Uma dúvida que muitas pessoas que precisam de um empréstimo dando como garantia o seu imóvel é entender o que é hipotecar um imóvel. Afinal, diante de vários problemas financeiros, muitos brasileiros procuram formas de conseguir dinheiro para quitar as dívidas.

Se você possui um imóvel que está no seu nome e está necessitando de um empréstimo, hipotecar o seu imóvel pode ser a oportunidade da sua recuperação. Para que você entenda o que é hipotecar um imóvel, prossiga com a leitura do artigo.

Abaixo você vai tirar essa e outras dúvidas sobre o assunto. Boa leitura!

O que é hipotecar um imóvel?

Hipotecar um imóvel nada mais é do que uma maneira de empréstimo que disponibiliza o seu imóvel como forma de garantir o pagamento. É importante que ele esteja quitado para que você possa hipotecá-lo. Normalmente, a hipoteca conta com prazos longos e juros mais baixos.

Isso acontece porque a instituição financeira sabe que, caso você não pague o empréstimo, poderá tomar o seu imóvel, uma vez que você o deixou como garantia.

Essa prática costuma ser muito usada para pessoas que precisam reformar a sua casa, fazer investimentos em um negócio novo ou até mesmo pagar alguma dívida. Porém, ao contrário do que muitas pessoas pensam, por mais que as condições sejam facilitadas, é preciso ter atenção.

Sempre confira a reputação da instituição financeira, dando preferência para instituições financeiras conhecidas e confiáveis. Além disso, fique atento as taxas de juros que são praticadas e leia com atenção todos os contratos.

Vale ressaltar ainda que a hipoteca não é a mesma coisa que um empréstimo que tem como garantia o imóvel. Nesse outro caso, o imóvel é transferido, mas o nome do credor segue ligado à propriedade até que a dívida seja paga. Por conta disso, os prazos e os juros acabam sendo mais atrativos.

Como funciona a hipoteca de um imóvel?

Agora que você já sabe o que é hipotecar um imóvel, vamos entender como funciona o processo.

O imóvel hipotecado é aquele bem que foi dado como garantia de empréstimo ou de refinanciamento. O imóvel fica alienado em contrato, porém, ele poderá ainda ser negociado pelo devedor. O novo comprador deve apenas arcar com o encargo da compra.

Caso você tenha um imóvel hipotecado e decide vendê-lo, é fundamental que tenha no contrato que existe a hipoteca. Dessa forma, as parcelas que estão em débito passam a ser do novo proprietário.

Além disso, o imóvel hipotecado também pode ser cedido, doado ou ser parte de uma herança. Independentemente do que acontecer, a hipoteca sempre deve passar para o novo proprietário do imóvel, com o risco de posse da propriedade pelo credor.

Fora isso, há a possibilidade de o proprietário realizar, em um mesmo imóvel, uma nova hipoteca. Nesse caso, as hipotecas passam a ser diferentes (de primeiro e segundo grau).

Entenda a diferença entre a hipoteca de primeiro grau e de segundo grau

Você já entendeu o que é hipotecar um imóvel e já sabe como funciona a hipoteca. Agora vamos explicar a diferença entre uma hipoteca de primeiro grau e uma hipoteca de segundo grau.

Conforme a lei, é permitido que um mesmo imóvel sirva de garantia em mais de um débito, mesmo que para credores diferentes. Assim, cada hipoteca fica vinculada a um grau distinto.

Dessa forma, a primeira hipoteca recebe o nome de hipoteca de primeiro grau e a segunda de hipoteca de segundo grau. Na aplicação, o primeiro credor tem a preferência de posse do imóvel. Porém, sempre que uma nova hipoteca for realizada, é preciso que a anterior seja mencionada.

Caso isso não ocorra, o proprietário estará praticando o crime de estelionato, conforme o Código Penal Brasileiro.

Quando o proprietário for fazer a segunda hipoteca, se a primeira ainda não estiver registrada, o oficial do Registro de Imóveis deve citar o primeiro credor. Isso é importante para que ele se apresente, levando seus documentos. Após 30 dias, se isso não acontecer, a segunda hipoteca passa a possuir os direitos da primeira, até mesmo na preferência.

Como fazer uma hipoteca?

Abaixo você confere o passo a passo de como fazer uma hipoteca:

•       Primeiro, você deve fazer o registro juntamente ao Cartório de Registro de Imóveis;

•       A possibilidade de um seguro deve ser avaliada. Assim, o seguro cobrirá perdas que possam acontecer por fatores naturais, como incêndios, roubos e tempestades;

•       O registro da hipoteca fica ligado ao imóvel até que toda a dívida seja quitada;

•       Após a dívida ter sido quitada, o credor solicita a permissão para dar baixa na hipoteca, que deve ser levada à declaração no Cartório de Imóveis. No cartório, o imóvel deve ser liberado.

Hipotecar precisa de planejamento

Agora você já sabe o que é hipotecar um imóvel, como funciona e quais as diferenças entre uma hipoteca e outra. Se você deseja hipotecar o seu imóvel, não deixe de fazer um bom planejamento para conseguir quitar a dívida, e assim, liberá-lo após o pagamento.

E para aqueles que desejam investir, quitar dívidas ou possuem outros projetos, Aqui na CashMe oferecemos ótimas oportunidades para que comece os seus planos. Conosco, você vai mais longe!

Veja também:

Pefin e Refin: compreenda as diferenças

Entenda o que significa Pefin

Comprar casa sem entrada: é possível fazer isso?

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.