Você deseja começar a empreender do zero, mas não tem ideia de como começar? Então você está lendo o artigo certo. Primeiramente, você precisa saber que para empreender do zero, não é necessário ter um diploma. Além disso, você também não precisa ter uma grande poupança no banco ou experiência em negócios.

Para começar um negócio do zero, inicialmente, você precisa de duas coisas: planejamento e motivação. Empreender do zero não é apenas tirar uma ideia do papel e colocá-la em prática. Empreender do zero significa que você está buscando o seu sucesso. Afinal, nenhum empresário entra no mercado sem estar pensando em começar um grande negócio, não é mesmo?

E mesmo que pareça uma missão impossível, com os passos certos é possível fazer com que o seu negócio tenha um bom crescimento. Ao longo desse post você vai entender tudo que precisa saber para começar a empreender do zero, alcançando o sucesso que você almeja. Prossiga acompanhando para saber mais e boa leitura!

Como empreender do zero e alcançar o sucesso que todo empresário almeja?

É necessário passar por vários processos para começar a empreender do zero e ter sucesso na área que você escolheu para ter um novo negócio. Administrar um negócio vai bem além de apenas comprar um determinado produto e vendê-lo para vários clientes.

Há um conjunto de fatores que devem ser observados para que você comece a empreender do zero. É preciso que você coordene as vendas, o estoque, finanças, marketing, contabilidade, parcerias, fornecedores, dentre outros setores.

E muitos empreendedores que estão começando agora cometem um grande erro: o de não prestar atenção em todos os fatores que são essenciais após terem tirado suas ideias do papel.

Por isso, elaboramos um passo a passo com tudo que você precisa saber para empreender do zero, sem cometer os erros que muitos cometem. Vamos conferir?

Passo 1: avalie-se

Que tal você responder uma perguntinha antes de descobrir todos os passos que preparamos? Por que você deseja começar um negócio? Com base nessa pergunta, você tem como saber que tipo de empresa você deseja criar.

Com um motivo, você pode começar a fazer outras perguntas que irão te guiar a descobrir o tipo de negócio que você deve começar. Fora isso, essas perguntas também irão dizer se você tem tudo o que precisa para começar a empreender do zero.

  •   Quais são as suas habilidades?
  • Qual a sua maior paixão e onde ela está?
  •   Qual a sua área de especialização?
  • Quanto você pode gastar, considerando que grande parte das empresas falham?
  •   Quanto de capital é necessário para você iniciar?
  •   Qual estilo de vida que você quer viver ao empreender?
  •   Você está pronto para ser um empreendedor?

Com base nas respostas que você deu para essas perguntas, você poderá começar a empreender do zero.

Passo 2: pense em uma ideia de negócio

Após responder as perguntas anteriores, certamente, ficará mais fácil encontrar aquela ideia perfeita de negócio. Porém, para ajudar você, separamos mais algumas dicas:

  •   Pergunte para você mesmo: o que vem por aí? Quais avanços ou tecnologias estão chegando que podem mudar a forma de pensar das pessoas e o cenário de negócios atual?
  • Melhore algo que incomoda você. Se seu negócio conseguir corrigir um problema dos seus clientes que ninguém conseguiu ainda, certamente, eles irão agradecer você por isso.
  • Aplique seus conhecimentos e habilidades em algo novo. Existem novos negócios por aí que continuam fazendo mais do mesmo, porque é assim e pronto. Você pode inovar, trazer perspectivas diferentes para o seu negócio. Isso poderá fazer toda diferença.
  • Utilize um método melhor, mais rápido e mais barato. Tudo bem não ter uma ideia de negócio inovadora. Mas que tal pensar no mercado atual e, com base nisso, pensar em algo melhor, mais rápido e mais barato?

Fora isso, não deixe de fazer networking. Isso permitirá que você conheça mais sobre o seu mercado, possa fazer perguntas, avaliar a situação, pegar dicas de outros empresários. Depois disso, junte tudo e utilize uma abordagem que faça mais sentido para você e o seu negócio.

Passo 3: avalie o seu mercado

Depois que você fez uma avaliação completa sobre si mesmo e seus desejos, você deve avaliar o seu mercado. Afinal, após responder todas as perguntas que fizemos anteriormente, você já tem em mente qual tipo de negócio que você deseja começar e em qual mercado ele está inserido.

Avaliando o mercado, você saberá quais são as possibilidades que sua empresa tem, além de ter uma base do que te espera daqui para a frente. Uma boa dica é fazer uma Análise SWOT de tempos em tempos. Essa análise não vale apenas para quando você estiver iniciando o seu negócio. Ela também é importante durante o processo de estruturação e otimização da sua nova empresa.

Fazendo a Análise SWOT, você vai identificar alguns pontos importantes, como:

Quais são :

  • as forças do seu negócio
  • as fraquezas do seu negócio
  • as oportunidades no seu mercado
  • são as ameaças no seu mercado

Com essas informações em mãos, ficará mais fácil desenhar de maneira mais eficaz um plano de negócios. Assim, você conseguirá encontrar os melhores caminhos e abordagens para o seu novo negócio.

Passo 4: tenha um objetivo

Existem muitos empreendedores que possuem o hábito de definir novas metas de seis em seis meses. Porém, é importante que você tenha uma meta principal a ser conquistada. Qual o seu principal objetivo? Aquele objetivo maior, que você deseja alcançar? Com base nele, faça planejamentos e dê pequenos passos todos os dias até alcançá-lo.

Dessa forma, ficará mais fácil chegar onde você almeja, tendo uma precisão maior e grandes chances de sucesso.

Passo 5: faça um planejamento financeiro

Existem várias pessoas por aí que acham que para empreender do zero é só ter uma ideia de negócio, alugar um espaço para começar e resolver toda a parte burocrática. Se você também pensa assim, saiba que está enganado.

Tudo bem que dissemos no começo deste artigo que você não precisa ter “rios de dinheiro” para empreender do zero. E isso é verdade. Porém, isso não significa que você não precisa ter um planejamento financeiro. A falta de planejamento financeiro é um dos principais motivos que fazem as empresas fecharem nos primeiros cinco anos de atividade.

Para que você faça um planejamento financeiro, é essencial que você conheça bem o seu mercado e a sua concorrência. Além disso, também é importante estudar os preços dos seus produtos e serviços, calcular valores de aluguel (se for necessário), salário de funcionários e etc.

Lembre-se: sem um planejamento financeiro, sua empresa corre grandes riscos de ir à falência ou de virar dependente de muitos empréstimos de banco.

Passo 6: certifique-se que sua ideia de negócio é viável e necessária

Atualmente, não faltam ideias de negócios. Porém, apesar de existir muitas ideias, há várias que não são viáveis. Por exemplo, se um empreendedor resolve desenvolver um aplicativo que permite que a pessoa faça reservas em um restaurante para evitar filas, é uma boa ideia. Porém, se o aplicativo só funciona em cidades pequenas que têm poucos restaurantes, já passa a ser um negócio não viável.

Sendo assim, é fundamental não apenas conhecer o seu público-alvo, como também conhecer a localização onde você pretende fixar seu negócio. Afinal, se não tiver mercado para o seu serviço ou produto, consequentemente, seu negócio não dará certo.

Passo 7: conheça o seu público

É aqui que muitas pessoas acabam errando quando decidem empreender do zero. É fundamental que você conheça o seu público, quais suas objeções, necessidades, anseios. Acredite: não é difícil encontrar um empreendedor que não conhece o seu público realmente. Muitos pensam que se guiar pelo público-alvo é a melhor solução.

Porém, você não precisa se algo generalizado para começar o seu negócio. Você precisa de algo específico. Por isso é importante realizar o estudo da sua persona. Assim, você consegue ter uma visão mais detalhada de quem são as pessoas que você precisa ajudar.

Passo 8: busque feedbacks

Quando você decide empreender do zero, é essencial que você seja realista. Pode ser que na sua cabeça, a sua ideia de negócio é brilhante. Mas, pode ser que outras pessoas pensem completamente diferente. Por conta disso, permita que outras pessoas possam dar feedbacks sobre sua ideia. Duas cabeças pensam melhor do que uma.

Além disso, se você ouvir essas pessoas e elas perceberem que você seguiu as dicas que elas deram, sua chance de tê-las como clientes apaixonadas por sua marca será muito maior.

Passo 9: tenha presença online

Atualmente, praticamente tudo pode ser feito pela internet. Se você deseja empreender do zero, tendo uma boa reputação e bons clientes, é importante que você esteja na internet. Pode ser com um site, com uma página no Facebook ou no Instagram (ou com os três).

Estando na internet, você conseguirá divulgar melhor seus produtos e serviços e será mais visto. Não esqueça: quem não é visto, não é lembrado. Na internet, você consegue ampliar o seu público. É melhor ser conhecido apenas no seu bairro ou na cidade toda? As pessoas poderão descobrir seu negócio. Isso permite que você alcance um público muito maior, com mais chance de sucesso.

Passo 10: produza conteúdo

Não adianta apenas estar na internet. Não basta apenas ter um site, criar uma página no Facebook ou um perfil no Instagram. É preciso que você crie um conteúdo de valor para seus clientes. Para que você entenda o que estamos querendo dizer, basta se colocar no lugar do seu cliente.

Pense: se você entra em um site ou em um perfil na internet e esse perfil não tem conteúdo que agregue valor, você continua olhando? Você indica para outras pessoas? Se torna algo interessante para você? Provavelmente não. O mesmo acontece com os seus clientes.

Ah, e lógico: não é qualquer conteúdo. É um conteúdo que atenda as necessidades do seu cliente, que quebre suas objeções, que os eduque. Fazendo isso com frequência, você tem grandes chances de se tornar uma referência no seu mercado de atuação.

Passo 11: legalize sua empresa

Essa etapa também é importante para quem quer empreender do zero. Busque todas as informações que você precisa para abrir uma empresa aqui no Brasil. E garanta que todas as exigências legais sejam cumpridas. Assim, você poderá administrar sua empresa com mais tranquilidade, sem se preocupar com problemas legais.

Passo 12: invista em bons produtos e serviços

Ter um bom serviço ou produto não é mais uma opção, é algo fundamental se você quiser que o seu negócio dê certo, especialmente com o aumento da concorrência. Além de investir em um bom produto ou serviço, também é importante que você invista em melhorias contínuas.

Não deixe de fazer pesquisas para analisar o seu mercado, não deixe de analisar a concorrência e não deixe de verificar quais são as necessidades do seu público. Tendo essas informações, você conseguirá entregar para os seus clientes exatamente o que eles precisam.

Passo 13: não deixe para depois, comece agora

Por que perder tempo? Esse é o erro de muitas pessoas. Elas pesquisam, planejam, pensam em como fazer tudo perfeito, mas… não começam. É um erro ficar perdendo tempo com planejamentos, planejamentos e mais planejamentos.

Não importa se não está perfeito, apenas comece. Aos poucos você vai evoluindo e tornando a experiência do seu cliente e da sua empresa ainda melhor.

Olhe para o Facebook e o Instagram. A todo momento novas funcionalidades e melhorias estão sendo colocadas nas plataformas. Em nenhum momento eles param de criar, de aperfeiçoar, de melhorar. Você deve fazer o mesmo. Comece hoje. Caso contrário, essa sua ideia pode nunca sair do papel.

Pronto, você já tem todas as informações que precisa para empreender do zero. Agora é com você. Coloque sua ideia em prática hoje mesmo e boa sorte. Seguindo nossas dicas, você tem grandes chances de ser um sucesso.

E para aqueles que desejam um valor para começar a investir em seus negócios, aqui na CashMe oferecemos ótimas oportunidades de empréstimo com garantia de imóvel para que você consiga realizar todos os seus sonhos. Conosco, você vai mais longe!

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.