Educação financeira para crianças é um tópico muito discutido na atualidade. Ainda que tal discussão não tenha chegado a seus ouvidos, a mesma irá, visto que, cada dia mais, esta se torna mais e mais importante.

Muitas pessoas se questionam se não seria interessante, para crianças, possui uma matéria com relação a parte econômica de suas vidas, visto que, em muitos casos, as mesmas crescem sem aprender a lidar com dinheiro.

Por conta disso, no artigo de hoje, apresentaremos para você, nosso caro leitor, por que é importante a educação financeira para crianças, permitindo que, no futuro, estas tenham muito mais consciência sobre o recurso monetário que conseguirem.

Aproveite e boa leitura!

Educação financeira para crianças é bem vinda

Antes de mais nada, pense consigo mesmo o quanto o conhecimento básico sobre dinheiro e como tornar este cada vez mais rentável em sua vida teria feito a diferença durante estes anos em que está vivo.

Afinal, quando somos menores, pouco aprendemos sobre o mundo dos investimentos e como, efetivamente, começar a criar uma estabilidade financeira que nos permitirá, em alguns anos, alcançar a estabilidade financeira tão desejada.

Pois este tópico vem se tornando cada vez mais popular entre as discussões diárias, visto que, se crianças recebessem este tipo de ensinamento, a probabilidade de reduzirmos a lista de pessoas com nome negativado no Serasa seria muito, mas muito, grande.

É muito comum que o adolescente/jovem adulto, ao receber seu primeiro salário, venha a gastá-lo. Claro que poucas sensações se assemelham ao primeiro salário, principalmente pela parte da euforia.

Entretanto, é somente após alguns gastos que as pessoas percebem a importância da economia, do custo, da poupança e do investimento. E, geralmente, estes ocasionarão em dívidas que se tornaram uma grande bola de neve e, por fim, levam o indivíduo a possuir um nome negativo.

Em grande parte das vezes é nesse momento que a pessoa percebe o quão importante são estes conceitos, e começará, por livre e espontânea vontade, estudar, pelo menos um pouco, de economia.

O setor financeiro de nossa vida é muito importante para que seja negligenciado por mais tempo do que já o fazemos. Se tivéssemos, ao menos, uma pequena introdução deste assunto em nossas aulas escolares, quantos não teriam se salvado da lista negra de um órgão de cobrança?

Claro que isso não se aplica a todos. Existem situações onde pessoas sabem que gastam dinheiro compulsivamente mas não conseguem parar, fazendo com que desenvolvam um vício neste hábito.

Entretanto, este é um outro caso que pode sim assombrar a vida das pessoas, e já fora abordado em outro artigo, permitindo que aqueles que desenvolveram gasto compulsivo possam se identificar.

Ainda sim, se a escola não o faz, cabe aos pais dos próprios filhos ensinarem a estes o mínimo da importância da educação financeira, permitindo que os mesmos evitem erros no futuro.

Educação financeira para crianças não é tão complexo

Ainda que muitos pensem que este é um assunto complexo e que seria difícil para os pequeninos entenderem, podemos dizer que seria muito pelo contrário, visto que a mente de uma criança está em constante aprimoramento.

Claro que não é preciso entrar com termos técnicos e graus de complexidade muito avançados. Com exemplos e explicações simples, estes já serão totalmente capazes de assimilar este tipo de informação.

Sendo assim a primeira dica deste artigo a explicação simples. Usando de exemplos curtos que tenham coerência, é possível sim dar a seu filho ou filha uma pequena noção de como agir com dinheiro.

Brincadeiras que reforçam este tipo de comportamento também são extremamente bem vindas. Assim, eles poderão aprender a importância do recurso e como administrá-lo.

Durante estas também será interessante reforçar ao mesmo que faça algumas contas enquanto a atividade é realizada, e explicar, com calma e paciência, o por que desta ser importante e como deve ser feita.

A não ser que seja um economista, nenhuma informação que der a está será totalmente precisa, e não existe necessidade para isso quando falamos de partes mais complexas.

O que é preciso dar a eles é a base sólida para que consigam agir de maneira inteligente com o próprio dinheiro quando  começarem a conquistar este.

Assim, o círculo da dívida e do nome negativado começará, aos poucos, a desaparecer, além do fato de que também será possível criar ainda melhores acionistas, que entendem a capacidade do dinheiro e que sejam capazes de visualizar uma boa proposta.

Educação financeira para crianças é importante

Como podemos conferir durante o artigo, tal ensinamento poderá evitar que seus filhos cometam muitos dos erros que foram cometidos por você, além de facilitar a caminhada deles pela vida adulta.

E para aqueles que desejam se tornar investidores, a CashMe oferece ótimas oportunidades de crédito para que comece a mudar a sua vida. Conosco, você vai mais longe!

Veja também:

Finanças para autônomos, o que você precisa saber sobre o assunto

Título prefixado: quando vale a pena investir

Educação financeira: como construir a sua

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram