Como financiar a reforma do seu imóvel sem se endividar?

Como financiar a reforma do seu imóvel sem se endividar?
ícone de calendario

Atualizado:
12/08/2020

ícone de calendario

Publicado:
18/11/2019

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Ainda que pareça controverso, é possível financiar a reforma do seu imóvel sem se endividar. Por mais que o financiamento trate-se de uma dívida, este lhe permitirá evitar outras.

Reformar a nossa casa nem sempre é uma tarefa simples. Ao depender do tamanho do serviço que será realizado no local, o custo da mão de obra e dos materiais necessários podem ser bem altos.

Para ajudar ao caro leitor nesta etapa de sua vida, no artigo de hoje, apresentaremos formas de financiar reforma dentro da sua propriedade enquanto evita as diversas dívidas comuns deste processo.

Aproveite e boa leitura!

Financiar reforma demanda atenção

Independente do tipo de serviço que será necessário ser realizado no local, um fato é que uma obra pode vir a ser muito custosa para nossos bolsos. Isto acaba ocasionando em desistência ou pior, em processos que não serão finalizados.

Entretanto, existem meios para que você possa fugir das grandes e pesadas dívidas que estão prestes a surgir dentro deste processo. Utilizando destes, será possível evitar gastos enormes com seu cartão de crédito ou do recurso monetário acumulado ao longo dos anos.

Lembrando que estas apenas lhe permitiram evitar as dívidas. O valor da reforma ainda se manterá o mesmo. A única diferença é que o cenário da obra não lhe será mais causa de temor.

Logo, estes são os meios para financiar a reforma do imóvel sem se endividar:

Primeira dica para se financiar reforma – Realize o orçamento

Outra dica para financiar reforma do imóvel sem se endividar, é que antes de iniciar o processo de reconstrução em sua propriedade, faça uma busca dentro do mercado comercial e peça para que um profissional da área possa fazer uma visitação ao local.

Este será capaz de fornecer a você o preço de seu trabalho, realizando o orçamento que ele imagina ser o mais adequado para o seu caso. Junte alguns orçamentos e faça uma média para se ter uma base do cenário atual do mercado.

Ainda que este tipo de serviço seja realizado por pessoas distintas e estas possam fazer propostas diferentes, é possível estabelecer um padrão entre estas, permitindo que você possua parâmetros de comparação caso solicite por mais visitas.

Segunda dica para se financiar reforma – Defina um limite

Uma vez que a média de orçamento tenha sido traçada e você possua de algum parâmetro para se basear ao invés de estar totalmente cego e leigo em relação a obra, é interessante definir um teto para os custos informados.

Isto evita com que o dono acaba por gastar um valor excedente ao necessário para que a obra possa ser concluída, uma vez que, ao estabelecer este limite, será de bom tom do mesmo respeitá-lo e fazer seus cálculos em volta deste valor.

Vale também dizer que este teto será definido de acordo com a situação em que o proprietário em questão se encontrar. Para os solteiros, o processo é mais simples, uma vez que tudo é definido por este. Já para os casais, é necessário conversar previamente à tomada de decisão.

Terceira dica para se financiar reforma – Identifique as prioridades

Com o orçamento em mãos e uma noção básica de quanto pode custar um determinado serviço na área deseja, defina pontos críticos que você precisa que sejam consertados.

Assim, será possível se economizar com a reforma, visto que, agora, a opção de contratar alguém para realizar um trabalho apenas no local definido importante pelo proprietário está aberta.

Ao definir áreas críticas, como somente um cômodo, ou partes do mesmo, é possível economizar em material, recurso financeiro e tempo de serviço em que a pessoa responsabilizada por este deverá desempenhar seu papel.

Isto também lhe permite trabalhar com riscos calculados, visto que qualquer imprevisto que possa vir a acontecer dentro o período de obra, lhe será possível disponibilizar o dinheiro para a resolução deste.

Quarta dica para se financiar reforma – Faça comparativos

Para cada nova solicitação de visita, faça comparativos entre os atendimentos e as informações prestadas por cada um dos atuantes do ramo. Como dito anteriormente, o valor de obras é variável de acordo com aquele que irá realizá-la.

Em casos de empreiteiras, o preço, apesar de maior, é mais constante, procurando sempre se manter as boas práticas de mercado. Já para os pedreiro sem afiliação a empresas, o custo será definido pelo próprio.

Não é necessário que você aceite a oferta logo de cara. A obra é um processo demorado que deve permanecer minucioso em todas as suas etapas. Realize buscas e compare diversos preços para saber qual se encaixa melhor em seu bolso

Como financiar reforma pode ser atraente?

Uma vez que todos os tópicos acima sejam realizados de maneira efetiva, ao procurar um financiamento para investir em sua residência, tenha garantia que este valor seja o suficiente para cobrir todos os gastos, evitando quaisquer dívidas futuras.

Ainda que este fato pareça óbvio, diversas pessoas o confundem e fazer o cálculo apenas da reforma. Ao realizar um financiamento, o crédito que deve ser pedido deve cobrir não apenas esta, mas todo o custo que a mesma possa ter.

Para aqueles que planejam investir em imóveis, a CashMe oferece diversos pacotes de crédito com preços interessantes e baixas taxas, garantindo que o valor irá caber em seu bolso! Com a CashMe, você vai mais longe! Procure um empréstimo para negativado se for necessário.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *