário saber muito mais do que apenas as tendências. Existem uma série de termos que são usados apenas dentro deste, criando o próprio dicionário de investimentos.

Não é absurdo que cada área possua uma nomenclatura específica ou qualquer termo que seja exclusivo desta. Termos técnicos são normalidades e encontrados aos montes em quaisquer setores.

Sendo assim, no artigo de hoje, apresentaremos para você, nosso caro leitor, que deseja se tornar um investidor, alguns dos termos mais utilizados dentro do mercado, construindo um dicionário de investimentos.

Aproveite e boa leitura!

Dicionário de investimentos é necessário a todos que desejam começar suas jornadas

Se a sua procura é por se tornar um investidor, então, saiba que o caminho para o grande e aclamado sucesso está repleto de demanda de certos conhecimentos. Conhecimentos estes que apenas serão obtidos com experiência dentro da mesma.

Ainda sim, para que o primeiro passo possa ser dado, é preciso, antes de tudo, ter toda a base para que a sua trilha até o tão almejado objetivo possa correr de maneira mais tranquila.

Sendo assim, entender certos termos que serão comumente usados por aqueles a sua volta enquanto desempenha suas funções dentro deste setor é primordial para que suas conquistas sejam alcançadas.

Logo, iremos introduzi-lo aos mais comuns e quem são de uso rotineiro para todo e qualquer investidor. Valendo lembrar que esta lista ainda pode se estender muito mais, conforme se aprofundar na área, visto que certos pontos dentro da própria podem conter uma maior lista de palavras. Ao começar por:

Dicionário de investimentos: Alíquota

Este se trata de um dos, se não o, mais presentes no cotidiano daqueles que fazem parte de tal mercado.

Provavelmente, você que está lendo este artigo já deve ter ouvido falar, alguma vez, sobre alíquota vinculada a diversos tributos cobrados pelos governos, como o Imposto de Renda, Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (nosso famoso IPVA) e o Imposto Predial e Territorial Urbano, abreviado como IPTU.

E sim, uma alíquota se trata de um valor percentual ou fixo, ao depender do que está sendo cobrado pela entidade, aplicado para fazer o cálculo de algum tipo de imposto que o proprietário do bem deverá arcar.

Por exemplo, o valor do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, popularmente conhecido como FGTS, recolhido legalmente pelo empregador obedece uma alíquota fixada pelo governo que, neste caso, corresponde a 8% do salário do trabalhador.

Outro cenário que possui alíquotas estabelecidas pelos governos estaduais para cada tipo de produto ou serviço executados é o ICMS, que se refere ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

Se manter ciente destas dentro do universo dos investidores é primordial, visto que o Imposto de Renda pode variar entre 22,5% a 15%, causando um impacto direto dentro da aplicação e o seu rendimento.

Dicionário de investimentos: Ativo e passivo

Quando falamos sobre qualquer atividade monetária, não podemos esquecer dos ativos e dos passivos.

Ativos se tratam de todos os bens e direitos que um indivíduo ou instituição possa possuir. Ou seja, neste é incluso tudo que possa atribuir valor a seu proprietário legal.

Os mesmo ainda podem ser classificados de diferentes maneiras, como os ativos permanentes, ativos fixos, ativos diferidos, entre outros que estão disponíveis no mercado ao depender de sua modalidade.

Em contrapartida, os passivos representam toda obrigação que tal pessoa, seja física ou jurídica, possa possuir. O mesmo também possui suas variações, sendo as mais comuns os passivos circulantes, passivos a longo prazo, resultados de exercícios futuros e outros.

Dicionário de investimentos: Benchmark

Este é outro termo muito utilizado dentro da rotina de um empresário. Benchmark se trata do que a busca do interessado por aquilo que seja considerado padrão em qualquer prática.

Ou seja, este é um processo contínuo de comparação de performances que busca por uma equiparação dos processos que são considerados, após vários testes, os melhores métodos de mercado e também a superação de alguns patamares.

Normalmente, o benchmark é utilizado em fundos de investimento para definir uma meta de performance, estabelecendo um objetivo.

Em alguns casos, se o gestor do fundo atinge ou ultrapassa a meta estabelecida, este pode ser premiado com a taxa de performance, que irá variar de acordo com o fundo e as capacidades do mesmo.

A informação da existência de tal taxa estará no regulamento dos fundos. Logo, é importante que se leia e atente a cada detalhe em todo o material disponibilizado sobre os produtos específicos para conhecer as principais características antes de realizar a aplicação.

Dicionário de investimento vai além

Estes três são apenas alguns dos diversos termos utilizados por um investidor. Ainda que sejam os mais básicos. Estes complementam, expandem e agregam muito valor ao conhecimento do interessado que, por sua vez, os utiliza para averiguar suas opções e apostar em negócios promissores.

E para aqueles que estão prestes a embarcar nesta jornada, aqui na CashMe você conseguirá obter um crédito no valor necessário para começar os seus planos. Conosco, você vai mais longe!

Veja também:

O que fazer para lidar com o medo de investir

Como criar um planejamento financeiro sendo autônomo

Os melhores livros de finanças que você precisa conhecer

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram