Black Friday: você sabe o motivo dessa data existir?

Black Friday: você sabe o motivo dessa data existir?
ícone de calendario

Atualizado:
25/11/2021

ícone de calendario

Publicado:
25/11/2021

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 26 de novembro acontece a Black Friday, trata-se de um evento comercial organizado por empresas e lojas que oferecem preços baixos durante um dia inteiro.

Desde 2010, o varejo brasileiro promove a data na última sexta-feira do mês de novembro e é considerada pelos comerciantes como uma oportunidade de aumentar as vendas.

Na última edição, em 2020, mais de 4 milhões de consumidores aproveitaram para fazer compras, o que rendeu um faturamento de R$ 5,1 bilhões aos lojistas.

Vem com a gente descobrir a origem da Black Friday e confira algumas dicas para fazer a ocasião valer a pena, tanto para vender mais quanto para conseguir bons descontos!

O que é a Black Friday?

A data teve origem nos Estados Unidos, não existem evidências claras sobre como surgiu a definição de Black Friday, mas ela se consolidou no final do século XX e atualmente é o dia de maior compra para grande parte dos norte-americanos.

Por lá, a Black Friday acontece na sequência do Dia de Ação de Graças e marca o começo da temporada de compras de Natal. Esta é a data em que os consumidores aproveitam para comprar produtos com descontos que podem chegar a até 90% do preço original.

Enquanto aqui no Brasil, a estratégia foi feita pela primeira vez em 2010, reunindo as principais lojas de e-commerce em um site com cupons de até 70% de desconto em diversos segmentos de produtos.

O sucesso das vendas repercutiu e grandes lojas enxergaram o potencial, em 2012 mais empresas começaram a participar. Hoje, a data é aguardada por muitos brasileiros que buscam pelos melhores preços para adquirir desde eletrônicos até itens de perfumaria.

Como vender mais na Black Friday

Para os lojistas, as expectativas para a última sexta-feira de novembro são altas. Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estimam que as vendas durante a Black Friday movimentem R $6,38 bilhões.

De acordo com os dados do evento de 2020, os produtos mais buscados no Google foram:

  • Celulares: 38%
  • Eletrodomésticos: 30%
  • Informática e roupas femininas: 28%
  • TV: 26%

Por isso, é importante trabalhar de maneira estratégica para alcançar os clientes e ajudá-los a comprar o que tanto desejam com os melhores preços. Confira algumas dicas que separamos para impulsionar seu negócio neste período:

Tratamento VIP

A Black Friday é o momento de tratar o público como realeza. Invista em lista especial para que os cadastrados sejam os primeiros a acessarem as promoções.

Outra sugestão é oferecer descontos especiais nos produtos que os seus clientes já vêm pesquisando com antecedência. Assim, você valoriza quem está de olho na sua empresa, seja quem já é consumidor ou pretende fazer a primeira compra.

Respeito ao usar dados de contato

Atenção, lojistas! A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está em vigor e é necessário respeitar as regras na hora de pedir e usar os dados dos consumidores, como por exemplo: número de celular, e-mail e outras informações pessoais. São dados sigilosos e mais do que nunca, precisam ser usados com responsabilidade.

Transparência nos descontos

No Brasil, a Black Friday já recebeu o nome de “Black Fraude” pelo fato de algumas empresas não trabalharem com descontos reais e oferecerem preços originais como se fossem promoções.

Por isso, tenha cautela na hora de preparar a tabela de preços para divulgar apenas valores que realmente sejam menores. A oferta de falsos descontos, não só afasta os consumidores como prejudica a reputação do seu negócio.

Invista em divulgação

Cada vez mais o público está conectado no que acontece no mundo digital e se o seu negócio ainda não está on-line, é hora de mudar. Investir, principalmente, nas redes sociais é a maneira mais eficiente de se aproximar dos clientes.

Mantenha o feed de postagens atualizado, tanto com os produtos quanto os bastidores da sua operação e faça anúncios patrocinados, de preferência em formato de vídeo. Segundo o Google, durante a jornada de compra, os anúncios com vídeo são os que mais inspiram, o índice é de 66%.

Como fazer as melhores compras na Black Friday

Ao passo que a data se aproxima, os consumidores intensificam as pesquisas para garantirem os melhores preços. É fato que a cada edição, para evitar cair em golpes, o público tem o olhar cada vez mais atento ao que o varejo oferece de desconto e condições de pagamento.

Você já está preparado? A gente traz algumas dicas para que faça boas compras, confira:

Faça uma lista do que realmente quer comprar

Apesar das ofertas tentadoras, é essencial aproveitar a ocasião de maneira responsável e manter o foco no que você deseja adquirir de verdade. Para isso, monte uma lista dos produtos que tem interesse e evite fugir do que determinou.

Pesquise sobre as lojas

Salve na barra de favoritos o site oficial da Black Friday, por lá você tem muitas informações, entre elas: a lista de lojas participantes. Assim, é uma forma de assegurar que está comprando de empresas realmente comprometidas com o evento.

Além disso, vale pesquisar no Reclame Aqui e ler as avaliações que os usuários deixam nos sites das lojas, para saber tanto sobre a reputação da empresa como a qualidade do produto que deseja.

Compare preços

Um Sherlock Holmes que se preza sempre compara os preços para encontrar a loja com as melhores condições. Sites como Zoom e Buscapé, são algumas das opções que te ajudam na hora de fazer o comparativo. Vale salvá-los entre os favoritos.

Atenção ao prazo de entrega e frete

Não dá para negar, comprar com desconto é bom e a gente gosta! Mas, fique atento para que o produto não tenha o valor do frete embutido no valor final e seja anunciado como frete grátis. Por exemplo: o sofá reclinável fora da promoção custava R $1.800, com frete grátis e durante a Black Friday ele sai por R $1.770 mais R $30, de frete. No final das contas você paga a mesma coisa.

Outro ponto importante é o prazo de entrega, por ser um período com alta demanda de entregas, é possível que os #recebidospagos demorem um pouco mais para chegarem. Então, se a intenção é recebê-lo com data programada, como dar de presente no Natal, certifique-se que o prazo atende sua necessidade.

Conclusão

Como vimos, a Black Friday é o momento de aproveitar para garantir bons preços, assim como dá para alavancar as vendas e até mesmo fidelizar os clientes, desde que a campanha seja estratégica e transparente.

Para incentivar os lojistas que desejam investir nesta data, a CashMe oferece o empréstimo com imóvel de garantia que tem taxas inferiores a 1% a.m. + IPCA, além de até 240 meses para pagar o valor contratado. Assim, dá para preparar o estoque, aumentar a equipe para o período e planejar a divulgação, sem passar aperto.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *