O que é arquitetura sustentável?

ícone de calendario

Atualizado:
28/01/2021

ícone de calendario

Publicado:
28/01/2021

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

CashMe

CashMe


De maneira bem direta, arquitetura sustentável é a maneira de conceber um projeto arquitetônico de forma sustentável, com o propósito de otimizar recursos naturais e sistemas de edificação, reduzindo assim o impacto ambiental.

As formas de construir respeitando o meio ambiente são inúmeras e cada vez mais comum, apesar do conceito existir desde 1970, e importante na construção civil.

Os benefícios da arquitetura sustentável vão muito além da redução de impactos no meio ambiente. Este conceito de construção também impacta na redução de custos e eficiência, por exemplo.

Se você quer saber mais sobre a arquitetura sustentável, continue a leitura e veja o quanto isso é importante em uma construção.

O que é arquitetura sustentável

A arquitetura sustentável é o conceito relacionado aos projetos arquitetônicos que contemplam a otimização de recursos naturais no seu desenvolvimento com o objetivo de minimizar o impacto ambiental provocado pela construção e reforma das edificações.

Embora pareça algo recente, o conceito da arquitetura sustentável surgiu nos anos de 1970 e leva em conta diversos aspectos relacionados ao clima do local de cada projeto, o aproveitamento dos recursos naturais disponíveis e do ecossistema.

Dentre os principais princípios da arquitetura sustentável, estão:

  • A consideração das condições climáticas, da hidrografia e dos ecossistemas do entorno em que os edifícios são construídos, para obter o máximo desempenho com o menor impacto;
  • A eficácia e moderação no uso de materiais de construção, dando prioridade ao baixo consumo de energia em comparação com os de alta energia;
  • A redução do consumo de energia para aquecimento, refrigeração e iluminação, cobrindo a demanda com fontes de energia renováveis;
  • A minimização do balanço global de energia do edifício, que abrange a concepção, construção, utilização e seu fim;
  • O cumprimento com os requisitos de conforto higrotérmico, salubridade, iluminação e ocupação dos edifícios.

Materiais e recursos da arquitetura sustentável

Na arquitetura sustentável, os materiais empregados em uma obra são definidos com base no baixo impacto ao meio ambiente. Dessa forma, os materiais são de preferência de origem natural, adquiridos por fornecedores que possuam certificados de procedência e utilizados de forma consciente.

Quando possível, os materiais são adquiridos por fornecedores locais para evitar longas distâncias de transporte, reduzindo a emissão de CO2.

O planejamento do uso de matérias-primas para cada obra é avaliado e planejado de forma inteligente, portanto, para serem usados somente os insumos estritamente necessários. Assim como, planejar o seu reaproveitamento e reciclagem de matéria-prima.

Todos os recursos utilizados na arquitetura sustentável são avaliados, como por exemplo:

  • Otimização do uso da água;
  • Recursos para reuso de água;
  • Instalação de sensores em torneiras;
  • Instalação de aquecedores solares para o aquecimento de água;
  • Instalação de placas solares para geração de energia elétrica pela luz do sol.

Benefícios da arquitetura sustentável

A arquitetura sustentável pode garantir muitos benefícios para quem vai usufruir da construção, como também o responsável pela construção, como o arquiteto, construtora.

Abaixo, podemos ver os principais benefícios deste método de construção:

Preservação do meio ambiente

Essa é a principal vantagem quando falamos em construções sustentáveis. Ainda mais porque o setor da construção civil é um dos principais responsáveis pelos impactos ambientais no mundo. 

Segundo dados do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável, o setor consome 75% dos recursos naturais e 20% da água nas cidades, e gera 80 milhões de toneladas/ano de resíduos.

Impacto social

Quando falamos de arquitetura sustentável, a maioria das pessoas associa somente ao cuidado com o meio ambiente, mas na verdade não existe sustentabilidade se não houver justiça social.

Geralmente, as construções impactam em todo o espaço onde está sendo construído e também em muitos momentos exigem a revisão ou criação de leis que respeitem ou incentivem esse tipo de construção.

Mais saúdavel

A arquitetura sustentável deve ser ecologicamente correta, mas o que você pode não saber é que elas também oferecem uma infinidade de benefícios para a saúde.

Além de reduzir a quantidade de poluição, que certamente tem impacto na saúde de todos à sua volta, esse tipo de construção melhora a saúde física e mental e o bem-estar dos ocupantes e da vizinhança.

Mais eficiente

Fazer arquitetura sustentável é muito mais eficiente em muitos sentidos. Essas construções além de se preocuparem com a eficiência energética e hídrica, focam também na diminuição dos desperdícios de materiais, nas distância que eles percorrem para chegar na obra, entre outros pontos importantes de sustentabilidade.

Maior investimento e menos custo

Edificações sustentáveis têm maior valor no mercado imobiliário. Muitas pesquisas já mostram que o imóvel que tem um certificado, por exemplo, tem valorização instantânea de 10% no valor do aluguel.

Ademais têm maior velocidade na venda, 14% de sobrevalorização em relação aos seus vizinhos de tipologias semelhantes e menor taxa de vacância.

Em contrapartida, com todas as tecnologias eficientes e sustentáveis, como reuso de água ou energia, reduz o custo de manutenção e operação em edifícios e construções.

Exemplos de arquitetura sustentável

Em vários lugares do mundo já existem exemplos de arquitetura sustentável que pode inspirá-lo no assunto. Separamos abaixo os mais conhecidos:

Sede do The New York Times 

O grande trunfo da sede do jornal The New York Times é o uso de cortinas de vidro ultra-clear, que maximizam a incidência de luz natural e reduzem significativamente a necessidade de luz artificial.

Dentre as outras características sustentáveis, algumas que se destacam são:

  • Sistema de ventilação do local que aproveita o ar de fora;
  • Parte da energia elétrica consumida vem de um sistema interno de cogeração de gás;
  • Quase todo o material usado em sua construção é de origem reciclada.
  • A sede foi projetada pelo arquiteto Renzo Piano e é uma megaestrutura, contando com 52 pavimentos. Esse é um ótimo exemplo de que, mesmo em meio às maiores metrópoles, é possível adotar os princípios da arquitetura sustentável para minimizar os danos da urbanização.

Aeroporto de Oslo, na Noruega 

Aeroporto de Oslo
Imagem: avinor

Inaugurado em 1995, o Aeroporto de Oslo também é considerado um grande exemplo de arquitetura sustentável. Afinal, os materiais utilizados em sua construção garantem melhor desempenho da estrutura.

O local também funciona a partir de bioenergias e conta com a maior área verde em terminais aéreos do mundo. Essa característica rendeu ao Aeroporto o selo do BREEAM (Building Research Establishment Environmental Assessment Method) — o mais importante certificado de avaliação ambiental para edifícios do mundo.

No verão, o sistema de resfriamento faz uso da neve coletada no inverno e mantida em um reservatório próprio. Além disso, a gestão de energia do local possibilitou uma redução significativa de gastos em relação ao antigo terminal.

Heidelberg Village, na Alemanha

Os alemães são responsáveis pela construção do primeiro condomínio sustentável do mundo, o Heidelberg Village. Em sua planta, o complexo conta com mais de 160 apartamentos que são abastecidos com uma usina solar própria.

O projeto tem como sua principal motivação a busca por autossuficiência energética — por isso, os telhados são cobertos de placas fotovoltaicas, árvores e plantas.

Conclusão

A arquitetura sustentável está cada vez mais presente na construção civil de todo o mundo, por isso é importante estar atento a todos os assuntos relacionados ao tema, como certificações ou tecnologias que incentivem esse método.

Além disso, no mundo todo existem exemplos de construções dos mais diversos tipos, tanto moradias quanto edificações comerciais, que são sustentáveis e trazem inúmeros benefícios que também vale a pena serem estudados e acompanhar sempre.

Caso você deseje reformar o seu imóvel e adotar os critérios de arquitetura sustentável, saiba que um empréstimo para reforma da CashMe pode te ajudar a conseguir isso! 

O conteúdo te ajudou e esclareceu suas dúvidas? Comente e compartilhe em suas redes sociais!


CashMe

Escrito por CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONCORDAR E FECHAR