Uma debênture trata-se de títulos de dívidas. Em poucas palavras e simples de compreender funciona assim: Você empresta dinheiro para uma determinada empresa e em troca disso, recebe juros em cima do valor emprestado. 

Aqui é importante destacar que se trata de um investimento de renda fixa, então sua rentabilidade é previsível, como por exemplo 4,5% a ano + IPCA. 

Quando você opta por realizar o resgate das debêntures, recebe todo o capital emprestado mais o valor da rentabilidade do período especificado, conforme foi acertado em contrato.

Como Funciona Uma Debênture

Quando ocorre de uma empresa se encontrar com uma necessidade de aumentar seu capital, muitas das vezes ela precisa realizar um empréstimo, portanto, pode realizar emissão de debêntures, ou seja, o empréstimo do valor que você aplicou em seu título.

No Brasil, os debêntures ainda são relativamente novos para os investidores, pois até pouco tempo atrás era necessário ter bastante dinheiro para começar a investir nesse modelo de investimento.  

Hoje, as debêntures estão muito mais acessíveis e definitivamente elas podem ser consideradas como importantes instrumentos para melhorar o desenvolvimento das empresas brasileiras. 

Então, o objetivo geral destes ativos é captar recursos para as empresas, enquanto o investidor recebe rendimentos em cima do valor emprestado.  

Qual a diferença entre debêntures e ações? 

Por mais que as duas opções de investimentos sejam emitidos pelas empresas, existem grandes diferenças entre as debêntures e as ações. 

  • Em primeiro lugar, as debêntures são investimentos de renda fixa. Já as ações são da renda variável. 
  • As duas opções tem como objetivo a captação de recursos para as empresas. Contudo, as ações consistem em parte do capital social delas enquanto as debêntures não.

Em outras palavras, nas ações, ao realizar seus investimentos você pode se tornar sócio da empresa em que está investindo, desta maneira tem direito de receber parte de seus lucros..

Nas debêntures, você apenas empresta o seu dinheiro em troca de uma taxa de rendimento, parece pouco, mas são mais seguras já que elas tendem a ser mais estáveis do que as ações. 

Tipos de Debêntures presentes hoje no Brasil

Por mais que as debêntures estejam incluídas na modalidade de investimentos de renda fixa, elas possuem categorias. Portanto, antes de investir, é fundamental que você conheça essas categorias para para realizar a escolha certa que seja conforme os seus objetivos como investidor.

De maneira geral, existem dois tipos: as simples e as conversíveis.

Debêntures Simples

São conhecidas como “Não-Conversíveis em Ações”. Tratam-se de títulos que não dão direito em converter seu investimento em ações da companhia emissora.

Debêntures Conversíveis

São títulos que oferecem ao investidor a possibilidade de conversão em ações da companhia emissora.

Debêntures Incentivadas

São isentas de Imposto de Renda e IOF. Grande vantagem para quem está investindo, principalmente aquele que deseja aplicar pagando menos taxas.

Isso acontece, pois essas debêntures são emitidas por empresas que possuem projetos de infraestrutura, como aeroportos e estradas, então o governo concede isenção de impostos para as companhias, que, posteriormente, devem repassar aos investidores.

Debêntures Comuns  

As debêntures comuns são exigidas os impostos, porém, possuem incidência de imposto de renda regressivo. Ou seja, quanto tempo o valor estiver aplicado, menos imposto é cobrado. Isso acontece com a maioria de investimentos de renda fixa.

É importante ressaltar que o desconto do IR é apenas sobre a rentabilidade acumulada no período e não sobre todo o valor aplicado. 

Ao entender a diferença entre debêntures incentivadas e comuns, é normal pensar que a incentivada será sempre a melhor por não haver IR, mas lembre-se de que essa lógica não funciona para os investimentos. Isso porque tudo depende da taxa atrelada às debêntures, exatamente por isso é essencial realizar uma análise antes de investir. 

Antes de tomar uma decisão, é preciso que você avalie o rendimento que as debêntures podem oferecer. Praticamente existem três opções: prefixado, pós-fixado e híbrido. 

Prefixadas no qual você já sabe logo de início sua rentabilidade até a data de vencimento. Se trata de um rendimento que é fixo e se manterá a mesma taxa de rentabilização até a data de vencimento. Ex: 10% ao ano.

Este método é bastante recomendado quando ocorre uma tendência de queda nas taxas de juros no futuro e para investidores de perfil conservador já que se trata de um investimento com baixo risco.

Aplicações para taxas prefixadas:

  • CDB
  • LC
  • Tesouro Direto Prefixado

Pós-fixadas onde não é possível saber o valor de rentabilidade do investimento, apenas como realizar seu cálculo. Normalmente este método se encaixa ao indexador da economia como por exemplo o CDI e Taxa Selic o qual seu rendimento é baseado em um percentual.

Portanto, se esse percentual subir, a rentabilidade também sobe, se ocorre o contrário a rentabilidade cai.

Esse modelo de investimento é indicado para pessoas que possuem objetivos de curto, médio ou longo prazo, sendo esses comprar um carro novo, adquirir a casa própria ou pagar os estudos dos filhos.

Aplicações para taxas pós-fixadas:

  • Tesouro Direto Selic
  • CDB
  • LCA
  • LC
  • LCI

Híbrida: Neste caso o investimento é constituído por duas partes: uma delas sendo fixa e a outra variável. Geralmente os indexadores são baseados na inflação, portanto, existe uma variação com o decorrer do tempo.

Um dos fatores que mais atraem investidores nos investimentos híbridos é que sempre a remuneração é acima da inflação, e este método é indicado para investidores que possuem receio de perder seu poder de compra no futuro.

Aplicações para taxas Híbridas:

  • Tesouro Direto IPCA+
  • LCI
  • LCA
  • LC
  • CDB
  • CRA
  • CRI
  • Debêntures

Enfim, Um dos principais motivos pelo qual os brasileiros não investem é porque acreditam de verdade na ideia de que somente ricos podem investir e de que é preciso sorte (é mentira).

É preciso que conheça seu perfil e crie metas para curto, médio e longo prazo.

Defina qual o investimento que mais se enquadra em seu perfil e inicie seus investimentos. 

Não tem dinheiro para investir?

Conheça o Home Equity da Cashme. Trata-se de fazermos um empréstimo para você com a sua casa como garantia.

Mas, calma aí… Isto não significa que iremos tomar o seu bem, muito pelo o contrário.

Através deste método, podemos oferecer a você as melhores taxas disponíveis no mercado. Por utilizar da casa como garantia, também podemos fazer aprovações de maneira mais rápida, sendo este prazo de até, no máximo, 7 dias.

Faça uma simulação e contate nossos consultores, essa é a sua chance de aumentar seu patrimônio através de bons investimentos.