A carta de crédito é um dos meios válidos para se conseguir conquistar o tão sonhado apartamento. Ainda que não seja tão comum seu uso, ou sequer o conhecimento sobre esta, existe sim a possibilidade de tal.

Afinal, este é um meio totalmente legal para conquistar a tão sonhada casa própria. Além de ser de interessante uso para investidores, visto que estas possibilitam aquisições simples de imóveis.

Mas o que seria essa carta de crédito? Ela é concedida para quem foi contemplado em algum tipo de consórcio. Ela vale como se fosse um valor de pagamento à vista, já estipulado em contrato.

Antes de tudo, vamos a um levantamento importante feito pela Associação Brasileira de Administração de Consórcios (ABAC):

Foi apurado que entre abril e maio deste ano houve um aumento nas aquisições de consórcio mesmo em meio a pandemia. Esse aumento representou 35,4%, quando houve um salto de 128,35 mil para 173,83 mil novas aquisições de consórcio.

O que é a carta de crédito?

Quando você entra em um consórcio, a carta de crédito é o valor que você receberá ao ser contemplado. Isso pode acontecer na primeira parcela, dependendo do consórcio até a última. A certeza é que você receberá o valor.

Cada carta de crédito tem um valor já pré-estipulado pelo consórcio e que vale para conseguir adquirir um bem ou serviço.

Quem entra no consórcio paga parcelas mensais conforme estipulado na negociação.

Normalmente quem escolhe por esse tipo de crédito, não deseja adquirir o bem de forma imediata, uma vez que, às vezes, demora para ser contemplado.

É o tipo de crédito indicado para quem deseja adquirir terrenos, imóveis, veículos ou outros serviços, como pagamento da faculdade, por exemplo. Essa solicitação de crédito também pode ser feito por pessoas físicas ou jurídicas.

Dependendo do contrato feito, você tem três possibilidades para conseguir ser contemplado:

  • Pagando as parcelas até o final do contrato;
  • Fazendo a oferta em lances mensais;
  • Ser sorteado;

Por exemplo, a cada mês pelo menos uma pessoa é sorteada e adquire a carta de crédito para a compra do bem. Mas mesmo após adquirir a carta de crédito, a pessoa deve continuar pagando as parcelas, porém, a vantagem é já ter o bem em mãos.

Como funciona a carta de crédito

O documento será reconhecido como um título de valor e irá comprovar que o proprietário possui de certa quantia de dinheiro disponível para este usar da forma que quiser. Neste caso, podemos comparar esta com o cheque.

Está não de exclusiva compra de imóveis, já que o proprietário tem total liberdade para utilizar o dinheiro da forma que o convir.  Entretanto, esta é uma oportunidade de ouro para aqueles que desejam comprar sua casa própria, principalmente se a condição financeira não for tão favorável. A carta de crédito funciona assim:

  • Primeiro, a instituição financeira irá emiti-la com o crédito correspondente, detalhando o valor exato que o consumidor possui nesta, além do prazo de validade do mesmo;
  • Depois, será necessário procurar o imóvel que este irá desejar adquirir. Caso este possua de um valor mais alto do que o emitido na carta, será necessário negociar a parte restante, pagando em dinheiro ou financiado.

Ao contrário do que muitos podem imaginar, o documento já é emitido e aceito por quase todos, senão todos, os bancos, além de somente a Caixa Econômica Federal, que é a mais conhecida por aceitar estes.

Como funcionam os lances para adquirir a carta de crédito?

Antes de tudo, para dar um lance é ideal que você tenha um bom valor para poder ter chances, uma vez que é o maior valor que leva. O bom também é que esses lances valem para antecipar as prestações que viriam pela frente.

Conheça outras formas de dar lances e tentar conseguir sua carta de crédito de forma mais rápida:

  • Livre: você pode oferecer qualquer valor e o maior valor oferecido será contemplado com a carta de crédito;
  • Fixo: esse tipo de lance já é estabelecido em contrato, tendo que ser feito conforme acordo firmado com o consórcio;
  • Embutido: nesse caso, você oferece parte da carta de crédito, que serve como lance;

Vale ressaltar que o Banco Central estipula todas as normas e regulamentos do consórcio.

O que fazer ao ser contemplado com sua carta de crédito?

A carta de crédito, como falamos aqui, nada mais é que o valor à vista para pagar algo que deseja comprar, seja um bem ou serviço.

Sendo assim, ao ser contemplado o consorciado deve seguir alguns procedimentos dependendo da aquisição que deseja fazer:

  • Apresentar comprovante de renda, uma vez que mesmo após ser contemplado ele precisa continuar pagando as parcelas;
  • Não estar com o nome nos serviços de proteção ao crédito;

Além de outros documentos específicos dependendo da aquisição que pretende fazer com a carta de crédito.

Após a contemplação, em alguns casos, o crédito deve ser utilizado no prazo entre 90 a 180 dias. Portanto, é importante ler o contrato e ver quais foram os critérios estabelecidos pelo consórcio.

Entretanto o contemplado não perde o direito ao crédito, mas terá que, provavelmente, passar por todos os procedimentos de aprovação de crédito novamente.

Conheça as vantagens de adquirir uma carta de crédito:

Uma das principais vantagens de ser contemplado com uma carta de crédito é ter uma segurança de investimento.

Além disso, a carta de crédito só pode ser utilizada pelos seus respectivos titulares.

Você pode ser contemplado a partir da primeira parcela, conforme contrato estabelecido pelo consórcio e já ter acesso ao bem que deseja.

Consegue descontos para negociar bens, visto que a carta de crédito, dependendo do bem que deseja, concede o valor à vista.

Outro ponto bastante importante é que não existe incidências de juros ou impostos, uma vez que não há transferência bancária.

Garante confiança a quem está te vendendo um bem visto que a carta garante aquele valor ali estabelecido.

Além da compra de bens como imóveis ou veículos que são os mais famosos dos consórcios, conheça abaixo algumas outras finalidades:

  • Pagamento de estudos;
  • Contratação de serviços;
  • Quitação de financiamento;

Desisti do consórcio, o que fazer?

Em primeiro lugar é importante verificar o que foi estabelecido pelo consórcio em seu contrato. Mas na maioria das vezes você pode resgatar o valor investido na carta de crédito.

O que é a carta de crédito contemplada?

Orienta-se que seja muito cauteloso ao adquirir uma carta de crédito contemplada. Essa negociação é possível segundo as regras da legislação brasileira, mas existem muitos golpes.

Por isso, caso tenha interesse em adquirir uma carta de crédito contemplada, avalie, por exemplo, sua autorização legal e confiabilidade de origem.

Como conseguir a carta de crédito contemplada?

Participando de um consórcio, lhe será garantido duas opções: a de aguardar a contemplação por meio de sorteios ou oferecer um lance maior do que os outros participantes.

A última pode ser feita de maneira estratégica, juntando um valor mais alto que toda a média histórica dos lances que foram antes oferecidos, se aproveitando de épocas de férias, feriados ou outras datas comemorativas em que os gastos são grandes.

Essa é uma oportunidade de dar o lance certo na hora certa, conseguindo ser contemplado. Mesmo que não ganho, é interessante lembrar que o valor investido nesta não será perdido, visto que ele antecipa parcelas futuras, diminuindo o tempo de espera.

Fora do consórcio, você irá obter a carta de crédito de alguém que já fora contemplado e deseja vendê-la por um valor menor. Mas esta operação exige atenção e cuidados para que não sofra golpes. O ideal é ser acompanhado por uma administradora, banco, advogado ou contador.

Como utilizar a carta de crédito para obter um apartamento?

Por se tratar de um imóvel, este irá precisar de todos os passos de aquisição de uma casa comum. Logo, em nada este irá diferir, a não ser pelo espaço e por algumas taxas em relação ao condomínio.

Aqui, negociações com o proprietário são tão aplicáveis quanto em qualquer outra transação que vá fazer em sua vida. Utilize da ajuda de um corretor para não pagar um valor excedente ao verdadeiro do imóvel.

Toda a documentação necessária será imprescindível. Afinal, independente do meio de compra, adquirir uma casa, apartamento, ou qualquer outro tipo de residência de maneira legal irá demandar diversos passos, em geral, burocráticos.

Entretanto, vale lembrar que é preciso utilizar desta dentro do prazo de vencimento, que costuma ser o final da vigência do consórcio. Uma vez que este seja ultrapassado, está não poderá mais ser utilizada.

Além disso, também atente-se a pagar todas as suas parcelas. Mesmo que tenha sido sorteado, isso não o torna isento de arcar com tais.

Vai adquirir sua carta de crédito?

Agora que você já conferiu aqui todos os detalhes para solicitar a carta de crédito, para qual finalidade será a sua? Deixe abaixo nos comentários, nós vamos gostar muito de saber.

Lembrando que sempre antes de fazer qualquer tipo de investimento é necessário ter uma organização financeira para não adquirir uma dívida.

Outro detalhe muito importante é pesquisar a empresa que você deseja ingressar em um consórcio e ver se há algum tipo de reclamação. As avaliações fornecida por outras pessoas te ajudarão na melhor tomada de decisão.

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50).

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


CASHME SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA., com sede social na capital do estado de SP, na Rua do Rócio, nº 109, 3º andar, Sala 01 - Parte, Vila Olímpia, CEP 04.552-000, inscrita no CNPJ sob o no 34.175.529/0001-68

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.