Reforma de casa: guia completo para renovar seu imóvel

Reforma de casa: guia completo para renovar seu imóvel
ícone de calendario

Atualizado:
13/04/2022

ícone de calendario

Publicado:
01/04/2022

ícone de relógio

Leitura de
12 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Você faz ideia de qual seja o melhor caminho para começar uma reforma na sua casa? Já imaginou todas as etapas e o que você vai precisar para não sair no prejuízo depois? Responder essas perguntas é fundamental para garantir uma reforma com segurança, sem problemas e dentro do seu orçamento.

Então você está pensando em assumir um projeto de reforma de casa? Planejar a reforma da casa é sempre uma boa ideia, principalmente quando temos um orçamento para a reforma e tempo para dedicar-se à obra. 

As reformas, no entanto, são um grande empreendimento e, antes de ficar entusiasmado, é melhor se preparar para a reforma com antecedência. Isso tornará todo o processo mais suave e ajudará você a orçar o custo de sua reforma com mais precisão. 

Precisa de crédito para reformar sua casa? Faça agora uma simulação grátis e garanta vantagens exclusivas!

Conheça o Empréstimo Com Garantia Para Reforma

Este guia ajudará você que planeja executar a reforma de casa, sabendo de tudo o que você precisa fazer antes e depois do início do trabalho.

Quer saber quanto custa em média uma reforma de casa e como você pode fazê-la? Confira nosso guia prático.

Por que reformar a casa é importante?

Cada pessoa encontra um motivo especial para fazer a reforma de casa, seja para ser mais próxima dos modelos atuais ou para corrigir alguns problemas. Uma vez que se toma a decisão de reformar uma casa, identifique o motivo por trás do seu projeto de melhoria, o que você precisa fazer com alta urgência, média urgência e baixa urgência. 

Após compreender sua motivação por trás do projeto, denominando os níveis de urgência para cada processo, isso lhe dará uma ideia melhor de como aplicar seu orçamento e priorizar tarefas, bem como se você deve recorrer a ajuda profissional.

As  cinco razões principais pelas quais você pode querer fazer a reforma de casa são:

  • Manutenção;
  • Atualização;
  • Experimentar novos estilos;
  • Preparar-se para vender;
  • Melhorar a eficiência;

A seguir, conheça detalhadamente cada um desses motivadores para reforma de casa.

  1. Manutenção

Seja um imóvel de cinco ou 105 anos, a manutenção é necessária para manter tudo funcionando sem problemas. Especialmente se sua casa tem décadas de idade, você provavelmente encontrará a parte elétrica, hidráulica e até mesmo a fundação precisando de um pouco mais de atenção para manter uma estrutura segura e estável para você e sua família.

Um projeto de reforma impulsionado principalmente pela necessidade de manutenção provavelmente significará que a maior parte do orçamento será destinada à contratação de profissionais experientes e à substituição de materiais datados. Dependendo de onde você mora, trabalhos extensos na estrutura ou nos sistemas elétricos ou hidráulicos podem exigir licenças e uma inspeção.

Projetos populares relacionados à manutenção incluem melhorar problemas da casa relacionados a::

  • Encanamento;
  • Elétrica; 
  • Automação;
  • Teto;
  • Aquecimento e refrigeração;
  • Aquecedor de água;
  • Ventilação;
  • Isolamento;
  • Atualizações estruturais ou de fundação.
  1. Atualização

O encanamento ainda pode estar bom, mas uma cozinha padrão dos anos 80 pode não ser mais tão atrativa para hoje em dia. Muitos proprietários reformam seus espaços a fim de trazer um cômodo com visual de décadas passadas para os tempos atuais.

Para uma cozinha ou banheiro, grande parte do orçamento de reforma da casa pode ser direcionado para novos aparelhos. Essas atualizações também podem envolver materiais de alto custo, como mármore, azulejos novos e armários personalizados.

Como resultado, considere dividir seu orçamento entre atualizar a função e a aparência do local. Os principais cômodos e áreas escolhidas para atualização são: 

  • Cozinha;
  • Banheiro de hóspedes;
  • Banheiro principal;.
  • Sala de estar ou quarto familiar;
  • Suíte master;
  • Jardim ou quintal;.
  • Sala de jantar;
  • Escritório em casa;
  • Quartos.
  1. Experimentar novos estilos

Mesmo que você tenha reformulado a sala de estar há 10 anos, as  paredes bege agora já podem não fazer mais o seu estilo. Neste caso, o projeto da sua reforma pode simplesmente ter como objetivo alinhar a sua casa com as tendências atuais do design de interiores. Em muitos casos, este pode ser um pequeno trabalho de remodelação, de modo que o orçamento pode ser dedicado à pintura, mobiliário ou outros materiais decorativos.

Como as tendências são, por definição, de curta duração, evite fazer uma grande reforma apenas para abraçar uma nova tendência. Diversas pessoas utilizam a rede social do Pinterest como ferramenta de inspiração para encontrar melhores formas de decorar a casa ou atualizá-la para os estilos mais modernos. 

Para esses casos, é indicado ter o contato de um profissional de design de interiores, uma vez que eles estão mais próximos das tendências e novidades que irão priorizar o bem-estar dos moradores. 

  1. Preparar-se para vender

Os proprietários que estão preparando sua casa para o mercado podem precisar fazer pequenos ou grandes reparos na residência. Dar aos quartos uma nova camada de tinta ou instalar um backsplash moderno (aquele espaço vazio entre a parede da pia (ou do fogão) e os armários suspensos) para atrair os compradores quando visitam a propriedade.

Quando a venda é o objetivo, as melhorias da casa visam maximizar o retorno do investimento. Isso quer dizer que não há necessidade de instalar uma cozinha de última geração quando muitos compradores desejam personalizá-la de acordo com suas necessidades e preferências; armários planejados e uma nova bancada podem ser suficientes para reforçar o espaço à venda.

  1. Melhorar a eficiência

Muitos proprietários estão procurando fazer sua parte para reduzir o desperdício de energia, assim como os valores das contas de luz e água. É bastante comum encontrar proprietários  fazendo atualizações com eficiência energética. Isso pode incluir a adição de painéis solares ao telhado, isolamento dentro das paredes ou um termostato inteligente.

Conforme o avanço da tecnologia, atualmente é comum encontrar diversos projetos de casa inteligente. Sensores, lâmpadas inteligentes, câmeras de segurança, fechaduras eletrônicas, objetos conectados por meio da internet das coisas, estão cada vez ficando mais comuns. Com a chegada de dispositivos como Alexa, Google Home e Apple Homekit, a automação residencial está otimizando as tarefas mais simples do dia a dia.

Como fazer a reforma de casa?

Após entender qual o objetivo da reforma de casa você deseja fazer, é hora de saber como fazer a reforma de casa de maneira otimizada. Não é possível garantir que esse processo, mesmo com cada passo a passo para reformar a casa, não cause transtornos,  pois é preciso estar preparado emocionalmente, fisicamente e financeiramente. 

Contudo, as dicas a seguir priorizam que você execute a reforma da casa sem transtornos e sem estourar o orçamento. 

Faça um bom planejamento

Uma vez que você definiu a prioridade da reforma de acordo com os cinco pilares apresentados sobre o que você deseja fazer como reforma de casa, já é o básico e fundamental para você ter foco no que deseja fazer.

Um bom planejamento que detalhe todas as necessidades da reforma ajuda a reduzir o risco de gastos extras e atrasos com o projeto. Durante o processo, busque dividir o processo por etapas. Dessa forma, você consegue otimizar os gastos financeiros e otimizar o tempo para cada parte da reforma. Se algo acontecer fora do planejado, você saberá como identificar facilmente.

Defina o limite de gastos

Antes que os custos com a obra saiam do controle, é importante limitar qual o valor limite será gasto com a obra antes de tudo ser iniciado. Por isso, pesquise os preços dos materiais de construção e busque pelos profissionais que farão o seu projeto. Não esqueça de negociar e fazer diversos orçamentos para realizar um comparativo dos gastos.

Durante as reformas muitas pessoas esquecem de dois custos extras: água e luz. Dependendo do nível de sua reforma, saiba que haverá um aumento no consumo de energia e água na casa. 

Existem alguns aplicativos, como o Reforma Simples disponível para Android,  que podem ajudar você no processo de reforma de casa indicando os valores gastos, coleta de orçamentos, se estourou ou não o limite orçamentário. Utilize aplicativos e o Excel para controlar os gastos e saber quanto será gasto por mês.

Cronograma da reforma

Além de controlar os gastos, é importante ter o controle do tempo estimado que a obra terá de duração. Esse processo você conseguirá fazer com a ajuda de um profissional, que saberá indicar o prazo e também supervisionar o trabalho que está sendo desempenhado na sua casa. É preciso ter uma data tanto para início, quanto para fim da reforma.

Coloque em um calendário o que precisa ser feito em cada etapa de trabalho. Os próprios aplicativos que ajudam a controlar os gastos das obras, possuem algumas funções que permitem adicionar todo o processo da obra. 

Escolha bons profissionais

Mais um ponto fundamental para realizar a reforma da casa é a escolha dos profissionais que farão todo o trabalho. Neste caso, é importante que você não tente economizar. É necessário contratar prestadores de serviço que irão conseguir entregar o trabalho completo, dentro do prazo acordado e sem estourar o orçamento.

É possível encontrar diversos profissionais por meio das redes sociais, como também em plataformas como o GetNinjas ou Habitissimo que conectam você a profissionais que sabem exercer as atividades da obra. 

Compre materiais de qualidade

Imagine a seguinte situação: após a pesquisa de materiais necessários que você fez para a reforma de casa, você vai até a loja de materiais de construção e pede por um produto de uma marca conhecida, porém o vendedor responde que não tem o produto e indica um outro de qualidade inferior. Você compra ou não?

De uma maneira divertida, a Tigre, líder no segmento de materiais de construção,  fazia comerciais com essa linguagem para demonstrar ao público que o produto deles era de qualidade e que ao escolher outra marca de qualidade inferior, você estaria levando um “mico” para casa. 

Por meio do comercial, podemos ter uma noção da importância de se escolher produtos de alta qualidade, principalmente para reformas. Alguns materiais é possível economizar na reforma de casa escolhendo os mais em conta. Mas em materiais que mexem com a estrutura da casa, o ideal é selecionar produtos de melhor qualidade.

Como fazer reforma de casa gastando pouco

Basicamente, para fazer uma reforma barata e mais eficaz, os primeiros parágrafos deste guia são a base para conseguir dar os primeiros passos na reforma de casa. Uma vez que o planejamento da reforma está feito ou em andamento, você terá base para montar os orçamentos da obra e pesquisar por preços e materiais que serão utilizados.

Para fazer uma reforma barata, uma dica é fazer uma reforma de um cômodo por vez – principalmente se você estiver morando na casa enquanto a obra é feita. Reformar um cômodo de cada vez evita bagunça e maior controle dos gastos, uma vez que a atenção estará dedicada. 

O pesadelo na obra de qualquer pessoa que decide começar a reformar a casa é ficar sem dinheiro e precisar abandonar o projeto no meio. O maior problema é ter que viver por tempo indeterminado com a casa inacabada e conviver por meses em um canteiro de obras, até a situação financeira voltar ao normal.

Pequenas modificações para uma reforma de casa mais barata

Para quem deseja reformar a casa gastando pouco, pode ficar tranquilo porque existem diversas maneiras de deixar o lar aconchegante, moderno e diferenciado.

Um ótimo lugar para se extrair boas ideias de decoração barata é acessar alguns conteúdos na rede social Pinterest. O Pinterest é basicamente uma plataforma de descobertas visuais, que muitas pessoas utilizam como forma de se inspirar.

Com pequenas modificações, já é possível conseguir trazer efeitos visuais e decorativos perfeitos para qualquer ambiente da casa. Como: 

  • Adesivar os azulejos da cozinha ou do banheiro, evitando trocar todo o revestimento;
  • Pintar as paredes de uma única cor nova;
  • Envelopar os móveis e eletrodomésticos com adesivos, sendo necessário mão de obra qualificada;
  • Dar um novo visual para a área do box do banheiro e alguns detalhes da cozinha com pastilhas adesivas;
  • Pintar os móveis de madeira, as portas dos armários da cozinha e do guarda-roupa;
  • Fazer pequenas pinturas nos azulejos com tinta própria;
  • Usar a criatividade para montar novos móveis utilizando objetos recicláveis, pallets e blocos de concreto.
  • Investir em luminária ou lustre para algum cômodo que deseje dar mais destaque;
  • Mudar a decoração da casa com novos quadros, tapete, mantas e almofadas;
  • Aplicar papel de parede liso ou texturizado em um dos cômodos da casa;

Essas são algumas sugestões que não exigirão de você grandes investimentos financeiros e de tempo. Alguns, inclusive, podem ser feitos por você mesmo, uma vez que são apenas modificações simples no imóvel, que podem inclusive ser feitas em imóveis alugados.

É possível fazer reforma no imóvel alugado?

Quando se vive em uma casa ou apartamento alugado, é comum sentir vontade de transformar o nosso lar do jeito que desejamos. Normalmente, quem loca a residência tem o direito de efetuar benfeitorias e reformas no apartamento ou casa alugada, contato que tenha permissão do locador. 

É comum que algumas pessoas façam as reformas sem avisar ao locador, podendo causar alguns riscos, como quebrar alguma viga de sustentação, instalação elétrica ou hidráulica. Por mais que o reparo seja mínimo, é importante consultar quem fez a locação. Afinal, se acontecer qualquer tipo de acidente que comprometa a residência, os custos para a obra aumentarão.

Se você precisa reformar a casa ou o apartamento alugado, consulte o locador, explicando os problemas encontrados no imóvel ou quais  benfeitorias você deseja realizar. Além disso, antes da reforma é preciso ter uma cópia da planta ou manual da residência, para não realizar nenhum tipo de ação que possa comprometer a estrutura do prédio e do condomínio. 

Ajustes simples para reforma de apartamento alugado

Para quem deseja mudar o visual do imóvel alugado gastando pouco e dando um toque de sofisticação e personalidade, existem algumas pequenas reformas que podem ser feitas sem alterar a planta da casa. 

Pintar as paredes da casa é geralmente a primeira coisa que vem à mente de muitos quando o assunto é melhorar o visual da casa. Inclusive, algumas pessoas se baseiam na “cor do ano da Pantone” para realizar a pintura de acordo com as tendências do ano. A Pantone é uma empresa considerada como autoridade em cores no mundo todo. Anualmente, a empresa determina qual cor será tendência para os meios de publicidade, de arquitetura, de design de interiores e de moda. 

Se você não deseja pintar a casa, mas quer deixar as paredes mais atrativas, o papel de parede é uma escolha ideal, uma vez que o processo para aplicá-lo é rápido e sem sujeira. No entanto, lembre-se que no momento que você precisar devolver o imóvel, as paredes devem ser devolvidas da mesma forma que você as recebeu.

Quadros demonstram estilo e sofisticação ao local e conseguem transformar uma parede em branco em algo muito mais significativo. Foi-se o tempo em que furar as paredes era mandatório para pendurar um quadro, atualmente você consegue comprar fitas adesivas que suportam o peso do produto, sem fazer nenhum barulho para colocá-lo. 

O que não pode ser feito em um imóvel alugado

Conforme mencionado anteriormente que é preciso pedir autorização ao locador sobre as mudanças que se deseja fazer no imóvel, existem alguns que, geralmente, não são permitidos, como:

  • Derrubar parede;
  • Trocar o piso ou o azulejo;
  • Trocar disjuntores sem conhecer a parte elétrica da casa;
  • Realizar a instalação de gás encanado;

Quanto custa a reforma de casa?

Dependendo do tipo de casa e do projeto, os gastos médios recomendados para projetos de reforma variam. O preço final normalmente depende de quaisquer reparos estruturais ou mecânicos, metragem quadrada, problemas subjacentes, localização e materiais usados.

Dependendo de suas características escolhidas para reformar a casa, as remodelações se enquadram em um dos três tipos de categorias utilizadas por arquitetos: high-end, mid-range e low-end.

  • High-end – São grandes reformas com materiais de design e produtos de alta qualidade;
  • Mid-range – Normalmente, trata-se de reformas para projetos determinados para casas e apartamentos alugados e que utilizam produtos e materiais de médio porte.
  • Low-end – Reformas com pequenas atualizações. Normalmente, as pessoas costumam fazer a própria remodelação no estilo DIY (Faça Você Mesmo), e usam produtos de menor custo.

Não existe um valor determinante que indique quanto você gastará com uma obra. Tudo depende de seu planejamento e orçamento estipulado. No entanto, uma reforma custa de R$ 1.000 a R$ 3.000 segundo cálculo feito por arquitetos em 2019.

Geralmente, gasta-se mais com a parte civil, ou seja, os materiais mais pesados, como pisos, tintas, parte elétrica, hidráulica, entre outros. Os custos para essa parte da obra podem chegar a comprometer 30% do custo total da obra. 

Financiar a reforma

Os custos para uma obra podem ser bem altos, no entanto é possível que você financie a sua obra, de forma parcial ou total. Diversas instituições financeiras possuem programas de empréstimo destinados para a reforma da casa ou do apartamento. 

Há diversos tipos de financiamentos, porém os mais conhecidos são os empréstimos pessoais, Construcard da Caixa Econômica e empréstimo com garantia de imóvel. A vantagem é que algumas modalidades possuem taxas de juros mais baixas, maior espaço de tempo para pagamento. 

Para quem fez o orçamento e planejamento pode incluir os empréstimos para conseguir realizar o sonho da reforma o quanto antes.

Conclusão

Fazer a reforma de casa é o sonho que muitas pessoas têm. Neste guia completo você aprendeu a criar desde o planejamento da sua obra até a execução de todo o processo. 

Os custos finais para a obra podem assustar, mas você pode conseguir ter o orçamento realizando um financiamento para reforma com algumas instituições bancárias, que possuem algumas modalidades de empréstimo para quem deseja colocar em prática a reforma de casa.

Outra opção viável é, se seu imóvel for quitado e próprio, você pode fazer um empréstimo com garantia de imóvel. Com ele você poderá ter maiores chances de realizar o financiamento, pagando por uma taxa de juros menor e com maior tempo para pagamento. 

Aqui na CashMe você conta com um empréstimo para realizar reformas em casa sem se preocupar com o tipo de obra a ser realizada, uma vez que o plano cobre qualquer tipo. Tire hoje mesmo o seu sonho do papel e faça uma simulação com a gente!

Diga nos comentários se este artigo ajudou você a planejar e executar a reforma da casa de maneira fácil. Conhece alguém que está fazendo obras e precisa aprender mais sobre  o tema? Então, compartilhe este artigo em suas redes sociais.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *