Utilizar a reserva de emergência de forma correta não é tão simples quanto parece. Ainda que seu nome seja extremamente objetivo, não é a todo imprevisto que esta precise ser aplicada.

Por muitas vezes fazemos mais barulho por conta de algo que sequer tem todo este tamanho. É preciso, antes de mais nada, observar, analisar e entender realmente a situação para que possamos decidir o momento certo de utilizar esta.

Por conta disso, apresentaremos para você, nosso caro leitor, quando utilizar a reserva de emergência de forma correta, evitando que acabe gastando essa quantia em situações que não precisava.

Aproveite e boa leitura!

Quando é interessante usar a reserva de emergência?

O momento exato de utilizar está é quando algo realmente grave ocorrer em sua vida. Se você é alguém que por causa de uma conta atrasada, por exemplo, já está mexendo nesta, está utilizando a mesma de maneira errada.

Claro que uma conta atrasada pode gerar problemas, mas isso cabe mais a aprender a gerir melhor seu dinheiro e criar uma consciência sobre o mesmo, onde, mesmo tirando o dinheiro da reserva mensalmente, ainda sobre o suficiente para arcar com as demais responsabilidades do lar.

Uma reserva de emergência é destinada a situações extremas, onde o montante guardado na mesma realmente precisará ser utilizado para resolver, de uma vez por todas, a situação.

Um bom exemplo disso é quando alguém perde o emprego. Uma pessoa sábia terá guardado uma certa quantia para caso isso ocorresse, para que, neste tipo de situação, a mesma consiga manter as contas da casa em dia enquanto procura por outro local para trabalhar.

Vale ressaltar também que o tipo de reserva muda ao depender do que ela é destinada. O certo é possuir uma poupança, para casos emergenciais que precisam de uma prioridade e não podem aguardar a movimentação do dinheiro, e um investimento, que terá como objetivo lhe preparar para situações de perda de emprego, prejuízos em casa, entre outros tipos.

Ou seja, adversidades que precisam ser tratadas na hora, como problemas graves de saúde, são resolvidas com o dinheiro no banco, enquanto que as que podem ser resolvidas em alguns dias irão utilizar do montante depositado em patrimônios.

E também é preciso avaliar qual será o custo desta resolução. Em alguns casos estas não são tão caras, permitindo que arque com as mesmas com o do próprio bolso ao invés da reserva.

Por que não mexer na reserva de emergência

Não mexemos na reserva de emergência pelo simples motivo de que quando mais precisarmos, não iremos ter. Problema esse que muitos enfrentam por ficar, constantemente, tirando recursos desta.

Sem dinheiro guardado, não podemos nos preparar para o que pode ocorrer no dia seguinte. Ainda que viver o presente seja bom, pensar no amanhã é tão necessário quanto.

Além disso, se você veio a utilizar alguma quantia desta, lembre-se de arcar com o que foi retirado, restituindo-o.

Quanto investir na reserva de emergência

Não existe uma métrica exata sobre o quanto se deve investir nessa. O certo é definir um valor que possa ser colocado na mesma sem lhe causar problemas. Algo que não lhe venha a fazer falta.

Isso irá depender das suas condições. Se uma quantidade razoável do seu salário sobra, então dedicar mais a está será ótimo. Se sobra menos, então parta este pouco e coloque nesta.

A importância da reserva de emergência

Como dito anteriormente, é preciso estar sempre preparado para o dia de amanhã. Não podemos prever as coisas boas, assim como também não podemos adivinhar as adversidades que nos esperam.

Por conta disso é extremamente importante ter um valor dedicado a somente problemas. Ser pego desprevenido pode lhe colocar em posições piores do que imagina.

Por exemplo, muitas pessoas acabam pegando um empréstimo pelo simples fato de que não ter nada guardado para quando surge um problema que requer um médico especializado em um tratamento.

Como começar a sua reserva de emergência

Faça o levantamento de tudo que é gasto por você durante o mês, e veja quanto sobra, ao final de tudo. Não é preciso dedicar tudo ao fundo, mas, ao menos, coloque-o em um investimento e esqueça-o lá.

Se o montante for considerável, então reparta o valor na metade, e uma metade em outra. Estas novas metades deverão ser colocadas tanto em uma poupança quanto em títulos, para que você  esteja preparado tanto a curto quanto a longo prazo.

Reserva de emergência é para emergências

Como podemos ver, possuir uma desta será muito importante durante seu dia a dia. Além dos exemplos aqui citados, existem umas n situações que podem representar grande ameaças para seu cotidiano e estar preparado para estas irá evitar que se agravem.

Mas se a situação complicar muito, não pense duas vezes e venha nos procurar. Aqui na CashMe nós oferecemos a solução para os seus problemas. Conosco, tudo é possível!

Veja também:

Como legalizar um imóvel na prefeitura

O que é independência financeira? 3 passos essenciais

3 Ações que acabam com o objetivo de poupar para o futuro

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.