Dia Nacional do Samba: Relembre grandes nomes do nosso estilo musical mais famoso

Dia Nacional do Samba: Relembre grandes nomes do nosso estilo musical mais famoso
ícone de calendario

Atualizado:
31/01/2022

ícone de calendario

Publicado:
27/11/2021

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 02 de dezembro é comemorado o Dia Nacional do Samba. O gênero musical internacionalmente conhecido e típico do Brasil. Quando alguém pensa em nosso país, geralmente, os componentes de nossa tríade cultural são futebol, carnaval e samba. Inclusive, muitos gringos até tentam sambar, mas não possuem o gingado do brasileiro.

O samba traz consigo um estilo musical repleto de gingado e melodia, que passa desde o samba de roda até o de gafieira. Além disso, a dança é contagiante e apaixonante. É muito difícil não encontrar uma pessoa que, em algum momento, nunca sambou. Seja de forma descontraída e humorada, ou profissional como uma passista. 

Para celebrarmos o Dia Nacional do Samba em 02 de dezembro, nada melhor do que contar a história do ritmo de maior sucesso no país, com sua origem, os sambistas mais importantes que já tivemos e os principais gêneros dentro do samba. Continue a leitura para saber mais antes de cair na roda de samba, 

Como o Dia Nacional do Samba Surgiu

O Dia Nacional do Samba, também conhecido como Dia do Samba, é uma importante data comemorativa, que surgiu a partir de uma iniciativa do vereador Luís Monteiro da Costa, a fim de homenagear o compositor Ary Barroso, famoso por compor seus sambas, sendo a música Aquarela do Brasil uma das mais conhecidas de seu repertório. 

Embora essa data não seja oficializada, é reconhecida nacionalmente e diversos artistas e entusiastas atuam para ampliar o reconhecimento histórico para a sociedade. O samba é baiano. Nascido no século 19, com uma mistura de ritmos oriundos da cultura africana. No entanto, foi no Rio de Janeiro onde se desenvolveu e fincou suas raízes como uma das principais manifestações da cultura popular brasileira. 

A dança proibida

No país onde nasceu o samba, houve uma época em que sambar estava proibido. Em meados da década de 1920, os locais de samba estavam proibidos e quem fosse pego dançando ou cantando tinha um grande risco de ser preso. 

Naquela época, os locais eram considerados sujos, perigosos e de “perdição”. Porém, a escravidão no Brasil havia terminado em 1888, então, na verdade, o racismo e o preconceito ainda estavam intrínsicos na cultura de antigamente. 

Somente após a abolição da escravidão no Brasil e alguns anos mais tarde, o samba passou a ser visto como símbolo nacional, especialmente nos anos 40, durante o governo de Getúlio Vargas.

Instrumentos usados no samba

A harmonia do samba é feita sumariamente por instrumentos de corda. Porém, com o passar dos anos, outros instrumentos passaram a incorporar as melodias, como flauta, piano e saxofone. 

Em geral, para se compor um samba, em geral, os instrumentos utilizados são:

  • Cavaquinho;
  • Violão;
  • Pandeiro;
  • Surdo;
  • Tamborim;
  • Reco-reco;
  • Cuíca.

Conforme o samba foi evoluindo, ele passou a ganhar novas vertentes e modos de ser tocado e cantado. No Dia Nacional do Samba, pode-se reconhecer que não é à toa que este é um dos ritmos mais adorados e ricos do mundo.

Além disso, você sabia que a música Pelo Telefone é considerada a primeira gravação de samba feita no Brasil? Sua composição data de 1916 e recebeu a assinatura de Ernesto dos Santos, conhecido como Donga, e do jornalista Mauro de Almeida. 

Os principais gêneros do samba

Assim como em qualquer estilo musical, dentro dele há uma ramificação de gêneros. No samba não é diferente. Abaixo, listamos os principais subgêneros do samba. 

Samba de breque

É caracterizado por paradas inesperadas, ou seja, os chamados “breques”, que permite ao cantor encaixar comentários falados alusivos ao tema. Neste momento, a melodia é interrompida e somente a voz do intérprete dá sequência a letra. Uma das mais conhecidas é a do cantor Moreira da Silva, cujo maior sucesso foi O Rei do Gatilho, de 1962.

Samba-enredo

Composição criada para puxar o desfile das escolas de samba durante o Carnaval. É considerado uma evolução dos sambas e possui melodia criada para durar durante todo o desfile (cerca de 1 hora). Quem nunca se arrepiou com a bateria de uma escola de samba?

Samba exaltação

Subgênero do samba menos rústico e mais sofisticado. Busca exaltar as qualidades e a grandiosidade do país. A composição Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, foi a primeira a consagrar o ritmo.

Samba de gafieira

O famoso “samba de malandro da Lapa”. É um estilo de dança de salão derivado do maxixe dançado no início do século XX. O samba de gafieira preza, em suma, mais pela coreografia ao invés da melodia. 

Durante a dança o “malandro”, como é chamado o dançarino, sempre protege sua parceira, para que ela possa se exibir para ele e para o baile inteiro. Ao mesmo tempo, impedia uma aproximação de qualquer outro homem que a puxasse para dançar. 

Vem daí a atitude de se sambar com os braços abertos, como se fosse dar um abraço, além de entrar no ritmo da música, para proteger a parceira.

Samba-rock

É uma vertente do samba surgida na década de 1950 com destaque nos anos 1960 e 1970.Tem como principais influências o rock and roll, o jazz, o soul e o funk. A dança incorpora os movimentos do rockabilly com o gingado do samba brasileiro. Uma das músicas mais conhecidas do gênero é a música de Noriel Vilela, 16 Toneladas.

Grandes nomes do samba

No Dia Nacional do Samba é impossível não lembrar dos principais talentos da música nacional. Selecionamos alguns dos maiores sambistas do Brasil que merecem ser homenageados e reconhecidos pelo talento e marca deixada na história do samba no Brasil.

A lista é gigante e qualquer seleção, obviamente, não fará jus a todos os artistas que contribuíram para o samba. Os nomes selecionados representam uma parcela de homens e mulheres que criaram e refinaram a arte do samba no país. Os nossos maiores tesouros nacionais são:

  • Pixinguinha;
  • Beth Carvalho;
  • Zeca Pagodinho;
  • Cartola;
  • Dona Ivone Lara;
  • Martinho da Vila;
  • Clementina de Jesus;
  • Paulinho da Viola;
  • Leci Brandão;
  • Adoniran Barbosa;
  • Arlindo Cruz;
  • Clara Nunes;
  • Jorge Aragão.

Conclusão

Como já dito em um dos maiores hinos do samba nacional de Edson Conceição e Aluísio, eternizado na voz de Alcione: “Deixo ao sambista mais novo o meu pedido final: não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar”.

O Dia Nacional do Samba marca uma data de celebração que não envolve somente o ritmo musical, mas todos os artistas e compositores que contribuíram na criação e evolução da música ao longo do tempo. 

Você gosta de samba e tem uma lista de artistas para indicar? Então compartilhe este post em suas redes sociais para que seus amigos saibam mais sobre o Dia do Samba.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.