Para uma melhor compreensão do mercado financeiro, primeiro precisamos entender um pouco quem são e como funcionam as principais casas que oferecem crédito e serviço especializado a todos os clientes que necessitam tais serviços. Neste post, você vai conhecer as principais áreas do mercado financeiro e aprender mais sobre cada uma delas.

É de comum acordo que as grandes entidades chamadas de “bancos” são os maiores exemplos de instituição financeira que conhecemos, por conta do seu porte, tempo de operação e utilização no dia a dia. Sabe-se que as primeiras atividades financeiras do Brasil ocorreram por volta de 1.810 no reinado de D. João de Bragança, que junto aos governadores de Capitanias, os investidores da época, fundaram o atual Banco do Brasil.

Essas grandes instituições que conhecemos hoje, praticam diariamente uma série de atividades por trás dos bastidores. De modo geral, os bancos se capitalizam com as aplicações feita de seus clientes e, desta forma, geram capacidade de empréstimos que retornam à sociedade por meio de linhas de crédito. Trata-se de um ciclo contínuo que faz com que tenhamos mais ou menos liquidez financeira em nossa economia. 

Além disso, o banco detém uma boa parcela dos serviços financeiros que trafegam em uma economia, como por exemplo: pagamentos, recebimentos e transferências de recursos de um modo geral.

Mas além dos conhecidos bancos tradicionais existem outras operações autorizadas por trás das atividades financeiras. Confira!

Factoring do mercado financeiro

Este é outro exemplo de instituição que opera na compra (à vista) e venda de direitos creditórios ou ativos que surgiram de vendas a prazo pelas empresas. É uma forma de concessão de crédito que pode ser realizada também por pequenas e médias empresas.

Famosas corretoras do mercado financeiro

As corretoras são um exemplo de instituição que atua como intermediadoras de operações para a compra e venda de derivativos, câmbio, de serviços de administração e custódia de carteiras de títulos entre outros.

Asset Management e fundos de investimentos do mercado financeiro

Existentes há muito tempo no mercado, os asset management e fundos de investimentos do mercado financeiro ganharam mais evidência nos últimos anos com o processo forte da desbancarização. 

As Asset Managements têm como principal foco a administração dos recursos e patrimônio de terceiros, seja uma entidade Física ou Jurídica (pessoas ou empresas). A forma de gerenciamento pode ou não estar atrelada à criação de fundos de investimento que aplicam os recursos concedendo ou comprando operações no mercado, gerando desta forma uma remuneração ao patrimônio dos seus respectivos clientes.

Fintechs: as startups do mercado de finanças

Trata-se de um termo que foi criado pela junção de duas palavras: financial + technology. As fintechs são, portanto, startups que trabalham para inovar e dar maior otimização a diversas áreas do mercado financeiro pois têm em seu DNA a inovação e agilidade como principais características, que deixam muitas das burocracias de lado quando comparadas às instituições tradicionais. 

São, em outras palavras, bancos de nicho e têm ganhado cada vez mais espaço por meio de um aperfeiçoamento constantemente. Nós da CashMe somos uma fintech do Grupo Cyrela, e somos especialistas na concessão de empréstimo com garantia de imóveis, por exemplo. 

De maneira sucinta, podemos entender o sistema financeiro bancário em modo de pirâmide, onde temos 3 grandes divisões verticais:

Varejo no mercado financeiro

Varejo (base da pirâmide) com atuação estratégica no atendimento às pessoas físicas e pequenas empresas de um modo geral, Middle e Corporate (área central da pirâmide), com atuação em empresas de maior porte, principalmente em relação direta a seus respectivos faturamentos e por último, o Large Corporate (topo da pirâmide), onde estão as empresas de grande porte.

Varejo no mercado financeiro

Resumidamente, os bancos têm 2 grandes divisões horizontais:

Crédito: uma área do mercado financeiro

Toda e qualquer operação (financeira) realizada com um cliente, que envolva análise de crédito. Estas operações envolvem sempre a análise do risco dos clientes, que estão ligados a diversos fatores: capacidade de repagamento, bens e serviços envolvidos como forma de garantia das operações, análise patrimonial e histórico de cada cliente com demais credores, fornecedores e até mesmo seus próprios clientes.

Serviços no mercado financeiro

É fundamentalmente toda e qualquer operação que não envolva análise de crédito (risco financeiro) de um cliente. Temos como grande exemplo disso as operações de transferência de recursos (dinheiro) entre as pessoas e empresas. Normalmente utilizamos um canal de transferência de um agente financeiro para fazer essas transferências, chamadas de TED ou DOC. Outro exemplo corriqueiramente utilizado, são as cobranças ou recebimentos das empresas que são feitas por meio dos famosos boletos de cobrança!

Temos em cada área da pirâmide um tipo de atendimento especializado e é baseado nestas diversas oportunidades de negócio que as fintechs surgem ganhando espaço.

A parte da pirâmide que daremos ênfase, portanto, é o lado que nos remete à concessão de crédito e empréstimos para suprir necessidades financeiras, tanto de pessoas físicas ou jurídicas.

Concessão de crédito

Entender como funciona uma concessão de crédito é primordial para a perpetuidade de um negócio e isso sempre começa com um bem estruturado plano de negócios! Não percam nosso próximo post, em que mostraremos um pouco mais deste assunto.

Em diversas instituições financeiras, a concessão de crédito é, de maneira simplificada, ofertada por 3 frentes comerciais:

Operações Tradicionais

Trata-se de operações padronizadas que são ofertadas ao público em geral. São operações via de regra menos complexas, porém, essenciais para a vitalidade de uma empresa fornecedora de crédito, uma vez que é nesta modalidade que são feitas as maiores quantidades de negócio (grande volume de operação), pois os tickets médios são mais baixos.

Operações Estruturadas

Trata-se de operações com maior grau de complexidade, as quais em grande parte há a construção de soluções feitas de acordo com a necessidade de cada cliente específico. Muitas vezes, estas operações utilizam a junção de dois ou mais recursos para composição de garantias antes da concessão de crédito. Via de regra, são estruturas com ticket maior em cada operação.

Mercado de Capitais

Trata-se de operações que têm sua atuação em captações ou distribuições de recursos (dinheiro) destinado ao mercado de um modo geral, concentrando estes recursos em poucos ou muitos investidores. São áreas de nicho que trabalham com operações de grande porte e totalmente direcionada à necessidade de cada cliente, quase que em sua grande maioria com grande complexidade.

Um exemplo de operações estruturadas e operações de mercado de capitais são a emissões de Certificados de Recebíveis Imobiliários, conhecidos como CRI, falaremos um pouco mais desta e de outras operações em nossos próximos temas, não percam!

Agora que você já entende um pouco mais sobre a estrutura do mercado financeiro e de concessão de crédito, caso você tenha um negócio ou simplesmente precise de recurso financeiros, saiba que podemos lhe ajudar com a CashMe!

A CashMe concede crédito para todo porte de empresa e pessoas físicas: Varejo, Middle, Corporate e Large Corpoarte, além disso, temos 2 estruturas voltadas especialmente para vocês, com operações tradicionais e estruturadas.

Você que necessita captar recursos e tem um ou mais imóveis que podem ser dados em garantia, fale conosco sem compromisso. Teremos um especialista pronto para lhe atender!

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50).

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


CASHME SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA., com sede social na capital do estado de SP, na Rua do Rócio, nº 109, 3º andar, Sala 01 - Parte, Vila Olímpia, CEP 04.552-000, inscrita no CNPJ sob o no 34.175.529/0001-68

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.