Um dos pontos mais importantes para regularizar uma obra e que pode impactar diretamente na venda de um imóvel é a averbação de construção. Esse processo fica registro na matrícula da propriedade, individualizando e tornando a sua construção regular.

Quando um imóvel não possui a averbação de construção, podem vir a representar uma série de riscos para um possível comprador e também para o proprietário do imóvel. Por isso, preparamos o artigo abaixo. Você vai conferir mais detalhes sobre o que é a averbação de construção e sua importância.

Boa leitura!

O que é a averbação de construção?

Antes que uma obra seja iniciada, é preciso abrir um requerimento junto a prefeitura da sua cidade, solicitando um alvará de construção. Esse documento é despachado depois que o projeto for aprovado, sendo apresentado junto com o requerimento do alvará.

Quando a obra é finalizada, a prefeitura faz a vistoria do imóvel e emite a Certidão de Construção e o Habite-se. Esses documentos, juntos com a Certidão Negativa do INSS, precisam ser averbados na matrícula do lote. A averbação desses documentos se chama averbação de construção.

Como explicado no início do artigo, esse processo vai individualizar, descrever e caracterizar o imóvel na matrícula. Dessa forma, oficialmente, o imóvel passa a existir.

Um imóvel, para fins legais, não existe sem a averbação de construção

Caso um lote tenha uma matrícula que não consta a averbação de construção, é o mesmo que dizer que a construção não é regular. Isso pode implicar em riscos para o comprador e também para o proprietário do imóvel.

Do mesmo modo, quem faz a construção de um imóvel e não faz a regularização da obra, além de poder passar por dificuldades caso queira vender a propriedade, ainda pode ter problemas com a prefeitura da sua cidade.

Sem averbação de construção, o futuro comprador pode correr riscos

Quando uma pessoa vai comprar um imóvel, um dos principais documentos que precisam passar por conferência é a matrícula da propriedade. A matrícula serve para atestar o imóvel, assim como também ficam descritas todas as informações e os ônus que podem recair sobre o bem.

Quando não há a averbação de construção na matrícula, é possível que a propriedade tenha sido construída sem que o projeto tenha sido aprovado pela prefeitura do local. Por isso, um futuro comprador pode correr riscos.

Afinal, a construção pode estar incompatível com as diretrizes legais do município.

A cobrança da averbação de construção é realizada com base no metro quadrado

O Cartório de Registro de Imóveis cobra um valor para que a averbação de construção seja realizada. Esse valor é calculado conforme a tabela da SIDUSCON de cada estado, sendo multiplicado pelo número de metros quadrados da ampliação ou da construção.

Quais documentos são exigidos para a averbação de construção?

Uma dúvida bastante comum é com relação a documentação que o proprietário precisa apresentar para fazer a averbação de construção. Abaixo você confere as principais documentações exigidas:

  •  Requerimento do interessado, com firma reconhecida
  • Habite-se ou Alvará de Regularização
  • CND do INSS relativa à construção

Além desses documentos, outros também podem ser solicitados a depender da natureza do processo.

Contar com uma assessoria especializada pode facilitar todo o processo

Para que você promova a averbação de construção, é preciso que você se dirija ao Cartório de Registro de Imóveis, como falamos ali em cima. No Cartório você deve apresentar uma documentação específica. Como já falamos anteriormente, o processo pode variar de pessoa para pessoa e depender do tipo de averbação que será realizada.

Por isso, antes de ir até o cartório, cheque todos os documentos que são exigidos para realizar a averbação de construção. E para que você evite problemas durante todo o procedimento, nossa recomendação é que você conte com uma assessoria especializada.

A assessoria vai te ajudar a evitar erros e falhas na apresentação da documentação. Além disso, os profissionais podem tornar o processo mais ágil, garantindo uma rapidez maior na averbação.

Importância da averbação de construção

Como já deu para perceber, a averbação de construção é extremamente importante para que todas as informações da propriedade se mantenham atualizadas. Além disso, caso alguma ação seja feita, posteriormente, a construção estará resguardada dentro da lei.

Além disso, sem a averbação de construção você pode encontrar problemas na compra e na venda do imóvel. A averbação também garante a segurança e a valorização da sua propriedade, preservando os direitos da construção e, consequentemente, do proprietário.

Sendo assim, fica claro que, caso você queira garantir que a sua construção fique com toda a documentação em dia, conforme a legislação exige, você não pode deixar de fazer a averbação.

Esperamos que você tenha entendido o que é averbação de construção e porque é importante ter esse documento em dia, de acordo com a legislação.

E para aqueles que desejam investir em imóveis, aqui na CashMe oferecemos o valor que permitirá colocar seus planos para fora do papel. Com a CashMe, você vai mais longe!

Veja também:

O que é hipoteca reversa? Entenda todos os detalhes agora!

Divida ativa IPVA: o que fazer para quitar esse débito

10 regras para sobrevivência empresarial

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.