Recursos financeiros: A administração de uma empresa requer mais de um aspecto para que tudo saia dentro do previsto. Gestão de despesas, qualificação na infraestrutura, qualificação da mão-de-obra e ampliação de mercado são alguns dos principais fatores de crescimento estável de uma empresa.

Dessa forma, o balanço orçamentário precisa projetar despesas com estes itens, conforme o porte da empresa. No entanto, para que estas despesas não representem problemas financeiros, a empresa necessita de obter um orçamento superavitário. Ou seja, manter os lucros com uma margem acima das despesas.

Entretanto, as oscilações de negócios no mercado, além das altas e baixas nos créditos oferecidos pelo mercado financeiro, a empresa acaba sofrendo com problemas financeiros. Nestes casos, é comum que hajam cortes em setores da empresas que oferecem uma lucratividade menor.

Portanto, aqueles investimentos em infraestrutura do local de trabalho ficam em segundo plano. Dessa forma, há uma redução nas despesas imediatas da empresa, com o corte nestes investimentos. No entanto, esses cortes podem significar uma queda na competitividade da empresa no mercado. 

A perda de competitividade também ocorre na área profissional. Com uma infraestrutura menos qualificada, se torna mais distante a contratação dos melhores profissionais do mercado. 

Desse modo, para que estes problemas não ocorram devido aos problemas financeiros da sua empresa, é possível captar recursos financeiros de fora da empresa. Isto é, atrair investidores para implementar o orçamento necessário. A forma de captação dos recursos varia conforme o segmento de mercado em que a empresa atua. 

Um exemplo disso é as empresas emergentes que trabalham com inovação e tecnologia. Neste segmento é bastante utilizado o modelo de incubadoras de startups, conhecidos como parques tecnológicos. Dessa forma, as empresas incubadas recebem suporte administrativo, jurídico e estrutural, já que não é necessário pagar o aluguel da sala comercial no parque tecnológico nos primeiros anos.

Portanto, traremos três dicas de como captar recursos financeiros para as suas empresas, de acordo as suas necessidades e condições de investimento e projeção no mercado.

Saiba mais: Por que o empréstimo com garantia é o mais barato?

Crédito para médias empresas se torna alternativa

A organização financeira se torna fundamental para uma empresa sob o aspecto das despesas. Realizar uma gestão cujas dívidas estão sanadas é o sonho de todo o empreendedor. No entanto, há momentos em que a situação perde o controle, principalmente em momentos de baixa do mercado.

Nestas circunstâncias, é importante manter uma hierarquia de prioridades no orçamento da empresa. Dessa forma, garantir receitas para os principais investimentos da empresa e as despesas mais imediatas devem ser o principais objetivos. 

Entretanto, aquelas despesas consideradas secundárias também devem ser mantidas no panorama. Para que a empresa tenha capacidade financeira de realizar estes investimentos, é possível contar com o apoio de linhas de crédito. 

Com condições diferenciadas para empresas de médio porte, há instituições financeiras que oferecem empréstimos para fomentar o desenvolvimento de empresas. Além disso, há também as opções do poder público, que oferece linhas de crédito para diversos segmentos do mercado.

Estes créditos oferecidos pelo poder público são realizados através de bancos de desenvolvimento, estaduais, regionais, nacionais e até internacionais. Desse modo, o objetivos destes empréstimos é manter as  condições financeiras da empresa favoráveis a novos investimentos.

Entretanto, apesar destas instituições serem voltadas ao crédito para empresas, assim tendo condições diferenciadas, há aspectos que devem ser ponderados. Um deles é em relação a taxa de juros. Conforme o montante captado para a sua empresa, esta pode ser uma dívida para muitos anos. Dessa forma, é preciso avaliar a projeção de mercado a longo prazo, ponderado as condições de juros desse período.

Saiba mais: Como conseguir dinheiro para investir em uma empresa de turismo

Incubadoras podem impulsionar os recursos financeiros

Na direção de implementar o uso do conhecimento e da ciência para melhorar desempenhos de gestão da empresa, tornou-se uma realidade a criação de incubadoras de empresas e parques tecnológicos. 

Essa tendência se demonstra ainda mais evidente quando  nos referimos às empresas dos setores de inovação e tecnologia. Neste aspecto, estas empresas necessitam de aperfeiçoamento contínuo, para manter o nível de competitividade da empresa. Além disso, para aquelas empresas que projetam um desenvolvimento mais acelerado, é preciso manter sempre o alto nível. 

Dessa forma, as incubadoras oferecem a estas empresas suporte administrativo, jurídico, gestão de processos, dentre outros serviços. Com esse apoio, se torna mais viável manter a empresa em um bom nível de competitividade comercial.

Além disso, muitos dos parques tecnológicos em atividade no Brasil são bastante próximos de universidades, sejam públicas ou privadas. Essa aproximação é um caminho de mão dupla. Desse modo, a universidade oferece qualificação de profissionais das mais diversas áreas, que podem entrar em parceria com as empresas incubadas.

Por outro lado, a empresa deve oferecer seus espaços de criação e desenvolvimento para os alunos, a fim de proporcionar o conhecimento prático das atividades realizadas no campus. 

No entanto, apesar de todos estes benefícios financeiros que a empresa pode usufruir em uma incubação é limitada. Isto é, para que a sua empresa seja incuba, é necessário apresentar o projeto de desenvolvimento e produto, bem como a viabilidade e projeção dos negócios. Dessa forma, a incubadora seleciona as empresas mais capacitadas.

Além disso, há o processo de “graduação” das empresas, que é onde as empresas, já em um processo de crescimento mais consistente, deixa de receber alguns auxílios. Isso se deve a avaliação de que aquela empresa já está apta a alçar novos vôos no mundo dos negócios.

Empréstimo com imóvel em garantia garante os menores juros do mercado

Com a empresa em um estágio mais elevado de investimento, onde as cifras movimentadas em negociações se tornam mais altas, os riscos também aumentam. Isto é, para manter as finanças da empresa em dia, é necessário realizar um planejamento estratégico para o  orçamento da empresa.

Entretanto, mesmo com todo esse planejamento, é inevitável a interferência de fatores externos nas finanças da empresa. Nestes casos, para que a empresa mantenha o poder de investimento sem aumentar sua dívida de forma perigosa, é possível contar com empréstimo com imóvel em garantia. 

A CashMe, maior fintech do setor imobiliário, oferece aos seus clientes o empréstimo com imóvel em garantia com juros abaixo de 1% ao mês. Além disso, o empréstimo com imóvel em garantia oferece um prazo de até 180 meses para o pagamento.

Faça uma simulação com a gente! 

 

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.