O que é Tabela Price? e como calcular? Descubra agora!

O que é Tabela Price? e como calcular? Descubra agora!
ícone de calendario

Atualizado:
31/01/2022

ícone de calendario

Publicado:
10/12/2019

ícone de relógio

Leitura de
7 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Por acaso você sabe o que é Tabela Price? Mesmo que o termo não lhe seja familiar, ele está bem presente no seu cotidiano e de diversas outras pessoas no Brasil. Ficou curioso sobre o assunto? Então, venha com a gente saber todos os detalhes desse importante assunto financeiro. Boa leitura!

O que é Tabela Price e quando ela surgiu?

A Tabela Price é um sistema de amortização muito utilizado para o pagamento de empréstimos. Ele surgiu na França, em 1771, criado pelo filósofo e político Richard Price. Devido a isso, o método é também chamado de sistema francês de amortização.

Ele tem como principal diferencial a utilização de prestações fixas para a quitação de dívidas, algo bastante adotado por lojas, financeiras, entre outras instituições que trabalham com a liberação de crédito.

Em seu início, no entanto, a Tabela Price tinha como objetivo lidar apenas com o pagamento de pensões e aposentadorias. Apenas anos depois, durante a Segunda Revolução Industrial (1850 – 1945) é que os estudiosos começaram a perceber que ela teria grande utilidade no mercado financeiro em geral.

Onde a Tabela Price é utilizada?

A Tabela Price pode ser usada em diferentes situações e locais. Sendo assim, ela aparece em:

  • parcelas de cartões de crédito (dependendo da situação);
  • parcelas de empréstimo;
  • compras feitas em lojas de departamento;
  • compras de eletrodomésticos;
  • financiamentos de carros etc.

Para perceber se a compra que você está realizando é baseada no método de amortização criado por Richard Price não existe mistério. Você só precisa perceber, basicamente, duas coisas:

  • se as prestações de pagamento são fixas;
  • se o valor à vista é diferente do total parcelado, que precisa ser maior do que o primeiro.

Já sei o que é Tabela Price, mas como ela é calculada?

Até aqui explicamos o que Tabela Price, mas talvez você ainda tenha dúvidas sobre como ocorrem os cálculos desse sistema de amortização. Bem, é isso que vamos explicar aqui no tópico. Porém, não se preocupe porque tudo será bem resumido e sem detalhes técnicos nem fórmulas algébricas complicadas.

De forma geral, o que você precisa saber é que o sistema francês de amortização trabalha com juros compostos, ou seja, as taxas de cobranças são incorporadas mas sobre as outras ao longo do tempo. Por essa razão, o valor final do que quer que você adquira com base na Tabela Price será muito maior do que o valor cobrado inicialmente.

Contudo, várias outras questões estão agregadas a isso. Algo que vale a pena mencionar é a relação entre a amortização e o pagamento dos juros.

Diante de vários cálculos matemáticos, o que se percebe é que à medida que as parcelas vão sendo quitadas, diminui a quantidade de juros que você paga mensalmente e aumenta o abatimento efetivo do saldo devedor.

Porém, mesmo com essas e outras variáveis que estão dentro do cálculo, a parcela a ser liquidada no seu cartão, boleto ou carnê sempre permanecerá a mesma. 

Quais são as vantagens e desvantagens desse método?

Bem, depois de ler o conteúdo até aqui, você já deve ter uma ideia das vantagens e das desvantagens que envolvem a adoção da Tabela Price. Contudo, vamos detalhar esses pontos nos próximos tópicos, ajudando a deixar tudo mais claro.

Vantagens

Prestações fixas

A principal vantagem do sistema francês de amortização é o uso das parcelas fixas. Isso dá a você a possibilidade de realizar um planejamento financeiro sólido e sem surpresas ao longo do tempo. Afinal de contas, não importa o que ocorra com a economia do país (aumento da inflação, crises etc.), o valor que você pagará não irá sofrer reajustes.

Por essa razão, muitas pessoas se beneficiam com a Tabela Price e podem tomar decisões pessoais ou empresariais muito mais seguras, pois não serão surpreendidas com nenhuma taxa extra no final do mês.

Pagamento antecipado

Outro grande benefício da Tabela Price é que ela aceita o pagamento antecipado de prestações. E mais, é possível obter bons descontos caso isso ocorra.

Contudo, quem deseja antecipar as parcelas de um financiamento, empréstimo ou compra em geral, deve optar por liquidar as prestações finais e não as subsequentes daquela que você está quitando. 

Sendo assim, vamos supor que você tenha feito um empréstimo para pagar em 20 meses. Ao estar no quinto mês de pagamento, conseguiu um dinheiro extra e conseguirá quitar dez parcelas. Em vez de fazer isso adiantando os meses do 6º ao 15º, você deve começar pelo mês 20 e ir regredindo. Isso garantirá um ótimo desconto.

Desvantagem

Juros altos

A principal desvantagem  da Tabela Price é a cobrança dos altos juros aplicados ao montante inicial do empréstimo ou da compra que você realizou. Desse modo, apesar das parcelas muitas vezes atrativas, você acaba gastando o dobro ou o triplo do valor que que solicitou inicialmente.

Como calcular Tabela Price: as prestações fixas

O principal diferencial do sistema de amortização que está sendo abordado neste artigo é o fato de ele utilizar prestações fixas. Sendo assim, caso você peça um empréstimo de R$ 30 mil e defina que irá pagá-lo ao longo de 60 meses, cada uma dessas parcelas terá um valor predefinido.

Isso significa que independentemente da situação financeira nacional ou mundial, a quantia que você pagará mensalmente não terá nenhum acréscimo ou redução, mantendo-se igual pelo prazo estipulado no acordo.

Essa é uma característica muito positiva em termos de planejamento financeiro, afinal de contas, é possível organizar seus pagamentos sem o risco de surpresas no final do mês.

Porém, como o valor dessas prestações iguais está subdividido? Quais os cálculos utilizados para chegar no parcela mensal? E os juros, eles são trabalhados em um sistema simples ou composto? Bem, cada uma dessas questões está detalhadas nos próximos tópicos. 

Como calcular Tabela Price: os juros compostos

Tabela Price é calculada tomando como base o sistema de juros compostos. Isso quer dizer que a taxa definida para o empréstimo ou a compra de um produto é aplicada mensalmente ao montante atual e não ao valor inicial. Ou seja, os juros são calculados sobre juros.

Desse modo, apesar de as parcelas serem fixas, a conta final que você irá pagar será muito maior do que o capital previamente estabelecido. Afinal, a cada mês, o montante inicial torna-se maior por conta dos juros.

Sendo assim, se, por exemplo, você tiver pego R$ 1 mil emprestado a uma taxa de juros de 3% mensal, isso significa que um mês depois do empréstimo, você estará devendo R$ 1.030,00. Dois meses depois, R$ 1.060,00 e assim por diante.

Os juros, além de influenciarem no valor final do cálculo, também interferem na parcela que a ser paga. Isso significa que uma parte do valor da prestação é apenas para cobrir esse acréscimo, e a outra é, de fato, para abater débito restante.

Como calcular Tabela Price: a amortização

A amortização é o valor abatido do saldo devedor, descontando-se os juros. No método Price, isso funciona de forma inversamente proporcional em relação ao acréscimo dos juros. Para traduzir melhor, queremos dizer que quantos mais parcelas são pagas, maior a será o valor da amortização e menor a parcela de juros.

Desse modo, vamos supor que você solicitou um empréstimo de R$ 450 mil com taxa de 1% e pagamento em 60 meses. Durante todo esse período, suas parcelas serão de R$ 12.945,58 fixas.

Contudo, no primeiro mês, seu débito já será de R$ 454.500,00. Isso significa que, na parcela mensal, R$4.500,00 serão para pagar os juros, e os R$ 8.445,58 vão para amortizar o montante.

No segundo mês, o valor do montante final vai ser de R$ 445.969,96. A parcela para pagamento continua em R$ 12.945,58, porém isso já vai representar R$ 4.415,54 de juros e R$ 8.530,04 de amortização. E essa variação dentro da prestação fixa vai continuar até o último pagamento.

Esse processo ocorre porque a Tabela Price combina os juros compostos com uma progressão geométrica voltada para a amortização.

Como calcular Tabela Price: os cálculos algébricos

Nós sabemos que até aqui falamos muito sobre contas matemáticas, porém não apresentamos nenhuma fórmula ainda. Então, que tal dar uma olhada na regras abaixo e aplicar por si mesmo os princípios da Tabela Price?

Fórmula dos juros compostos

M = C * (1+i)n

M = montante final

C = capital inicial

i = taxa de juros

n = tempo (quantidade das parcelas)

Fórmula da progressão geométrica

an = a1 * qn-1

na = termo final da sequência

a1 = termo inicial da sequência

q = razão

n = número de termos da sequência (quantidade de parcelas)

Fórmula da Tabela Price

PMT = Pv *[(1+i)n * i] / [(1+i)n – 1]

PMT = valor da parcela

Pv =  valor presente

i = taxa de juros

n = tempo (quantidade de parcelas)

Em quais situações a Tabela Price é utilizada  

Agora que você já sabe como calcular Tabela Price, vamos descobrir em quais situações ela pode ser empregada dentro do mercado financeiro.

Compra de bens de consumo

Compras de roupas, eletrônicos, móveis e diversos outros produtos estão sujeitas a esse sistema de amortização. Afinal, você já deve ter observado em diversas lojas a propaganda “compre com o nosso cartão e parcele em 8X fixas”.

Financiamento de veículos

O financiamento de veículos é outro caso em que o uso da Tabela Price é algo constante. E isso vale para a compra de carros, motos, caminhões etc., sejam eles novos ou usados.

Empréstimos em geral

A maior parte dos empréstimos em bancos ou do tipo home equity, como os realizados aqui pela CashMe, também fazem uso da Tabela Price para os cálculos de pagamento. 

Crediários

Crediários funcionam como um boleto de pagamento vinculado a cada loja em que a compra é realizada. Esse é um exemplo clássico de transação financeira que tem como base o método Price.

Bem, depois de tudo o que explicamos, deu para perceber que existem vários detalhes a serem observados em relação a como calcular Tabela Price. Contudo, depois que você compreende a mecânica do processo, fica muito mais simples compreendê-lo. E isso é muito importante, pois, como você viu, esse sistema é usado em diferentes situações.

Bem, chegamos ao final do post de hoje. Esperamos que você tenha entendido o que é a Tabela Price e como ela é utilizada de forma constante no mercado financeiro.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.