Calculadora de empréstimo: aprenda a calcular as taxas

Calculadora de empréstimo: aprenda a calcular as taxas
ícone de calendario

Atualizado:
09/09/2021

ícone de calendario

Publicado:
09/09/2021

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Solicitar um empréstimo é estar sujeito a diversas taxas e condições impostas pelas instituições financeiras. Além dos juros, outras taxas e encargos são embutidos na operação e precisam ser levados em consideração por quem precisa deste serviço. Se você quer entender todos os custos envolvidos em um serviço de crédito, uma boa opção é utilizar uma calculadora de empréstimo.

As instituições financeiras são obrigadas a informar todos os custos envolvidos em um serviço de crédito. Mas, para que você possa fazer uma boa escolha, no texto de hoje falamos sobre todos os custos envolvidos e ensinamos como calcular as taxas. Confira!

Como calcular empréstimo?

Calcular um empréstimo pode ser bem complicado, já que a fórmula do cálculo é bastante complexa. Mas, a boa notícia é que é possível encontrar calculadoras online nos sites de instituições financeiras que prestam esse tipo de serviço.

Por exemplo, nós disponibilizamos um simulador de empréstimo em nosso site para que você saiba todos os valores envolvidos em seu empréstimo com garantia de imóvel. Basta você preencher o valor do empréstimo, o valor do bem e pronto! Nosso sistema já demonstra o valor das parcelas, a renda necessária, o valor dos juros e o sistema de amortização.

Além da nossa, existem ferramentas disponíveis gratuitamente online, como a Calculadora do Cidadão, do Banco Central. Ela permite que você calcule o valor financiado, o valor da prestação, as taxas de juros ou o número de meses para o pagamento. Para um cálculo mais preciso, é importante informar a taxa de juros, que você pode consultar no site do Banco Central.

Quais custos estão envolvidos no cálculo do empréstimo?

Quando se fala em empréstimo, logo se pensa em taxa de juros. Mas, o cálculo do empréstimo vai além dessa taxa. Ele está relacionado com o Custo Efetivo Total, que engloba todos os custos da operação. 

As instituições financeiras são obrigadas a informar o consumidor sobre o CET antes mesmo da contratação. Por isso, o ideal é comparar os custos entre as diferentes instituições para analisar a opção mais vantajosa.

Abaixo, você confere cada um dos custos envolvidos na contratação de um empréstimo.

Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

Esse tributo é cobrado sobre financiamentos, empréstimos, títulos imobiliários e operações de câmbio. Ele é obrigatório e é incluído no valor total do crédito.

Taxa de Abertura de Crédito (TAC)

Esta taxa está relacionada aos custos com a análise da situação financeira do cliente e, apesar de não ser obrigatória, pode ser cobrada.

Seguros

As instituições financeiras oferecem seguros adicionais que garantem o pagamento em casos de morte do titular ou desemprego. Esses seguros podem ser opcionais ou obrigatórios, de acordo com a instituição.

Taxas administrativas 

As taxas administrativas também compõem o CET e variam de acordo com a política de crédito da instituição.

Como calcular os juros de um empréstimo?

O cenário econômico, a política de crédito da instituição e diversos outros fatores influenciam no valor da taxa de juros praticada. Para chegar a esse valor, três custos entram na soma da instituição:

  • O custo da aquisição do cliente;
  • A taxa de retorno;
  • O custo da venda.

O risco de crédito também pode ser levado em consideração, o que explica a razão de empréstimos para negativados terem taxas de juros mais elevadas. Essa taxa é um resguardo para a instituição para o caso de o solicitante não pagar as parcelas. Cada instituição cobra uma taxa diferente, por isso é essencial comparar antes de solicitar o crédito.

Juros de empréstimo pessoal

O cálculo dos juros de um empréstimo pessoal segue a regra dos juros sobre juros ou juros compostos. A taxa é calculada com base no valor que você solicita inicialmente e é somada ao valor dos juros cobrados no mês anterior. Vamos a um exemplo:

Valor solicitado inicialmenteTaxa de juros
R$ 1.3002,5%

Confira quanto fica o valor desse empréstimo ao longo dos meses:

MêsValor do capital (R$)Juros %Valor total R$ (capital + juros) 
1R$ 1.3002,5% de R$ 1.300 = R$ 32,50R$ 1.332,50
2R$ 1.332,502,5% de R$ 1.332,50 = R$ 33,30R$ 1.365,80
3R$ 1.365,802,5% de R$ 1.365,80 = R$ 34,15R$ 1.399,95
4R$ 1.399,952,5% de R$ 1.399,95 = R$ 35R$ 1.434,95
5R$ 1.434,952,5% de R$ 1.434,95 = R$ 35,88R$ 1.470,83

Juros do empréstimo consignado

Nessa modalidade de crédito consignado, o desconto é feito diretamente no salário ou no benefício do INSS, o que diminui os riscos de inadimplência para as instituições financeiras e faz com que elas cobrem taxas de juros mais baratas. Porém, é sempre necessário fazer simulações e pesquisas para garantir as melhores condições, já que as taxas variam de acordo com a instituição escolhida.

O valor disponível para empréstimo varia de acordo com a seguinte regra:

  • Prazos de pagamento maiores fazem com que o valor liberado seja mais elevado;
  • Taxas de juros maiores fazem com que o valor liberado seja mais baixo.

Confira as instituições financeiras que oferecem as taxas de juros mais baratas!

Descubra como escolher o melhor tipo de empréstimo

Uma ótima ferramenta que o consumidor possui para reduzir as taxas de juros é optar por um empréstimo com garantia. Nesse caso, você aliena um bem, que pode ser um imóvel, um veículo ou até mesmo seu celular, ou seja, você oferece esse bem como garantia de que pagará o empréstimo. Você continua usando seu bem normalmente, a não ser que não consiga pagar o empréstimo e precise entregá-lo para a instituição financeira como pagamento.

Essa é uma medida que oferece mais segurança para a instituição financeira, que acaba reduzindo os juros e oferecendo condições de pagamento mais vantajosas por ter riscos bem menores de inadimplência. Essa é a forma mais barata de conseguir crédito no Brasil.

Conclusão

Para calcular o valor de um empréstimo, é necessário levar em consideração todas as taxas que compõem o CET desse serviço. Além disso, é preciso conhecer o cálculo dos juros de cada modalidade de crédito.

Se você precisa de crédito rápido, seguro e barato, conheça o empréstimo com garantia de imóvel da CashMe. Aqui você encontra as melhores condições: taxas abaixo de 1%, até 240 meses para pagar e crédito de até 60% do valor do imóvel.

Você já conhecia todos os fatores que influenciam no CET de um empréstimo? Deixe sua opinião nos comentários!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *