É possível quitar o débito de um empréstimo antecipadamente. É uma opção válida para quem tem condições de fazê-lo, uma vez que as instituições financeiras descontam os juros das parcelas que ainda iriam vencer.

Assim, o consumidor acaba pagando menos do que pagaria se fosse no prazo. Chamado de liquidação antecipada, é um ótimo recurso para quem não quer se afundar ainda mais em dívidas. 

O que é a liquidação antecipada de uma dívida? 

A liquidação antecipada nada mais é do que o pagamento das parcelas do empréstimo antes do prazo estipulado, podendo haver a educação dos juros. 

Pode ser feita de modo total ou parcial, dependendo da situação financeira do cliente. É feita com a utilização de recursos próprios do consumidor ou com recursos vindos de outras instituições financeiras, como a portabilidade de dívidas para outros serviços com taxas, algumas vezes mais vantajosas.

Quando se trata da portabilidade, ou seja, transferências de dívidas entre instituições, a empresa bancária que recebe o pagamento do empréstimo pagará o valor das parcelas para aquela em que estava a dívida anteriormente. 

A liquidação antecipada de dívida ocorre com o pagamento do saldo devedor quando o mesmo está ainda aberto na instituição, ou seja, do total devido que ainda não foi pago. Esse valor pode ser expresso em números reais ou números de parcelas. 

Como quitar o empréstimo antecipadamente?

O beneficiário que pretende antecipar o pagamento da dívida ou do empréstimo deve procurar a instituição financeira em que a dívida se encontra e solicitar o saldo do débito. No documento entregue pela instituição, deve conter as seguintes informações:

  • Quanto já foi pago;
  • Quanto ainda falta pagar;
  • E as taxas de juros, que terá o desconto do que seria cobrado.

É necessário verificar, antes de pagar o empréstimo antecipadamente, se o desconto vale a pena, se cabe no orçamento do crediário. A liquidação antecipada é um direito do consumidor e nenhuma taxa adicional deve ser cobrada por isso.

Para isso, é preciso solicitar à instituição o valor do saldo devedor para a quitação antecipada da dívida. Solicite também ao banco a planilha de quitação detalhada para o abatimento proporcional do juros. Não se esqueça de pedir o contrato do empréstimo, os recibos, extratos, comprovantes e outros documentos relativos à operação. 

Para quitar a dívida, é preciso pagar o valor do saldo devedor real das parcelas não pagas. Isso não isenta totalmente os juros, mas as taxas são reduzidas proporcionalmente ao tempo em que o cliente teria para quitar o débito. A instituição financeira geralmente oferece opções de descontos proporcionais aos valores antecipados e pagos.

Quitação antecipada de empréstimo tem desconto?

Quando se faz uma liquidação antecipada, o Código de Defesa do Consumidor garante o direito ao desconto proporcional dos juros e encargos financeiros, seja total ou parcial. Contudo, algumas empresas bancárias podem se recusar a dar o desconto quando o cliente decide adiantar o pagamento das parcelas, para continuar a receber juros por mais tempo.

É possível pagar somente algumas poucas parcelas da dívida antecipadamente, situação onde os juros futuros serão eliminados ao antecipar a última parcela ou mesmo a parcela seguinte. O mesmo acontece quando o beneficiário decide saldar todas as parcelas de uma vez só.

Quando o cliente escolhe pagar o empréstimo antecipado, mesmo que pague só algumas parcelas, é possível ter mais chances de obter um novo pedido de empréstimo, com ainda mais facilidade do que o normal. Pagar o que deve é sinal de credibilidade, ainda mais se for antes do prazo estipulado. 

Essa credibilidade vem acompanhada da possibilidade de o limite de crédito ou a margem consignada adquirirem um valor maior do que o atual, em virtude a quitação das parcelas pagas antecipadamente.

Como  calcular ou simular a taxa de desconto na antecipação de pagamento?

Quando o cliente pede para fazer o adiantamento do pagamento da dívida, a instituição financeira deve passar os valores pagos e os que ainda faltam a pagar para quitar o empréstimo. Esse valor é calculado com base nas parcelas que ainda faltam para quitar o contrato, mas sem a cobrança de juros futuros. 

Caso seja um empréstimo consignado, não há a devolução dos juros do empréstimo. O que ocorre é que a dívida é trazida para o presente, isentando assim a cobrança de valores futuros. Uma dica de como simular a quitação antecipada do empréstimo é utilizar calculadora de antecipação de prestações, criada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Para isso, é preciso informar o valor da parcela, as taxas de juros, o dia do vencimento, a data de quitação e a quantidade de parcelas que faltam. Tendo o valor da antecipação, o próximo passo é solicitar o boleto ao banco. 

Em que casos a liquidação antecipada é recomendada?

A liquidação antecipada de um empréstimo é recomendada para o cliente que conseguiu poupar o valor das parcelas ou está com dinheiro extra. Também é indicada para quem desejar liberar o limite de crédito e margem consignável.

Se por acaso o beneficiário não tiver recursos financeiros para quitar a dívida antecipadamente e quiser fazê-lo assim mesmo, pode avaliar a possibilidade de fazer um refinanciamento, uma renegociação. 

Em que casos a quitação antecipada de um empréstimo não é recomendada?

A liquidação antecipada de um empréstimo não é recomendada se o valor pago à vista prejudicar o orçamento do consumidor. Não vale a pena criar uma nova dívida, apenas para quitar um contrato em andamento, exceto se este for de maior valor.

Quando o fim do prazo do pagamento das parcelas da dívida está perto, a quitação antecipada da dívida não é uma boa opção, embora possa ser feita da mesma maneira. 

Gostou do texto? Compartilhe e deixe a sua opinião, queremos saber.

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela.

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.