ícone de calendario

Atualizado:
02/09/2020

ícone de calendario

Publicado:
13/02/2020

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe
Editor


Casamento e finanças andam juntos durante toda a vida de um casal. Afinal, se este já se trata de um setor extremamente importante na vida de alguém que esteja solteiro, imagine então em conjunto com outra pessoa.

Muito disso ocorre pelo fato dos planos e objetivos em comum. É natural que pessoas que estejam casadas planejem para o futuro e definam objetivos, indo estes dos menores aos maiores, e irão precisar do dinheiro para realizá-los.

Por conta disso, no artigo de hoje, apresentaremos para você, nosso caro leitor, como o casamento e as finanças podem ser conciliados, permitindo paz e equilíbrio dentro da casa até mesmo com este assunto tão delicado.

Aproveite e boa leitura!

Casamento e finanças: uma união delicada

Este é um dos vários pontos delicados que existem em uma relação deste tipo. Antes, durante a vida de namoro/noivado, são poucos que podem dizer que sentiram o que estes significam juntos.

Afinal, as pessoas possuem diversos pontos em comum, ao mesmo tempo que também tem suas muitas diferenças, que se tornam ainda mais aparentes durante a vida de casado.

Portanto, antes de mais nada, é preciso entender o ponto onde os objetivos agora não apenas deverão ser conjuntos, como também deverão coexistir. Ainda que pareça confuso, o mesmo não é.

Objetivos conjuntos são aqueles que o casal irão, juntos, trabalhar desde sua criação até sua realização. Já aqueles que precisam coexistir se trata dos pessoais, que não devem ser ignorados.

E quando falamos de metas, também falamos de finanças. Não dá para ignorar o fator de que para se realizar qualquer coisa em nossas vidas, o dinheiro é quase como um pré-requisito, para não dizer que é.

Quando falamos desse, a união pode enfrentar alguns conflitos, visto que se a relação do casal não é boa e se uma das partes não sabe ceder, ficará muito difícil entrar em um acordo.

Dar valor a ideia do outro, ao que ele tem a dizer e entender que em algumas situações será preciso priorizar os sonhos dele ou dela em cima dos seus é o que fará a relação andar.

Não que seja preciso deixar o que quer de lado, mas, talvez, esta não seja a melhor hora de ir atrás do mesmo. Ter sabedoria é um enorme diferencial dentro de um casamento, e pode fazer com que vocês fiquem juntos por anos.

Casamento e finanças: contabilizando

Estabilizar a questão financeira dentro de uma casa a dois não é tão simples quanto parece. Alguns diriam que pagar as contas e poder sair um pouco já seria o suficiente, mas não é assim.

O casal precisa desejar crescer em conjunto. Este precisa almejar, traçar metas, objetivos, e trabalhar em volta destes para conseguirem conquistarem aquilo que tanto desejam.

Nem que seja apenas uma viagem. Qualquer ponto comum vale. O importante é que andem juntos, fazendo a relação crescer e amadurecer, criando uma maior confiança e aumentando a satisfação em relação ao todo.

E claro que, para isso, a contabilidade da casa, colocando custos e despesas, assim como alguns luxos, e evitando ao máximo gastos exagerados e desnecessários, será essencial para que isso ocorra.

Quando se coloca as contas na mesa, é possível perceber quais os gastos fixos e aqueles que podem ser reduzidos, trabalhando em volta destes para alcançarem o que tanto almejam.

Até mesmo uma simples planilha, seja esta virtual ou física, já é um grande passo em direção ao cumprimento das metas planejadas.

Casamento e finanças: economizando

A poupança será parte da rotina do casal. E esta não é apenas pensando em comprar uma casa, um automóvel ou, até mesmo, na realização de um dos maiores desafios da vida: criar um filho.

Não, ela ainda vai além. Economizar não apenas ajuda a manter uma estabilidade financeira, como também permite que ambos possam se preparar para adversidades futuras.

E essas podem ser inúmeras, indo desde doenças até mesmo ao desemprego. Estar preparado para qualquer cenário é extremamente necessário para evitar que a casa afunde enquanto se procura por maneiras de se conseguir uma resolução.

Casamento e finanças: investindo

Estabilidade financeira não é apenas contar gastos e economizar, mas também envolve o investimento. Duas pessoas, em conjunto, podem se privar de certos luxos para investirem em seus futuros.

O investimento agrega muito a vida daqueles que apostam no mesmo. Por mais que no começo o retorno quase não exista, com paciência este pode começar a trazer renda para dentro de casa.

Além disso, é um jeito de fazer com que o dinheiro trabalhe para você, sendo muito melhor do que deixar o mesmo parado em uma poupança, por exemplo.

Casamento e finanças devem andar juntos

Um casal economicamente estável consegue reduzir, e muito, as chances de conflitos, além de estar mais preparado para as adversidades que irão enfrentar juntos, aumentando a confiança e diminuindo o desgaste.

E para aqueles que desejam investir em alguma área do mercado, a CashMe oferece ótimas oportunidades de crédito para que consiga mudar a sua vida. Conosco, você vai mais longe!

Veja também:

Como aplicar marketing pessoal no seu cotidiano

Entenda o conceito de subscrição de ações

Consumo sustentável: entenda tudo sobre o assunto

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos para você essas noticiais:

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50).

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


CASHME SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA., com sede social na capital do estado de SP, na Rua do Rócio, nº 109, 3º andar, Sala 01 - Parte, Vila Olímpia, CEP 04.552-000, inscrita no CNPJ sob o no 34.175.529/0001-68

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

CONCORDAR E FECHAR