O que é empreendedorismo corporativo?

O que é empreendedorismo corporativo?
ícone de calendario

Atualizado:
30/07/2021

ícone de calendario

Publicado:
30/07/2021

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Empreendedorismo corporativo é o processo de empreender dentro da empresa em que você está inserido, caso você seja o colaborador e não possua cargo de chefia na empresa, ou seja o dono do negócio.

Conhecido também como intraempreendedorismo, o empreendedorismo corporativo busca criar soluções para melhorar a empresa, desenvolver novos produtos e serviços e incrementar processos, gerando valor.

Pode parecer estranho empreender dentro do seu ambiente de trabalho ou permitir que um colaborador empreenda dentro do seu negócio, mas acredite isso pode ser benéfico para ambos os lados em muitos aspectos.

Por isso, para esclarecer todas as suas dúvidas, separamos tudo o que você precisa saber sobre o empreendedorismo corporativo.

O que é o empreendedorismo corporativo

O conceito do empreendedorismo corporativo é definido como um conjunto de ações ou procedimentos dentro de um negócio já existente, visando a maximização de resultados.

Seu conceito tem como base a inovação (novos produtos, sistemas de criação) e renovação (atualização constante de suas abordagens e técnicas). Tudo sempre no intuito de crescimento e superação da alta competitividade do mercado.

Com isso, o objetivo principal do empreendedorismo corporativo é revitalizar a estrutura organizacional de uma empresa, já que ter produtos ou serviços estáveis e de qualidade nem sempre significam sucesso e alta competitividade.

O mercado, seja o setor de atuação, muda muito rápido com o desenvolvimento da tecnologia e também de acordo com as novas necessidades dos consumidores. Por isso, o intraempreendedorismo pode ser uma vantagem para empresas e também colaboradores.

Porque o empreendedorismo corporativo é importante

Como falamos acima, a velocidade com que o mercado muda, muitas vezes pode fazer com que as empresas fiquem atrás em relação à concorrência e muitas vezes isso acontece por falta de inovação.

E no empreendedorismo corporativo, abre-se espaço para que novas ideias de melhoria de plano de negócio surjam.

Como os colaboradores se sentem motivados a pensar em melhorias, esse processo ajuda na identificação de pontos fortes e fracos dentro da empresa e no surgimento de soluções que resolvam os problemas e desafios do dia a dia.

A consequência direta é que a organização se torna mais competitiva no mercado, uma vez que seus processos são aprimorados de maneira contínua. Os produtos e serviços também recebem melhorias, o que leva à conquista de mais clientes, à satisfação dos consumidores e ao aumento da fidelização.

Além disso, o empreendedorismo corporativo proporciona um ambiente em que todos os membros se sentem donos do negócio e contribuem para as funções ligadas à iniciativa.

Vantagens do empreendedorismo corporativo

Existem inúmeros benefícios atrelados a esse conceito, mas separamos aqui os principais:

1. Mentalidade inovadora

Esse é um benefício direto do empreendedorismo corporativo, uma vez que os colaboradores buscam a inovação constantemente dentro da empresa.

Na prática, isso se traduz em vantagem competitiva para o negócio que, por meio da inovação, se posiciona melhor no mercado e se destaca entre os concorrentes.

2. Aumento da colaboração

Empresas que investem no empreendedorismo corporativo incentivam que os colaboradores trabalhem em conjunto para implementar as melhorias propostas.

A liderança também ouve o que os funcionários têm a dizer, é aberta a sugestões e dá espaço para que eles utilizem a colaboração e o trabalho em equipe como ferramenta para pensar em soluções relevantes para o negócio.

3. Ganho de produtividade

Se os colaboradores estão motivados e sabem que seus esforços são valiosos para a empresa, o desempenho melhora automaticamente.

Além disso, se os colaboradores são incentivados a se envolver no negócio isso gera pertencimento e a sensação de dono, o que faz com que as pessoas se sintam mais inspiradas e motivadas a trabalhar.

4. Retenção de talentos

Quando os profissionais participam ativamente da performance do negócio e se sentem valorizados, o nível de satisfação aumenta.

Consequentemente, isso gera a retenção dos melhores talentos na empresa e reduz os níveis de rotatividade.

5. Redução de custos

Na medida em que pequenas inovações são implementadas nos processos da empresa, os custos relativos a elas tendem a diminuir.

Com a retenção de talentos, também é reduzida a frequência de treinamentos de novos colaboradores em relação aos processos da empresa, novas contratações ou até mesmo custos com desligamento de colaboradores.

Exemplos de empreendedorismo corporativo

Para que fique ainda mais claro como é possível empreender dentro do ambiente corporativo ou incentivar seus colaboradores a fazer isso, separamos alguns exemplos que aplicam esse conceito.

1. Google

O gigante Google, além de ser o mais conhecido e utilizado site de buscas, oferece ao seu público uma série de produtos.

O que talvez você não saiba é que alguns deles foram criados por seus empreendedores corporativos, como é o caso do Gmail.

A empresa tem a cultura de incentivar os seus colaboradores a utilizarem 20% do seu tempo para se dedicarem a projetos pessoais. E foi justamente em um desses períodos que Paul Buchheit criou um dos webmails mais populares do mundo.

2. Facebook

Sabe o botão “curtir” do Facebook, tão enaltecido por pessoas físicas e pessoas jurídicas para validar e potencializar as suas postagens? Também foi criado em um programa interno de ideias.

A empresa de Mark Zuckerberg também utiliza o intraempreendedorismo como caminho para inovar constantemente. Com isso, consegue sempre trazer novidades para o seu público e aumentar o seu poder de alcance.

3. DreamWorks

A DreamWorks é o estúdio de animação americano responsável por grandes sucessos de bilheteria, como O Poderoso Chefinho, Monstros vs Alienígenas, Shrek, Gato de Botas e muitos outros.

O empreendedorismo corporativo da empresa é extremamente democrático. Ele permite que qualquer funcionário, independentemente do cargo, envie sugestões sobre os filmes que estão sendo criados.

Somado a isso, a DreamWorks oferece cursos de desenvolvimento, o que potencializa os seus talentos internos e motiva a atuação dos seus profissionais.

Como implementar e incentivar o empreendedorismo corporativo

Colocá-lo em prática depende de uma transformação clara e objetiva da cultura da empresa. Para tanto, é essencial que as mudanças propostas deixem de ser apenas um discurso, mas que os gestos concretos espelhem e incentivem esse novo caminho.

É um passo importante a ser realizado e a finalidade de que ele seja efetivo depende não somente dos profissionais encarregados pela gestão – os funcionários em geral precisam entendê-lo e manifestar comprometimento.

Ou seja, para o objetivo da estratégia realmente funcionar é fundamental que todos trabalhem em sintonia. Dessa maneira, a troca de informações favorece bastante na missão.

Por isso é importante estimular seus talentos para agregar conhecimentos e compartilhá-los com os demais colegas. E isso deve gerar responsabilidade, mas também liberdade para estimular a criatividade.

Nesse processo é fundamental que toda a empresa enxergue no erro o momento de rever conceitos para aprender e crescer com os tropeços.

Especialmente durante o processo de transição, programas de recompensas contribuem para aumentar a motivação e produtividade dos funcionários. 

Para isso a empresa pode oferecer bonificações, definir critérios de promoção, oferecer treinamentos e o que mais for conveniente para a inserção desta nova realidade.

Conclusão

O empreendedorismo corporativo veio para quebrar o modelo engessado de gestão em que liderar significava apenas dar ordens, sem a sensibilidade de ouvir a opinião dos envolvidos. E, por mais que a organização seja consolidada, inovar suas ações e explorar diferentes possibilidades é importante tanto para os lucros da empresa, quanto para o amadurecimento profissional.

Ou seja, o empreendedorismo corporativo pode ser a ferramenta que move, incentiva e cria novas inovações para empresas que estão estagnadas e também incentiva os colaboradores a pensar fora da caixa e tomar a frente de novos projetos.

E se você é um colaborador ou dono do próprio negócio e está em busca de uma solução para investir no empreendedorismo corporativo, na CashMe você pode solicitar empréstimos com imóvel de garantia e desfrutar do maior prazo para pagamento e a menor taxa do mercado. Faça uma simulação!

O conteúdo te ajudou e esclareceu suas dúvidas? Comente e compartilhe em suas redes sociais!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.