Está a fim de construir a sua própria casa e não sabe por onde começar? Aqui mostraremos tudo o que é preciso para construir sua casa e como realizá-la de acordo com as leis brasileiras. Acompanhe!

No Brasil, o método de comprar um terreno e construir a sua própria casa não é mais comum. Isto perdeu forças devido ao crescimento das cidades e pouco espaço nas mesmas, fazendo que pessoas que tinham esse desejo de construção procurassem algo longe de centros urbanos. 

Contudo, mesmo que essa não seja uma atitude frequente, ainda existem pessoas que apostam na construção de sua própria casa, tendo em vista inúmeros motivos: custo/benefício, espaço, personalidade, entre outros.

Pensando nesse grupo e como auxiliá-lo, criamos uma pequena lista para ajudar na legalização dessa obra e na organização da mesma. Para entender um pouco mais sobre como funciona esse tipo de construção, continue aqui e leia!

Casa grande ainda é vantagem?

A primeira pergunta que as pessoas se fazem é: ainda é vantajoso comprar um terreno e construir uma casa grande? A resposta varia de acordo com a sua necessidade e personalidade. 

Uma pessoa que gosta de animais, por exemplo, necessita de mais espaço para cria-los com qualidade de vida. Já imaginou manter 5 cães de porte grande em um apartamento? Esta atitude pode adoecer o animal e ao dono, tendo em vista o trabalho para cuidados com este animal. 

Contudo, um jovem que está saindo da casa de seus pais para morar sozinho não precisa de um espaço tão grande. Ou seja, casa grande e construção desta é vantagem apenas para quem necessita desse espaço e cabe a sua personalidade. 

Expansão para cima: século XXI 

Sabemos que a construção de casas próprias diminui e que casas grandes não são mais comuns. Mas, por qual motivo esses dois tipos de moradia decaíram tanto? A resposta está na expansão para cima, como vamos nomear aqui. 

A construção de prédios, além de ser mais rentável para engenheiros e arquitetos, utiliza menos espaço nas cidades grandes e custa menos ao comprador, tendo em vista que os tamanhos são bem mais reduzidos. 

Além disso, a característica do século XXI é facilidade: muitos desejam ter um imóvel pequeno para reduzir seu trabalho, seja com gasto em móveis e até mesmo com limpeza diária. Mas, mesmo que isso tenha aumentando, ainda existem grupos que preferem construir suas próprias casas e ainda deixa-las grandes. 

Onde regulamentar minha obra?

Pensando nesse grupo seleto de pessoas que desejam levantar seus próprios imóveis, separamos aqui uma pequena lista para se organizar na hora de realizar essa obra e ficar em dia com a legislação. Veja: 

  • Prefeitura 

O primeiro lugar que se deve recorrer é à prefeitura. A sua cidade é a responsável por autorizar a obra e legaliza-la perante o município, pois para que haja essa construção é preciso seguir uma série de normas que eles impõem – vale ressaltar que cada região possui a sua norma. 

Vá ao setor da prefeitura da sua cidade e busque saber, por exemplo, qual tamanho que um segundo andar pode ter, além de aspectos como colocação de luz e água própria. Isso é muito importante para que a construção ande de acordo com as normas superiores. 

  • Engenheiro civil

Logo após receber todas as autorizações da prefeitura, busque um engenheiro civil de confiança! Isso é de suma importância, pois caso você dê espaço para qualquer profissional, estará se submetendo a qualquer tipo de serviço e possíveis dores de cabeça.

Este é um passo importante, pois é o engenheiro civil que gerencia e executa a obra, além de projetar todos os passos a serem tomados durante essa construção. Ou seja, ele é a chave principal para que seu imóvel seja construído!

  • Arquiteto 

Por último, mas não menos importante nesta lista, contate um arquiteto. Ele é o responsável por dar a sua cara ao ambiente, organizando-o de acordo com a sua personalidade estética e com o melhor do conforto para se viver. 

Este profissional anda em conjunto com a engenharia civil, pois o engenheiro cria o molde para a sua casa, enquanto o arquiteto adapta o espaço de acordo com a faceta do dono e com aspectos relacionados à comodidade, aparência, entre outros. 

CashMe para aumentar a sua casa 

Ou seja, entendemos que as famosas expansões para cima estão conquistando os compradores de imóveis do século XXI, mas que ainda existem aquelas pessoas que apostam na construção de seu próprio imóvel, ainda mais quando se trata de maior espaço para se viver.

Se você faz parte desse grupo que gosta de colocar as mãos à obra, contate a CashMe! Oferecemos empréstimos com imóvel de garantia, com taxas inferiores a 1%. Além disso, o pagamento dessa contratação chega até à 180 meses, facilitando o encerramento de seu crédito com a empresa contratada!

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente!  Compartilhe e deixe a sua opinião, queremos saber. Que saber mais sobre o assunto? Veja:

Compra de lote: ainda vale a pena construir uma casa do zero?

Quando vale a pena comprar uma casa? 3 pontos a se observar

Vale a pena comprar uma casa para reformar? Descubra!

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50).

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


CASHME SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA., com sede social na capital do estado de SP, na Rua do Rócio, nº 109, 3º andar, Sala 01 - Parte, Vila Olímpia, CEP 04.552-000, inscrita no CNPJ sob o no 34.175.529/0001-68

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.