Dia do Empreendedorismo Feminino: saiba mais sobre essa data e quem são as principais empreendedoras brasileiras

Dia do Empreendedorismo Feminino: saiba mais sobre essa data e quem são as principais empreendedoras brasileiras
ícone de calendario

Atualizado:
31/01/2022

ícone de calendario

Publicado:
17/11/2021

ícone de relógio

Leitura de
5 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 19 de novembro é comemorado o Dia do Empreendedorismo Feminino, trata-se de uma iniciativa das Nações Unidas junto a diversas instituições globais de incentivo às mulheres que criam e comandam seus próprios negócios.

No Brasil, existem 30 milhões de empreendedoras e a data é uma maneira de celebrar o protagonismo delas, ao mesmo tempo que propõe uma reflexão sobre a necessidade de quebrar tabus ainda enraizados na sociedade sobre o papel da mulher no mercado de trabalho.

Confira este artigo que preparamos para saber mais sobre a importância do empreendedorismo feminino, além de conhecer seis grandes empreendedoras brasileiras que são referência na economia, nos negócios e são fonte de inspiração para milhares de mulheres.

O que é empreendedorismo feminino?

Ao passo que avançam a garantia dos direitos às mulheres e a igualdade delas com os homens, o empreendedorismo ganha força. Visto que existe mais incentivo para a liderança feminina, enquanto a economia se beneficia com o aumento de novas empresas ativas no mercado.

Mais do que mulheres à frente do próprio negócio, o empreendedorismo feminino abrange as iniciativas de liderança, com mulheres atuando em altos cargos dentro das empresas. Nesse sentido, de 2019 para 2020, houve um aumento de 20% na participação feminina em processos seletivos para cargos estratégicos.

Conheça as principais empreendedoras brasileiras

A conquista da presença feminina no empreendedorismo incentiva que mais mulheres invistam nas próprias carreiras. Abaixo reunimos seis das principais figuras femininas que servem de inspiração:

Luiza Helena Trajano, Magazine Luiza

A empresária começou a trabalhar aos 12 anos, durante as férias da escola, no Magazine Luiza, localizada no interior de São Paulo e que até então era uma pequena rede familiar.

Aos 18 anos, assumiu os negócios da família e em 1992 se destacou quando implementou o conceito de lojas virtuais na operação. Com essa estratégia, Luiza já apresentava ao mercado sua visão empreendedora.

Como resultado, o Magazine Luiza cresceu e se transformou em uma das maiores redes do varejo brasileiro, contabilizando mais de 740 lojas pelo país.

Atualmente, Luiza é presidente do Conselho de Administração da empresa e participa frequentemente de eventos e debates com palestras sobre empreendedorismo. Além disso, desenvolve projetos e iniciativas que apoiam a figura feminina nos negócios.

Paola Carosella, Restaurante Arturito

A chef argentina que encantou o Brasil quando foi jurada nas edições do programa de culinária, Masterchef Brasil, tomou a decisão de ser empreendedora após 12 anos trabalhando em diversos restaurantes.

Aberto em 2003, Julio Cocina foi seu primeiro empreendimento. Em 2008, fundou o Arturito que é focado na cozinha clássica mediterrânea e atualmente, é um dos locais mais premiados da capital paulistana.

E ainda está à frente do La Guapa Empanadas Artesanais e Café, que inaugurou em 2014 com o sócio Benny Goldenberg.

Chieko Aoki, Blue Tree Hotels

Conhecida como a dama da hotelaria no Brasil, sua história mostra que coragem e determinação, é possível alcançar objetivos pessoais e profissionais.

Vivendo em um cenário de economia em crise e dividida com a responsabilidade de garantir os cuidados do marido que sofrera um AVC, Chieko Aoki abriu seu primeiro hotel em 1992, com o propósito de servir como uma hospedagem de alto padrão, mas com preços menores do que os de hotéis cinco estrelas.

Assim, cinco anos depois, fundou a rede Blue Tree Hotels, que contabiliza 22 hotéis em funcionamento e é uma das maiores redes hoteleiras do Brasil.

Além de ser uma das mulheres mais influentes da América Latina, Chieko Aoki atua de maneira relevante para fortalecer o empreendedorismo feminino e participar do Grupo Mulheres do Brasil, iniciativa que defende a liderança feminina.

Leila Velez e Zica Assis, Instituto Beleza Natural

Quando o assunto é levar a autoestima da mulher nas alturas, a dupla sabe muito bem como fazer! Elas lideram a maior rede especializada em cabelos crespos e cacheados do país.

A sociedade começou em 1993, quando criaram um produto específico para os cuidados de cabelos cacheados e assim, inauguraram o salão Beleza Natural. Dois anos depois, o negócio cresceu e abriram filiais no Rio de Janeiro.

Atualmente, as empreendedoras contam com 40 salões em operação, uma fábrica própria de cosméticos e abriram a primeira unidade internacional, em Nova York, nos Estados Unidos.

Maitê Lourenço, BlackRocks

Psicóloga por formação, Maitê sempre trabalhou na área de Recursos Humanos e ao notar que faltavam profissionais negros nas empresas de tecnologia, tomou a decisão de estimular a diversidade racial.

Assim, em 2016 fundou a BlackRocks, aceleradora liderada por mulheres negras com o propósito de promover o acesso à população negra no ecossistema de startups.

O que começou com um grupo no WhatsApp, atualmente é um projeto que se consolida todos os anos e vem ajudando centenas de empreendedores a alavancarem seus negócios.

Cristina Junqueira, Nubank

Além de ser uma das três fundadoras do Nubank, é vice-presidente da startup que, atualmente, é uma das maiores fintechs brasileiras.

Sua trajetória profissional em grandes empresas, como o Itaú Unibanco, contribuiu para que estruturasse um projeto reunindo ideias, na época, inovadoras voltadas para a área de cartões. No Itaú Unibanco a proposta não agradou e então, Cristina Junqueira, fundou o Nubank.

Não à toa, a empreendedora é frequentemente mencionada entre as principais lideranças empresariais do país. Em 2020, inclusive, ela foi a única brasileira eleita uma das líderes mais influentes da Fortune 40 under 40, a publicação reconhece os jovens líderes que estão mudando o mercado em que atuam.

Como incentivar o empreendedorismo feminino?

Inegavelmente, o número de mulheres que lideram o próprio negócio cresce ano após ano e é um grupo empreendedor que demonstra mais agilidade e habilidade quando o assunto é investir em inovações para a operação crescer.

Durante a pandemia da COVID-19, 71% das mulheres passaram a usar as redes sociais e meios digitais para venderem, enquanto apenas 63% dos homens optaram por ampliar os canais de comunicação e vendas.

Ainda que os números sejam animadores, alcançar uma posição de liderança ou consolidar um negócio não é um caminho facilmente percorrido pelas mulheres, são muitos os obstáculos, como: preconceito, jornada múltipla – cuidar da carreira, da casa e da família -, falta de oportunidade, diferença salarial em comparação aos homens, e isso só para exemplificar.

Por isso, é fundamental estimular o empreendedorismo feminino, seja com incentivo durante a trajetória empresarial, apoio na construção de networking e para quem vai empreender, ter com quem contar na hora de fazer o plano de negócio, é um diferencial para transmitir tranquilidade nos primeiros passos.

Afinal, é um movimento que mantém a economia circulando, promove a geração de empregos, além de reduzir, pouco a pouco, as disparidades entre homens e mulheres no mercado de trabalho e dos negócios.

Conclusão

Como vimos, o Dia do Empreendedorismo Feminino é mais do que um momento de homenagens às mulheres que estão em cargos de liderança ou que comandam o próprio negócio.

Trata-se de uma oportunidade de reforçar a importância que a visão e a força feminina têm para os negócios. A CashMe apoia o empreendedorismo feminino que é repleto de ideias inovadoras com capacidade de oxigenar o mercado.

Na hora de abrir o próprio negócio, conte com a nossa equipe de profissionais que está pronta para tirar dúvidas e orientar sobre as melhores decisões. Além disso, há o empréstimo com imóvel de garantia, que oferece taxas inferiores a 1% e até 240 meses para pagar o valor contratado. Tudo para ajudar a tirar o seu plano de negócio do papel!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe nas redes sociais e divulgue as empresas das empreendedoras que conhece, assim mais pessoas vão chegar até ela!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.