21 de abril é feriado de que? Saiba o que é celebrado neste dia

21 de abril é feriado de que? Saiba o que é celebrado neste dia
ícone de calendario

Atualizado:
09/06/2021

ícone de calendario

Publicado:
16/04/2021

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


Sim, 21 de Abril é feriado desde 1965, pois é o Dia de Tiradentes no Brasil pela Lei Nº 4.897. A data remete ao dia da morte do mineiro Joaquim José da Silva Xavier, que ocorreu em 21 de abril de 1792. Considerado um herói nacional, mártir e Patrono da Nação Brasileira, a data se tornou feriado nacional em sua homenagem.

Além disso, com o objetivo de enfatizar a importância dessa figura multifacetada no desenvolvimento da história do Brasil, a data faz referência ao dia de sua morte, quando Tiradentes foi enforcado e esquartejado em 21 de abril de 1792.

Entretanto, além de saber a razão dessa data ser feriado, é importante entender quem foi Tiradentes, qual foi seu papel na história do Brasil e porque ele foi morto brutalmente.

Para ajudá-lo, separamos tudo o que você precisa sobre essa figura brasileira e também sobre o feriado.

Quem foi Tiradentes

Sabe-se que “Tiradentes” era o apelido de Joaquim José da Silva Xavier, um alferes, cargo militar da época colonial, que também exerceu a profissão de dentista. 

Além disso, Tiradentes também participou ativamente de um dos principais movimentos de contestação do poder que a Coroa Portuguesa exercia sobre o Brasil Colônia: a Inconfidência Mineira. 

Evidentemente, o dia da morte de Tiradentes por muito tempo foi compreendido como o dia em que um rebelde foi morto, como típico exemplo de retaliação absolutista. 

Entretanto, após a Independência do Brasil e, principalmente, após a Proclamação da República, época em que o país já desvinculavasse de Portugal, procurava construir sua identidade nacional, a imagem de Tiradentes começou a ser recuperada e louvada como um dos heróis da nação e como um dos que lutaram até a morte pela liberdade.

Um exemplo da importância de Tiradentes para o Brasil é o seu monumento na cidade de Ouro Preto, Minas Gerais. Outro exemplo, o mais notório, foi a confecção, por parte do pintor Pedro Américo, do quadro “Tiradentes Esquartejado” feito em 1893, época em que a República, recém-instituída, procurava os mártires e os patronos da “nação brasileira”. 

O Tiradentes de Pedro Américo traduz a imagem idealizada do martírio, que se aproxima do martírio de Cristo.Essa visão republicana de Tiradentes permaneceu no imaginário popular dos brasileiros.

Por isso, em 1965, durante a primeira fase do regime militar no Brasil, o marechal Castelo Branco, então presidente da República, contribuiu para o reforço dessa imagem de Tiradentes, sancionando a Lei Nº 4. 897, de 9 de dezembro, que instituía o dia 21 de abril como feriado nacional e Tiradentes como, oficialmente, o Patrono da Nação Brasileira.

Cobrança de impostos da Coroa Portuguesa

O posto militar de Tiradentes lhe permitiu ter algumas posses, como terras e escravos, além de transitar entre as principais lideranças políticas e intelectuais da Capitania de Minas, à época insatisfeitas com a arbitrariedade da Coroa portuguesa. 

O ponto mais discutido com relação a essa arbitrariedade era a questão da cobrança de impostos sobre o outro extraído em Minas Gerais. À coroa os mineiros tinham de repassar o chamado quinto, isto é, cerca de 20% do que era produzido. A partir da década de 1760, a produção aurífera regrediu na Capitania de Minas, mas o quinto continuou sendo cobrado na mesma proporção.

Dada a escassez de ouro, a cobrança do quinto não satisfazia mais as necessidades dos lusitanos. Por isso, como solução a esse problema, a Corte Portuguesa autorizou os governadores da Capitania de Minas a cobrar a derrama, como uma forma de imposto para compensar o déficit do quinto. 

Caso o saldo do quinto não fosse suficiente, cobrava-se o restante deficitário com tributos sobre outras posses que os mineiros tivessem. Dessa forma, qualquer bem estava sujeito à imposição da derrama.

Inconfidência Mineira

A Inconfidência Mineira foi um movimento de cunho separatista e libertário, também chamado de “Conjuração Mineira”, e buscava a emancipação da capitania de Minas Gerais em relação a Portugal.

Durante o século XVIII, os portugueses voltaram sua atenção para a região de Minas Gerais, na medida em que foram encontradas diversas minas de ouro e diamantes no local. Razão do nome concedido ao estado.

Minas Gerais tornou-se o grande atrativo para exploradores e conquistadores que se estabeleceram no local para tentar fortuna.

Dessa forma, a extração de ouro tornou-se a principal atividade econômica da Coroa Portuguesa durante o século XVII e XVIII. Além de explorar as minas, trabalhadores e escravos, cobravam-se altos impostos da colônia como o quinto, a derrama e capitação.

Grande parte do ouro explorado era enviado para a Europa com a finalidade de enriquecer a Coroa. Os impostos abusivos deixavam a elite e a população cada vez mais descontentes com esta situação.

Esse movimento articulou-se entre os anos de 1788 e 1789 e foi permeado por ideias provindas do Iluminismo, que se alastrou pela Europa na segunda metade do século XVIII.

Os inconfidentes de Minas Gerais, como ficaram conhecidos, era o grupo que buscava pela liberdade, emancipação e independência com relação à Coroa Portuguesa, à época governada pela rainha D. Maria, conhecida como “a louca”.

Com exceção de poucos, os inconfidentes eram formados pela elite cultural e social daquela região, como era o caso do poeta Tomás Antônio Gonzaga, ocupavam postos militares ou exerciam profissões liberais, como era o caso do referido Tiradentes.

A prisão e a morte de Tiradentes

Como mostramos acima, em 1788, Tiradentes envolveu-se no movimento revolucionário da Inconfidência Mineira contra a Coroa Portuguesa em busca de liberdade, emancipação e independência. 

Entretanto, em 10 de maio de 1789, Tiradentes e outros inconfidentes foram presos no Rio de Janeiro, quando tentavam captar apoio para sua causa. O processo estabelecido contra eles e os subsequentes julgamentos e sentenças só terminaram em 1792, no dia 18 de abril. 

Ao fim do processo, os principais líderes receberam a pena do banimento, isto é, foram expulsos do país. Tiradentes foi o único do grupo dos Inconfidentes a ser condenado à forca.

No dia 21 de Abril de 1792, na praça da Lampadosa (Rio de Janeiro), Tiradentes foi enforcado e depois esquartejado ao som de discursos que louvavam a rainha de Portugal. Após a condenação, sua cabeça foi exibida na praça principal da cidade de Ouro Preto.

Conclusão

Agora que você compreendeu que 21 de Abril é feriado e o motivo da data ser ser um marco importante para o país, pode fazer mais sentido celebrar este dia.

Como vimos, Tiradentes foi um dos inconfidentes que lutou por liberdade, independência e emancipação contra a Coroa Portuguesa, se tornando um herói nacional por morrer lutando por direitos.

Se você conhece mais alguém que não sabe porque o dia 21 de Abril é feriado, compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais para que outras pessoas possam conhecer a história de Tiradentes!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.