O que é cooperativa de crédito? Saiba suas vantagens

ícone de calendario

Atualizado:
28/09/2020

ícone de calendario

Publicado:
28/09/2020

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

CashMe

CashMe


Poucas pessoas sabem, mas cooperativa de crédito é a associação criada para oferecer soluções financeiras para seus associados. Ou seja, trata-se da união de pessoas que tem como objetivo a ajuda mútua, sem fins lucrativos para prestar serviços de crédito.

De acordo com o Anuário do Cooperativismo Brasileiro 2019, quase 10 milhões de pessoas em todo o país fazem parte de cooperativas de crédito. E um dos fatores que justifica esse crescimento é o fato das cooperativas de crédito, em comparação as instituições financeiras privadas, cobram, na média, menos em 42 dos 50 serviços financeiros oferecidos.

Além disso, a cooperativa de crédito possui muitas vantagens e pode ser uma ótima opção se você busca por um empréstimo. Por isso, separamos aqui todas as informações importantes que você precisa saber sobre esse serviço financeiro.

O que é cooperativa de crédito

Diferente das instituições financeiras tradicionais que tem como objetivo conseguir o máximo retorno possível sobre o capital investido pelos donos, uma cooperativa de crédito não têm finalidade lucrativa.

Por não ter fins lucrativos, seu objetivo não é gerar lucro para os cooperados por meio dos serviços que ela presta, porém, ela pode apurar lucros. Quando isso acontece, esse resultado financeiro positivo, que é chamado de “sobras”, é distribuído entre os cooperados.

Além disso, ao contrário do que muitas pessoas imaginam, essas instituições são pessoas jurídicas, no entanto,  não são empresas. Elas são associações e, consequentemente, isso tem reflexos na maneira como elas funcionam e nas normas que devem seguir.

Na cooperativa de crédito, como associado, você é o dono do negócio de forma unificada. Isso significa que, cada associado possui uma parte da instituição. Todos são denominados sócios, possuem o mesmo papel de centena ou milhares de outros integrantes da cooperativa.

Aqui é importante destacarmos que, a cooperativa de crédito possui registro e, consequentemente e supervisionada pelo Banco Central, diferente de outras áreas do cooperativismo, como transporte, educação e agropecuária.

Outro ponto importante é que esse modelo de cooperativa só presta serviços financeiros para os seus membros. Portanto, se você deseja solicitar um empréstimo precisa se tornar um associado ou, para usar o termo mais adequado, um cooperado.

Como funciona a cooperativa de crédito

Cada cooperado tem uma cota de participação no capital social da cooperativa, sendo usuário e “sócio” ao mesmo tempo. Com isso, existe uma responsabilidade compartilhada entre todos sobre a gestão, isso significa que todos precisam participar ativamente das decisões da cooperativa. 

Para que você possa se tornar um cooperado, é necessário abrir uma conta na cooperativa e pagar uma taxa, que representa um capital simbólico, que pode ser de R$ 100, por exemplo. E, geralmente, caso você decida sair do negócio, este valor é devolvido.

Para abertura da conta em cooperativa de crédito, os documentos solicitados normalmente são:

  • Ficha de intuição de entrada assinada;
  • Documentos que identifiquem e comprovem residência;
  • Em caso de aprovação da adesão pelo Conselho de Administração, deverá descrever valores de cotas e integralizar o capital.

Após se tornar um cooperado, você terá a sua disposição serviços muito semelhantes aos oferecidos pelas instituições financeiras mais tradicionais, como:

  • Conta corrente;
  • Cartões para o uso de débito e crédito;
  • Transferências por DOC e TED;
  • Efetivação de compensação de boletos e de folha de salário;
  • Cobranças de documentos; recebimento de contas de gasto;
  • Boletos de tributos;
  • Recolhimento de depósitos a prazo, como Recibos de Depósitos Cooperativos (RDC).

Algumas cooperativas de crédito também disponibilizam seguros de vida e de bens, consórcios, previdência privada e até plano de saúde.

Vantagens da cooperativa de crédito

Entre as principais vantagens de se tornar um associado de cooperativa de crédito, podemos destacar:

Maior proximidade com a instituição financeira

Em uma cooperativa você é mais do que um cliente, você também é um dos donos do negócio, com direito a participar e votar em assembleias, por exemplo. E isso independente de quantas cotas você ou outro associado possui, todos têm direito a um voto.

Taxas mais baixas

Cooperativas de crédito oferecem linhas de crédito com taxas de juros significativamente menores que as praticadas pelas demais instituições financeiras. Isso devido aos valores que são estipulados de acordo com a previsão de custos e com as necessidades de reinvestimento.

Além disso, as associações não costumam cobrar taxas de serviço, como transferências e emissões de talões. E quando há cobrança, geralmente são menores que as dos bancos, por exemplo.

Outro ponto importante é que, além dos custos reduzidos, os rendimentos das aplicações são quase sempre maiores.

Participação no rateio das sobras

Como já foi mencionado, os associados recebem uma parte proporcional em relação ao rateamento das sobras dos recursos captados pela cooperativa de crédito, que pode ser retirada em dinheiro ou aplicada novamente na própria instituição, dependendo do acordo que será feito pelos cooperados em assembleia.

Aqui é importante esclarecermos que, nas instituições financeiras tradicionais, que são sociedades de capital e não de pessoas, os lucros são repartidos apenas entre os acionistas.

Impacto social

Parte dos recursos arrecadados pelas cooperativas de crédito são destinados a projetos que visam o desenvolvimento da própria região onde os pontos de atendimento se encontram, com a proposta de diminuir as desigualdades sociais.

Maior acessibilidade

Já que uma cooperativa de crédito possui custos mais baixos e atendimento personalizado, ela dá acesso aos produtos financeiros para grupos menos favorecidos, como agricultores, micro e pequenas empresas.

Tipos de cooperativa

Existem diversas modalidades de cooperativas de crédito, que deve ser definida no estatuto que estabelece as condições de admissão de associados, de acordo com a Lei 5.764/71

Para saber qual se encaixa melhor no seu perfil, conheça os 8 tipos de cooperativa de crédito:

1. Crédito rural

Formada por pessoas que desenvolvem atividades agrícolas, pecuárias ou extrativas na área de atuação da cooperativa, de forma efetiva e predominante, ou que se dediquem à pesca ou à transformação do pescado.

2. Empreendedores e empresários de pequenos negócios

Responsáveis por negócios industriais, comerciais ou de prestação de serviços, incluídas as atividades da área rural, cuja receita bruta anual seja igual ou inferior a R$ 2,4 milhões.

3. Empresários de qualquer porte

Participantes de empresas vinculadas direta ou indiretamente a sindicatos ou associações patronais de qualquer nível, em funcionamento no mínimo há três anos desde a constituição da cooperativa.

4. Livre admissão de associados ou cooperativas abertas

Podem receber todas as pessoas físicas interessadas e quase todas as jurídicas, dentro de sua área de atuação. Não podem ser admitidas pessoas jurídicas que possam exercer concorrência com a própria cooperativa (empresas de factoring, por exemplo), nem a União, nem os estados, nem o Distrito Federal ou municípios.

5. Mistas

Possuem grupos de associados de diversas origens, desde que as definições sejam isoladamente enquadráveis nos itens de 1 a 5. Podem ser originadas de fusão, incorporação e continuidade do funcionamento de cooperativas singulares de crédito.

6. Empregados, servidores e pessoas físicas prestadoras de serviço de uma ou mais empresas, públicas ou privadas

Definidas no estatuto, com atividades afins, complementares ou correlatas, ou pertencentes a um mesmo conglomerado econômico.

7. Profissionais e trabalhadores dedicados a uma ou mais profissões e atividades

Nessa categoria, estão as cooperativas de crédito de médicos, engenheiros, contadores, comerciantes e industriais segmentados (confecção de vestuário, material de construção, produtores de calçados).

8. Luzzatti

São cooperativas criadas antes de 1999, quando o Conselho Monetário Nacional proibiu novas autorizações para esse tipo de cooperativa. Basicamente, eram cooperativas de crédito mútuo (urbanas) e com livre admissão de associados.

Conclusão

Como você pode ver, entender como uma cooperativa de crédito funciona é importante na hora em que você está em busca de um empréstimo no mercado e não sabe qual escolher.

Estar em uma cooperativa de crédito significa que você não é apenas o cliente, mas sim um membro do negócio que tem voz ativa, participa das tomadas de decisão do negócio e de forma igualitária.

Ser visto como uma pessoa e não como um número, ter acesso a taxas menores e ao rateio das sobras são algumas das vantagens de contratar um empréstimo com uma cooperativa de crédito.

O conteúdo te ajudou e esclareceu suas dúvidas? Comente e compartilhe em suas redes sociais!


CashMe

Escrito por CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONCORDAR E FECHAR