Independência do Brasil: confira um resumo desse processo histórico

Independência do Brasil: confira um resumo desse processo histórico
ícone de calendario

Atualizado:
26/08/2021

ícone de calendario

Publicado:
26/08/2021

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


A independência do Brasil foi um dos processos históricos mais importantes da história política brasileira. O ato de Dom Pedro I, em 7 de setembro de 1822, resultou na separação oficial entre Brasil e Portugal, tornando o nosso país uma nação independente das amarras europeias.

Você provavelmente conhece este como um dos feriados mais importantes do ano, mas será que está por dentro de toda a história que envolve o processo de independência? Importante para traçar um contexto histórico sobre o Brasil, ela é marcada por diversas fases.

Que tal conhecer um pouco mais a fundo sobre a história da independência do Brasil? Acompanhe o texto a seguir e confira um resumo com as principais informações sobre a data, como as causas, os momentos mais marcantes e o que culminou para o fim do período imperial.

O que causou a Independência do Brasil?

É sabido que quem proclamou a independência do Brasil foi Dom Pedro I. O que muitos não sabem é as causas que levaram a esse ato histórico, além das consequências positivas e negativas que vieram após a implementação do regime de império no país.

Antes de mais nada, é importante que você saiba que a independência do Brasil se deu por diversos acontecimentos, antes mesmo de 1822 – precisamente em meados de 1808. Foi nesse período que a corte portuguesa transferiu-se para a colônia, fugindo das tropas francesas que decidiram invadir Portugal. 

Para os que analisam pelo lado positivo, acredita-se que a chegada da Família Real ao Brasil contribuiu para uma série de mudanças no cenário econômico, por meio do desenvolvimento comercial. Porém, o Período Joanino também foi marcado por revoltas e um desgaste natural entre a elite brasileira e o Reino de Portugal.

Como aconteceu a independência do Brasil?

Agora que você já conhece as principais causas, fica mais fácil compreender como se deu o processo de independência do Brasil. Com a corte de Portugal tomando medidas cada vez mais impopulares, a falta de apoio das elites brasileiras cresceu consideravelmente, a ponto de a relação se tornar insustentável.

Diversos conflitos aconteceram entre Brasil e Portugal, gerando um sentimento separatista – que acabou por convencer o príncipe regente a seguir por esse caminho.

Ao exigir a retomada do príncipe a Portugal, grupos organizados se movimentaram para criar uma medida de resistência contra a saída do líder, que se mostrava alinhado às propostas brasileiras. Foi dessa forma que surgiu o Clube da Resistência, com milhares de assinaturas exigindo a permanência de Dom Pedro.

Para entender melhor a linha cronológica dos fatos, podemos dividir a independência do Brasil em dois momentos:

A importância de D. Pedro I e o Dia do Fico

Antes mesmo do fatídico dia 7 de setembro de 1822, as tensões entre Portugal e Brasil forçaram Dom Pedro I a tomar um lado para o processo de independência entre os dois países. Quando a corte exigiu o retorno do príncipe, porém, D. Pedro já havia conquistado aprovação popular entre milhares de brasileiros.

Foi então que, em 9 de janeiro de 1822, ocorreu o ato histórico conhecido como Dia do Fico. Foi da boca de Dom Pedro que saiu a famosa frase: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico!”. E foi assim que, ao longo dos meses, a ruptura se fortaleceu – até o momento de separação oficial. 

As três fases mais importantes do período imperial

Após a oficialização da independência, em 7 de setembro de 1822, o período imperial brasileiro teve uma duração de 77 anos. Dividido em três fases, ficou conhecido pelas seguintes etapas: 

  • Primeiro Reinado – entre 1822 e 1831: comandado por Dom Pedro I, que ao longo dos anos decidiu abdicar do trono;
  • Período Regencial – entre 1831 e 1840: após a saída do imperador, o país passou por um processo de transição e foi governado por diferentes gerentes;
  • Segundo Reinado – entre 1840 e 1888: D. Pedro II, com apenas 14 anos, foi coroado imperador após o Golpe da Maioridade.

Quais as consequências do processo de independência do Brasil?

A independência gerou uma mudança brusca no cenário brasileiro, começando pela mudança de título de Dom Pedro – que passou de príncipe de Portugal a imperador do Brasil. O ato foi conclamado em 12 de outubro de 1822, com a outorga do título oficial de Dom Pedro I.

Mas, nem tudo foram flores. Apesar do amplo apoio de diversos setores econômicos e da elite brasileira, não foram poucos os que se opuseram ao processo de imperialismo no país. Diversos grupos rebeldes se fortaleceram no país, com apoio massivo de Portugal. 

Um dos maiores marcos da revolta portuguesa se deu com a tomada da região da Cisplatina, localizada onde hoje é o território uruguaio. Mais tarde, porém, a população se rebelou contra a coroa e, assim como os brasileiros, começou um processo de independência do Uruguai, em 25 de agosto de 1825.

Com a economia em frangalhos e uma série de medidas escravistas que geraram protestos por todo o país, somando-se à desvalorização da moeda no país, o período imperial começou a ruir. Por fim, o império brasileiro se dissolveu em 15 de novembro de 1889, com a Proclamação da República.

A importância do feriado de 7 de setembro

Mais que uma data que celebra um marco histórico para o país, o feriado de independência se tornou um dos mais importantes da história do Brasil. Além de marcar uma transição importante na política brasileira, também gera uma memória afetiva nos brasileiros.

O feriado de 7 de setembro foi instituído pelo presidente Eurico Gaspar Dutra, após a ditadura de Getúlio Vargas. Há duas leis que regem a data: a de nº 662, de 6 de abril de 1949, e a de nº 10.607, de 19 de dezembro de 2002.

Durante a celebração do Dia da Independência, é natural nos depararmos com apresentações clássicas ao redor do país, especialmente aquelas realizadas pelas forças militares. Os desfiles ao público também fazem parte das comemorações – sendo a apresentação solene de Brasília a mais conhecida.

Conclusão

Como você pode perceber, a independência do Brasil foi um processo histórico complexo, passando por diversas fases. Conhecer as entrelinhas da história é importante para compreender muitos dos cenários políticos que aconteceram ao longo dos anos.

As escolhas econômicas que você faz para o seu dia a dia, assim como o cenário político brasileiro em geral, são consequências diretas de períodos históricos. Por isso, é importante sempre avaliar o contexto para compreender as melhores alternativas para driblar as crises, além de visualizar boas oportunidades.

Gostou do conteúdo e quer se manter atualizado sobre as mais variadas datas importantes do calendário brasileiro? Continue acompanhando o blog da CashMe e confira os melhores textos sobre o tema.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.