O que é Retrofit? Entenda como funciona essa tendência

O que é Retrofit? Entenda como funciona essa tendência
ícone de calendario

Atualizado:
16/04/2021

ícone de calendario

Publicado:
22/04/2021

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Retrofit é uma tendência arquitetônica a qual proporciona melhorias em imóveis antigos que necessitam atualizar seus layouts, corrigir problemas existentes, aumentar a segurança e torná-los mais confortáveis e modernos. Tudo isso sem interferir na identidade e história da edificação.

Além de suavizar os custos desnecessários do imóvel e gerar economia nas contas mensais, o retrofit valoriza a propriedade, visto que incorpora novas tecnologias e conceitos aos ambientes. Somados a isso, auxilia na sustentabilidade das edificações.

Ficou curioso para entender mais sobre o retrofit? Neste artigo, vamos responder sua principais dúvidas sobre o assunto.

O que é retrofit?

Retrofit é uma tendência arquitetônica a qual representa um processo de melhoria em edificações pré-existentes, por meio de atualizações de layouts, correções de problemas e upgrade na segurança e conforto dos usuários.

A tradução literal da palavra retrofit significa “colocar o antigo em forma”, entretanto essa tendência representa muito mais que uma reforma. Ela proporciona uma série de modernizações e adequações em ambientes que não desempenham mais seus papéis em sua capacidade máxima.

E o objetivo principal realmente é: preservar os aspectos que a estrutura existente proporciona e adequá-los às exigências e estéticas atuais, ou seja, transformar preservando as memórias e histórias vividas nos ambientes em questão.

Por meio desse processo, a edificação passa por uma revitalização a qual aumenta sua vida útil, incorpora novas tecnologias aos seus ambientes, compatibiliza a estrutura existente com normas vigentes e ainda valoriza o imóvel.

Vantagens do retrofit

A implementação dessa tendência possibilita diversas vantagens ao imóvel e aos usuários, as principais são:

Personalização e flexibilidade

Essa tendência proporciona infinitas possibilidades, uma vez que todos os elementos das edificações podem ser revitalizados, desde a fachada até os sistemas complementares (hidráulico, elétrico, etc). Além disso, pode ser implementado em qualquer tipo de edificação, basta ter criatividade e preservar a segurança de todos os envolvidos.

Escalabilidade

Essa tendência não precisa ser aplicada apenas em edificações pontuais, o retrofit pode revitalizar bairros inteiros e grandes parques, por exemplo.

Valorização do imóvel

O retrofit, quando feito de forma correta e planejada, atualiza a edificação e possibilita uma valorização considerável no imóvel, visto que aumenta suas oportunidades de uso e moderniza suas possibilidades. O mercado imobiliário comprova que um imóvel que passou por um retrofit é valorizado aproximadamente cinco vezes o valor investido.

Modernização

Um dos principais objetivos dessa tendência é atualizar a edificação antiga para as possibilidades atuais. Com isso, aumenta a eficiência, conforto, segurança e funcionalidade do imóvel. Além disso, diminui significativamente os custos de manutenção.

Sustentabilidade

Visto que melhora a eficiência dos sistemas e diminui o desperdício, o retrofit é uma ótima alternativa para promover a sustentabilidade. Com isso, proporciona uma mitigação de resíduos em um dos setores mais poluentes da economia (construção civil).

Segurança e conforto

As modernizações executadas durante o retrofit, proporcionam aos moradores maiores níveis de segurança e conforto.

Como funciona o projeto de retrofit

O primeiro passo para executar a tendência do retrofit com qualidade é entender as necessidades dos usuários, conhecido popularmente como briefing. Com isso, é possível transformar o imóvel exatamente da forma como o proprietário sempre sonhou e de acordo com as suas necessidades. Outro ponto importantíssimo é a escolha de fornecedores para a execução do projeto, visto que a qualidade e custo dos materiais utilizados, interferem diretamente no resultado final.

A escolha dos projetistas e da mão de obra também é essencial à qualidade final do retrofit, uma vez que são eles que projetam as soluções necessárias à modernização do ambiente e as executam, respectivamente. Além disso, os projetistas são responsáveis por manter e preservar a identidade original da edificação.

Dessa forma, as principais etapas do retrofit contemplam (não necessariamente precisam ser executadas nessa ordem):

  • Reforço na estrutura;
  • Demolição controlada;
  • Fechamento e vedação;
  • Substituição e modernização das instalações complementares (elétricas, telefônicas, ar condicionado, hidráulicas, etc);
  • Acabamentos e revestimentos;
  • Fachada;
  • Paisagismo.

Lembrando que todas as modificações devem seguir as normas vigentes e gerar alterações seguras, viáveis e criativas.

Exemplos de retrofit bem-sucedidos

Um dos maiores exemplos de retrofit brasileiros é a Pinacoteca do estado de São Paulo. O projeto modernizou as instalações elétricas e sanitárias, além da construção de elevadores para atender às normas de acessibilidade. A pinacoteca oferece atualmente inúmeras exposições imperdíveis. Não deixe de visitá-la e conhecer o retrofit aplicado no imóvel.

Para exemplificar o retrofit internacional, escolhemos o quartel general do Harvard Center For Green Building and Cities da Harvard University, o qual recebeu modernizações para aumentar sua eficiência energética, entretanto preservou suas características arquitetônicas originais intactas.

 Entre os principais objetivos dessa modernização estão:

  • Ventilação 100% natural;
  • Autonomia energética 100% durante o dia;
  • Quase 0% de energia para aquecer e resfriar o ambiente;
  • Emissões zero de carbono.

Orçamento e custos do retrofit

A necessidade dessa tendência arquitetônica surge quando os custos de operação e manutenção da edificação se tornam economicamente inviáveis. Essa modernização é uma oportunidade para corrigir imperfeições, valorizar o imóvel e instalar sistemas mais eficientes, os quais proporcionam economias nas contas mensais.

Com o passar dos anos, o retrofit está sendo cada vez mais utilizado, especialmente em países europeus, visto que possuem uma demanda habitacional altíssima em áreas que não possuem mais espaço disponível para novas construções. Dessa forma, o retrofit popularizou-se e, consequentemente, tornou-se economicamente viável para a maioria da população. Além disso, os custos do retrofit são menores em relação à construções executadas do zero, visto que utilizam estruturas e materiais já existentes.

No momento da concepção do projeto, o conhecimento técnico do projetista é essencial para a economia proporcionada, visto que ele tem a responsabilidade de orientar o usuário quanto às melhores modernizações e, consequentemente, economias a longo prazo que serão proporcionadas ao imóvel, tais como:

  • Substituição de equipamentos elétricos por outros mais eficientes;
  • Reaproveitamento de elementos pré-existentes;
  • Instalação de modernizações para valorizar o imóvel;
  • Impactos da obra.

Atualmente, há inúmeras linhas de crédito especializadas nesse tipo de serviço. Caso você precise de crédito para aplicar a tendência do retrofit no seu imóvel, pesquise e encontre a instituição ideal para sua tomada de empréstimo. 

O retrofit proporciona inúmeras vantagens, entretanto não significa que seja tudo fácil. Em alguns casos, a estrutura pré-existente apresenta inúmeras limitações as quais inviabilizam o projeto. Por conta disso, cada caso deve ser estudado individualmente. 

Lembrando também que uma simples análise inicial de viabilidade econômica pode negligenciar todos os benefícios que o retrofit poderia proporcionar à edificação, como por exemplo, manter a essência e a história do edifício intactas. Em decorrência disso, é amplamente utilizada em edificações tombadas e patrimônios históricos.

Conclusão

A tendência do retrofit está sendo cada vez mais utilizada no mercado imobiliário em decorrência das inúmeras vantagens as quais a mesma proporciona, tais como: preservação da história, modernização, aumento da eficiência, renovação de áreas com altas demandas habitacionais, entre outras.

Caso seja planejado e executado corretamente, o retrofit diminui inúmeros custos indesejáveis presentes no seu imóvel. Além de mitigar manutenções desnecessárias.

Se você quer modernizar seu imóvel e diminuir os custos de manutenção, na CashMe você pode solicitar empréstimo com garantia de imóvel e com as menores taxas do mercado.

O conteúdo te ajudou e esclareceu suas dúvidas? Comente e compartilhe em suas redes sociais!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *