Saiba como usar FGTS para amortizar financiamento

Saiba como usar FGTS para amortizar financiamento
ícone de calendario

Atualizado:
17/06/2021

ícone de calendario

Publicado:
01/06/2021

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Usar o FGTS para amortizar o financiamento do seu imóvel é uma boa estratégia caso você queira quitar logo ou reduzir o valor das parcelas mês a mês. Ou seja, você não precisa utilizar o valor apenas para a compra de uma nova casa ou apenas quando é demitido. 

Claro que assim como em seus outros usos, para a amortização também possui regras, e o valor não fica o tempo todo disponível para usá-lo. 

Como muitas pessoas, você pode ter dúvidas sobre como usar o valor do FGTS para amortizar financiamento e por isso separamos aqui todas as informações mais importantes que você precisa saber sobre o tema.

Boa leitura!

Como funciona a amortização com o FGTS?

Quem trabalha com carteira assinada possui o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Esse direito é livre de tributação e pode ser utilizado para amortizar ou dar como entrada no financiamento na compra da casa ou apartamento próprio.

Mas poucos trabalhadores entendem de fato como usar o FGTS para amortizar financiamento. Abaixo, separamos os três momentos em que você pode utilizar a quantia para amortização:

Quitar o saldo devedor

A primeira alternativa é quitar a dívida total ou parcialmente, até mesmo parcelas em atraso com o valor do fundo.

É uma vantagem, pois você consegue ter um respiro no pagamento das parcelas e ficar um tempo, de acordo com o número de meses que antecipou, sem ter que pagar as prestações que já foram pagas adiantado.

Mas não se engane, pagar a dívida total ou parcial com seu FGTS retira os juros do parcelamento. Você antecipa ou quita o montante principal da dívida, acrescido dos juros do financiamento e encargos contratuais.

Diminuir o valor das próximas 12 prestações

Contudo, dependendo do caso, a segunda alternativa pode também ser interessante. Consiste em utilizar o dinheiro para diminuir o valor das prestações pagas por mês. Para esse caso, é possível quitar até 80% das 12 próximas parcelas ou das que já venceram, desde que não tenha mais de três atrasadas.

Nesse caso, o valor do fundo é dividido em 12 vezes (total de prestações no ano) e o resultado corresponde ao valor que poderá ser reduzido de cada parcela, até 80% do seu valor total.

Reduzir o número de parcelas

O último cenário em que você pode usar o FGTS para amortizar financiamento é para reduzir o total de parcelas do contrato. 

É uma excelente escolha para quem consegue pagar de forma tranquila o valor mensal e não está precisando tanto de um fôlego, já que essa alternativa mantém o valor da prestação, mas reduz o tempo do financiamento.

Requisitos para usar FGTS para amortizar financiamento

Para solicitar a amortização utilizando o valor do fundo, é necessário que você tenha ao todo, no mínimo, três anos de trabalho de carteira assinada — na mesma empresa ou em empresas diferentes. 

Além disso, você também não pode ter outro financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), ser proprietário ou ter alguma relação com outro imóvel residencial urbano que seja localizado no mesmo município ou região metropolitana onde reside, trabalha ou que pretende residir ou trabalhar.

Outro ponto importante é que, para esse caso de amortização, o imóvel só pode ser avaliado em até R$ 1,5 milhão. Ou seja, não pode ter sido objeto de utilização ou abatimento pelo FGTS por comprador anterior há, pelo menos, três anos, a partir da data em que o imóvel teve sua matrícula registrada.

Documentos são necessários para solicitar a amortização

Se você já consultou e viu que tem um valor considerável para usar FGTS para amortizar financiamento, reúna a seguinte documentação para realizar a avaliação:

  • Documento oficial de identificação com foto;
  • Extrato da sua conta vinculada ao FGTS;
  • Carteira de Trabalho;
  • Contracheque atualizado;
  • Certidão da matrícula do imóvel, contendo as averbações já realizadas, em caso de financiamento para construção de imóveis residenciais;
  • Declaração Anual de Imposto de Renda de Pessoa Física (DIRPF). Se for casado ou estiver em união estável, deverá ser apresentada também a declaração do cônjuge ou companheiro.

Como o Fundo de Garantia é um direito que, na prática, não pode ser retirado a qualquer momento em que o trabalhador desejar, é interessante aproveitar as ocasiões em que o Governo libera o saque e usar FGTS para amortizar financiamento longo, como nos casos de imóveis.

4 formas de consultar seu FGTS

Consultar seu saldo para usar FGTS para amortizar financiamento é bem simples e pode ser feito de forma online de quatro formas diferentes:

1. Aplicativo FGTS

Através do aplicativo FGTS você consegue se cadastrar e consultar o extrato completo do seu Fundo de Garantia e também solicitar o saque quando estiver disponível.

O aplicativo está disponível para os sistemas IOS e Android.

2. Mensagens no seu celular

​A Caixa disponibiliza o serviço de envio de mensagens via SMS para manter você informado sobre a regularidade dos depósitos e saldo do FGTS, tais como:

  • Informações mensais sobre os depósitos feitos pelo empregador;
  • Atualização de saldo do seu Fundo de Garantia;
  • Avisos sobre valores liberados para saque.

Você pode se cadastrar no site para receber as notificações.

3. Site Caixa

Você também pode verificar o saldo e outras informações do seu FGTS no site, basta seguir os passos abaixo:

  • Acesse o endereço o site da Caixa;
  • Informe o número do seu NIS ou CPF e clique em “cadastrar senha”;
  • Leia o regulamento e clique em “aceito”;
  • Preencha todos os campos com os seus dados pessoais;
  • Crie uma senha com até 8 dígitos, com letras e números, e confirme. Você será direcionado para a tela de login novamente;
  • Preencha os campos com NIS ou CPF, insira a senha cadastrada e o botão Acessar.

4. Internet Banking Caixa

Caso você seja correntista na Caixa Econômica Federal também pode consultar o saldo do seu FGTS através do Internet Banking no computador ou no aplicativo Caixa pelo celular ou tablet.

Conclusão

Como você pode ver, usar FGTS para amortizar financiamento pode ser uma boa estratégia para reduzir seu custo mês a mês, quitar a dívida totalmente ou até mesmo para colocar em dia parcelas em atraso.

Mas lembre-se, você precisa ter pelo menos três anos de carteira assinada, seja na mesma empresa ou não, e a amortização só pode ser feita de dois em dois anos.

Caso as parcelas do seu financiamento estejam muito altas para o seu bolso, você pode solicitar um refinanciamento. Nós trabalhamos com empréstimo com garantia de imóvel, pode usar o valor para quitar seu bem e ficar com prestações mais acessíveis.  

O conteúdo te ajudou e esclareceu suas dúvidas? Comente e compartilhe em suas redes sociais!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *