Empréstimo Rural: quais opções e como solicitar

Empréstimo Rural: quais opções e como solicitar
ícone de calendario

Atualizado:
30/11/2021

ícone de calendario

Publicado:
30/11/2021

ícone de relógio

Leitura de
6 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Como forma de estimular e tornar cada vez mais competitivo o agronegócio, o mercado financeiro brasileiro oferece diversas modalidades para empréstimo rural, com taxas de juros e condições de pagamento diferenciadas.

Os créditos são disponibilizados pelas instituições financeiras públicas e privadas, além das cooperativas de crédito, e têm como fundo os recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). No artigo de hoje, listamos as principais opções para você conferir em qual o seu negócio se encaixa!

O que é Empréstimo Rural

Um dos principais motores da economia do Brasil e seguindo forte no crescimento, o agronegócio acumulou alta de 9,81% no primeiro semestre de 2021, de acordo com a pesquisa feita pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA).

Diante da importância desse setor, foram criados incentivos para que o produtor rural alavanque seu negócio, por meio da modernização de equipamentos, capacitação de funcionários, ampliação da produção, entre outros. A linha de crédito rural foi institucionalizada em 1965 pela Lei 4.829 e é oferecida pelo órgão público, instituições de créditos particulares e normatizadas pelo CMN (Conselho Monetário Nacional).

Além do fortalecimento rural, outra vantagem dessa linha de crédito específica é o fato de haver menores taxas de juros e condições de pagamento facilitadas. 

Crédito rural
Crédito rural

Quem pode se beneficiar do empréstimo rural?

De acordo com o Banco Central, todo produtor rural – seja pessoa física ou jurídica – e cooperativas de produção têm direito ao empréstimo rural.

Tipos de empréstimo rural

Essa linha de crédito foi dividida em três finalidades, ou seja, em qual momento o produtor rural irá se beneficiar do aporte. 

Crédito rural de custeio 

Como o próprio nome já diz, essa linha de crédito está relacionada ao custeio agrícola, ou seja, o capital é utilizado para cobrir despesas que envolvem a produção rural, como a compra de insumos e animais, armazenamento, colheita e replantio. É uma excelente opção para quem está no início da sua produção.

Crédito rural de investimento

O crédito rural de investimento é direcionado para o crescimento e aumento da competitividade do agricultor. O crédito é destinado a investimentos fixos, ou seja, uma aquisição de bens ou serviços duradouros, como realização de reformas, construções nas instalações, compra de maquinários e equipamentos com duração superior a 5 anos, recuperação de solo, obras de irrigação, formação de lavouras, etc.

Crédito rural de comercialização

Já o crédito rural de comercialização, como o próprio nome sugere, tem como objetivo viabilizar e garantir a distribuição, o armazenamento e a comercialização dos produtos nos mercados brasileiros. Exemplo: compra de containers e aluguel de armazém. 

Opções de empréstimo rural

Como mencionamos, existem diversas alternativas para solicitar crédito rural, basta saber em qual situação o seu negócio se encaixa. A maioria dos projetos possuem taxas de juros a partir de 6% ao ano e condições de pagamento facilitadas, como carência de 3 anos e prazo para a quitação da dívida de 10 anos. Confira abaixo as principais:

Pronaf

O Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) é um projeto do governo federal criado em 1996, por meio da Lei 1.946. O programa possui a menor taxa de juros entre os financiamentos rurais, e tem como objetivo auxiliar os pequenos produtores rurais para contribuir no crescimento do negócio.

Os agricultores podem utilizar os créditos em diversos segmentos, como aquisição de animais, fertilizantes, sementes e insumos, implantação de sistema de irrigação, recuperação de pastagens, modernização de equipamentos e melhoria da infraestrutura.

O projeto é dividido em categorias para atender os mais variados públicos e suas finalidades, sendo as principais: Agroindústria, Mulher, Agroecologia, Mais Alimentos, Jovem, Bioeconomia, Semiárido, Floresta e Custeio. 

O pequeno agricultor precisa ter renda bruta de até R$ 360 mil nos últimos 12 meses antes de ingressar ao programa, se enquadrar em uma destas categorias abaixo e apresentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) para solicitar o crédito.

  • Agricultores familiares;
  • Pescadores artesanais, que explorem a atividade como autônomo;
  • Aquicultores que explorem áreas de até 2 hectares de lâmina d’água ou um tanque-rede de até 500m³ de água;
  • Maricultores;
  • Quilombolas
  • Povos indígenas;
  • Assentados da reforma agrária;
  • Extrativistas (exceto garimpeiros e faiscadores);
  • Silvicultores que cultivem e promovem o manejo sustentável de florestas nativas ou exóticas;
  • Beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário.

Pronamp

Diferente do Pronaf, o Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) é voltado aos médios produtores rurais, cuja renda bruta anual seja superior a R$360 mil até R$1,6 milhão.

O projeto também tem como objetivo promover o desenvolvimento das atividades rurais, contribuindo para o crescimento da agricultura e estimular a geração de empregos. Com o recurso, é possível atuar na construção, reforma ou ampliação de instalações, aquisição de animais, formação de lavouras e pastagens, aquisição de equipamentos, entre outros.

Moderagro

Já o Moderagro (Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais) é direcionado ao financiamento de projetos de expansão e modernização da produtividade do setor agropecuário, além de financiar ações para a recuperação de solos e à defesa animal.

Moderfrota

Por meio do Moderfrota (Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras), o produtor rural consegue obter crédito para adquirir máquinas, implementos e equipamentos agrícolas – novos ou usados – como tratores, pulverizadores, semeadoras, plantadeiras, colheitadeiras, plataformas de cortes, entre outras. O financiamento destina-se a agricultores com faturamento anual de até R$45 milhões.

Proirriga

Antes conhecido como Moderinfra, o Proirriga (Programa de Financiamento à Agricultura Irrigada e ao Cultivo Protegido), como o próprio nome sugere, tem como objetivo promover o investimento na agropecuária irrigada sustentável, além da adoção de estruturas para a produção em ambientes protegidos contra granizo e climas temperados, como produção de mudas de espécies florestais, olericultura, fruticultura, floricultura e cafeicultura. 

Inova Agro

O Plano de Apoio Conjunto Inova Agro foi criado com o propósito de fomentar e apoiar inovações tecnológicas no setor rural, para o desenvolvimento e produtividade de máquinas e equipamentos, cadeias produtivas de insumos para agropecuária, melhoramento genético animal e vegetal, além de tecnologias relacionadas à saúde animal.

Funcafé

Se hoje o Brasil é o maior produtor de café do mundo, é muito por conta do auxílio do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira), criado em 1986 por meio da Lei 2.295. Como o próprio nome já diz, essa linha de financiamento tem como propósito custear a safra de café, incluindo colheita, compra de insumos e fertilizantes, mão de obra e estocagem.

PCA

O PCA (Programa para Construção e Ampliação de Armazéns) tem como objetivo oferecer crédito para a construção, modernização, reforma ou ampliação de armazéns, além de reduzir problemas logísticos de escoamento da produção em pico de safra e proporcionar ao produtor rural a tomada de decisão da venda de seus produtos.

Programa ABC

O Plano ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono) visa o financiamento de projetos de investimentos voltados ao aumento de produção agropecuária em bases sustentáveis, ou seja, que contribuem para a redução da emissão dos gases de efeito estufa, redução do desmatamento, conservação do solo e água, além da ampliação das áreas de florestas cultivadas e a recuperação de áreas degradadas.

Como solicitar empréstimo rural

Seja qual for a sua opção, o financiamento é resguardado pelo Sistema Nacional de Crédito Rural. Os principais operadores dos créditos rurais são os bancos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica, Santander, Bradesco e Itaú, e as cooperativas de crédito, como o Cresol.

É possível obter um empréstimo tanto como pessoa física, como jurídica. Basta procurar alguma dessas instituições e verificar os documentos necessários para a solicitação do crédito. Em geral, há certas exigências a serem cumprimidas, como:

  • Comprovação da idoneidade, ou seja, apresentar o histórico financeiro do negócio;
  • Um projeto técnico ou planejamento apresentando quais os motivos para a utilização do capital, além do prazo de pagamento;
  • Fiscalização das instalações pelo financiador.

Conclusão

O agronegócio movimenta trilhões de reais no Brasil, representando quase 30% do Produto Interno Bruto (PIB). Então, nada mais justo que incentivar e auxiliar para o desenvolvimento e crescimento do setor rural. Sendo assim, existem diversas modalidades de empréstimo rural que podem auxiliar desde o pequeno até o grande produtor rural.

Mencionamos alguns programas que oferecem crédito rural: Pronaf, Pronamp, Moderagro, Moderfrota, Proirriga, Inova Agro, Funcafé, PCA e ABC. Antes de procurar uma instituição financeira ou cooperativa de crédito, é necessário avaliar quais dessas opções se encaixam melhor no seu negócio.

Para os pequenos produtores, também é possível solicitar um empréstimo com garantia de imóvel da CashMe, que possui as menores taxas do mercado. Faça uma simulação agora mesmo.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.