Leilão de imóvel é uma alternativa muito atraente para aqueles que buscam por adquirir um bem por um preço mais acessível. Este pode oferecer diversos tipos de bens interessantes para seus compradores.

Fora os preços interessantes que estes podem ter, suas localidades também podem ser favoráveis a pontos comerciais. Os mais visionários podem usar esta oportunidade até mesmo para criar um negócio de aluguel.

Neste artigo de hoje apresentaremos para você, caro leitor, como funciona um leilão de imóveis e como este pode ser interessante para seus compradores. Oportunidades promissoras lhe aguardam.

Aproveite e boa leitura!

Leilão de imóvel

Existem diversos motivos que levam um imóvel a ser leiloado. Penhora é um dos motivos mais comuns para que uma propriedade acabe neste estado e, como a credora proprietária do imóvel almeja conseguir um retorno financeiro em cima de um antigo prejuízo.

Assim, os preços de imóveis que acabam parando em leilões podem se tornar bem melhores em relação ao mercado, uma vez que acabam por ser mais baratos.

Ao se adquirir um imóvel por leilão, antes, não era possível que este valor fosse parcelado. Entretanto, após 2016, imóveis leiloados passaram a também aceitar parcelas para que o interessado pague em até 30 meses.

Para que o método de parcelamento seja efetuado, aquele que adquiriu o imóvel deve entrar com, no mínimo, 25% do valor total do bem, além de outros procedimentos legais exigidos. Para obter uma melhor orientação sobre esta modalidade de pagamento, o melhor é procurar um advogado para lhe auxiliar sobre o caso.

Prazo edital

O prazo de edital vai variar a depender da lei vigente sobre o imóvel.

Para propriedades que passam por processos jurídicos, é necessário que seja aguardado o aval do juiz para que a propriedade seja em colocada para venda. Este processo pode variar muito de caso para caso, onde alguns podem ser liberados em 8 dias e outros podem levar meses ou anos ainda para serem liberados.

Verificar o prazo edital referente ao imóvel cobiçado é uma necessidade para os interessados, visto que você pode adquirir imóveis tão interessantes quantos em oportunidades já existentes.

Procedimento judicial do leilão de imóvel

Assim como em outros leilões, o leiloeira é quem faz a oferta pública inicial, porém, neste caso, cada oferta não feita através do valor, mas sim pelo edital de cada imóvel que será leiloado.

No edital é informado os valores de lance mínimo, assim como o horário e a data da primeira e segunda praça. Na primeira praça é informada o valor da avaliação do imóvel e, caso este não encontre, procura na primeira, na segunda este valor será reajustado para 50% da avaliação.

O juiz ainda poderá influenciar no valor do imóvel, definindo um preço mínimo para o bem caso queira. Este valor não pode ser abaixo dos 50% da avaliação e, se esta situação ocorre, o preço será dado como vil e o leilão acabará por ser anulado.

Havendo incapacidade do envolvido no processo de alienação judicial, o valor mínimo do imóvel será definido para 80% em cima da avaliação previamente realizada.

Caso na segunda praça também não tenha interessados, em um futuro é possível se pedir um leilão novamente no futuro. A avaliação é realizada durante o próprio processo por um perito definido pelo próprio juiz, ou ainda, por um oficial de justiça.

É seguro comprar um imóvel por leilão?

É de extrema importância para a sua segurança fazer uma diligência prévia antes de adquirir um imóvel leiloado. Este documento servirá para que o comprador seja reconhecido ao realizar a compra da propriedade em questão.

O que pode soar meio confuso, depender de um documento ao se adquirir algo, se mostra muito necessário para que as dívidas que acompanharão junto ao imóvel possam ser associadas a alguém. Além disso, está evita situações de anulação posterior ao leilão, onde o arrematante ficaria com seu dinheiro preso até que esta fosse resolvida.

Uma vez que o interessado faça a diligência, ele se previne de tais riscos, podendo adquirir o bem de seu gosto sem quaisquer futuras dores de cabeça.

Importante também dizer que é necessário avaliar o mercado antes de adquirir uma propriedade em um leilão de imóvel. Evite pagar valores excedentes ao que este realmente vale, uma vez que este não terá um teto em relação a seu preço.

Fazendo de antemão estes estudos prévios é possível se adquirir um imóvel leiloado de maneira segura e tranquila, assim como qualquer outro produto no mercado. Além de que você ainda possuirá o benefício de acompanhar o passo a passo do processo do juizado em relação a propriedade adquirida e quando o depósito do dinheiro será realizado ao juízo.

Assim, uma vez que seja emitida a carta de arrematação da propriedade, você será proprietário de um bem totalmente regularizado e em perfeito estado jurídico irretratável.

O que fazer após conseguir um imóvel leiloado

Assim que todos os documentos oficiais sejam emitidos, oficializando sua arrematação do local, existem algumas tarefas a serem cumpridas. Se iniciando por averiguar se a matrícula do imóvel está devidamente atualizada com seu nome no Cartório de Registro de Imóvel responsável pela propriedade.

Caso seu mais novo bem esteja ocupado, será necessário entrar com uma liminar junto a um advogado para que possa solicitar uma ordem judicial pedindo o despejo das pessoas no local. Este se trata de um processo novo e será melhor introduzido a você pelo especialista.

Uma vez que todos os documentos tenham sido emitidos e registrem sua total posse do bem, incluindo no cartório, será possível que este possa ser alterado, alugado ou vendido.

Leilão de imóvel é uma chance de se investir

Apesar de se tratar de um processo extremamente burocrático, o leilão de imóvel acaba por ser uma saída muito viável para aqueles que desejam investir em imóveis, seja para alugar ou para criar algum tipo de comércio local.

Apenas atente-se aos detalhes citados durante o artigo para que você efetue a compra de maneira segura e tranquila.

E, para aqueles que planejam transformar o local em um negócio, aqui na CashMe oferecemos os melhores pacotes de empréstimos do mercado para que você inicie na vida empreendedora com segurança! Com a CashMe, tudo é possível!

Caso tenha gostado do artigo, compartilhe este nas redes!

Confira também:

Valor venal de um imóvel, o que é e como é calculado. Saiba agora

Hipoteca de imóvel: entenda os principais detalhes sobre o assunto   

Crédito para reforma de imóvel: os cuidados a serem observados

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.