22 de Agosto Dia do Folclore: homenagem a nossa cultura

22 de Agosto Dia do Folclore: homenagem a nossa cultura
ícone de calendario

Atualizado:
31/01/2022

ícone de calendario

Publicado:
20/08/2021

ícone de relógio

Leitura de
4 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe


No dia 22 de agosto é comemorado o Dia do Folclore, uma importante data para dar continuidade às tradições brasileiras e preservar a identidade cultural e social do país.

A data passou a ser celebrada a partir de 1965, graças ao Decreto nº 56.747, e desde então, são realizadas diversas atividades para homenagear a cultura do Brasil.

Continue lendo o artigo a seguir para saber mais sobre o Dia do Folclore! 

Origem do Dia do Folclore

O Dia do Folclore no Brasil foi instituído oficialmente no dia 17 de agosto de 1965, por meio do Decreto nº 56.747, sancionado pelo então presidente militar Humberto de Alencar Castello Branco.

No decreto, menciona-se a importância dos estudos do folclore brasileiro, no seu âmbito antropológico, social e artístico, além de ser uma forma de divulgar a cultura popular do país.

A escolha da data, 22 de agosto, é referente a palavra “folk-lore”, que foi usada pela primeira vez no ano de 1846, e é celebrada internacionalmente. 

O que é folclore?

Foi no dia 22 de agosto de 1846 que o escritor e pesquisador inglês William John Thoms utilizou o termo “folklore” pela primeira vez ao publicar um artigo no periódico inglês The Athenaeum. Ele uniu as palavras folk (que significa povo, popular) e lore (que significa conhecimento, saber). Assim, a palavra se traduz, segundo seu criador, em “saber tradicional de um povo”.

No artigo publicado, Thoms ainda se estendeu sobre o termo, mencionando que o folclore tem como estudos festas típicas, comidas, lendas, costumes, contos e canções, artesanato, danças, religiosidade popular e superstições dos tempos antigos.

Folclore no Brasil

Em relação ao folclore e a cultura popular brasileira, o país apresenta tradições ricas e diversas, devido à miscigenação principalmente dos povos indígenas, portugueses e africanos.

O folclore no Brasil ganhou mais força no começo do século XX, com a Semana da Arte Moderna, realizada em 1922. Diversos autores apresentaram obras inspiradas nas tradições do país.

Na década de 1940, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) recomendou o estudo e preservação do folclore nacional. Isso resultou na criação da Comissão Nacional de Folclore, em 1947. 

Do dia 22 a 31 de agosto de 1951, foi realizado no Rio de Janeiro  o I Congresso Brasileiro de Folclore, para ser debatido o que deveria ser considerado parte do folclore nacional. Foi durante esse congresso que também foi criado a Carta do Folclore Brasileiro, em que traz a definição do termo e uma série de recomendações para a divulgação e preservação do folclore brasileiro. 

A carta foi revisada posteriormente no VIII Congresso Brasileiro de Folclore, realizado em 1995, em Salvador, que definiu o folclore como um “conjunto das criações culturais de uma comunidade, baseado nas suas tradições expressas individual ou coletivamente, representativo de sua identidade social.”

Os artigos 215 e 216 da Constituição Federal de 1988 também garantem a promoção e proteção das culturas populares brasileiras.

Como homenagear a cultura brasileira

O dia do Folclore é muito celebrado no ensino escolar. Estudantes espalhados pelo país realizam diversas atividades para aprender mais sobre as culturas e tradições e também para valorizar o folclore brasileiro.

Confira as principais atividades:

  • Ler lendas folclóricas ou transformá-las em uma peça de teatro;
  • Apresentar danças e canções temáticas;
  • Preparar pratos típicos brasileiros;
  • Chamar indígenas para conversar com os jovens sobre a importância de preservar os povos e também mostrar um pouco da cultura;
  • Fazer algum tipo de artesanato que representa as regiões brasileiras;
  • Estudar a história do folclore;
  • Reescrever um conto folclórico;
  • Desenhar e pintar personagens das lendas brasileiras;
  • Criar fantasias folclóricas;
  • Recitar ditados populares;
  • Trazer brinquedos da época, como bolinhas de gude, pião e pipa. Além de realizar jogos populares, como amarelinha, esconde-esconde, pega-pega, gato-mia, cabra-cega, passar o anel, cabo de guerra, entre outros.

Tradições de cada região do Brasil

Como mencionamos, o país possui uma imensa diversidade cultural, que pode ser observada nas 5 regiões. Listamos algumas:

Região Sul

Lendas: Negrinho do Pastoreio, Saci-Pererê, Curupira.

Festas, danças e Manifestações populares: Festa da Uva, Festa da Cerveja (Oktoberfest), fandango, festa de Nossa Senhora dos Navegantes, dança de fitas. 

Pratos e bebidas típicas: churrasco, arroz carreteiro, bebida chimarrão, vinho e suco de uva. 

Região Sudeste

Lendas: Curupira, Lobisomem, Mula-sem-cabeça, Saci-Pererê.

Festas, danças e Manifestações populares: Cavalhadas, Carnaval, Festa do Divino, Festa de São João.

Pratos e bebidas típicas: Tutu de feijão, feijoada, feijão tropeiro, virado à paulista, cuscuz, mandioca, pão de queijo.

Região Centro-Oeste

Lendas: Romãozinho, Saci-Pererê, Lobisomem, Bicho-papão, Cuca.  

Festas, danças e Manifestações populares: Cavalhada, touradas, Procissão do Fogaréu, Festival Cururu e Siriri.

Pratos e bebidas típicas: arroz carreteiro, peixes, bebida tereré.

Região Nordeste

Lendas: Cuca, Saci-Pererê, Lobisomem, Mula-sem-cabeça, Bicho-papão.

Festas, danças e Manifestações populares: Carnaval, Festa de São João, Festa de Iemanjá, frevo, bumba-meu-boi, maracatu, capoeira.

Pratos e bebidas típicas: Carne de sol, peixes, frutos do mar, acarajé, vatapá, canjica, arroz-doce, bolo de fubá, pamonha, cocada, tapioca, pé de moleque.

Região Norte

Lendas: Boto cor-de-rosa, Iara, Vitória-Régia, Uirapuru, Curupira, Saci-Pererê.

Festas, danças e Manifestações populares: Círio de Nazaré, Festival de Parintins (Boi-Bumbá), festas indígenas.

Pratos e bebidas típicas: Carne de sol, tucupi (caldo da mandioca cozida), jambu (um tipo de erva).

Conclusão

O folclore é um conjunto de tradições, lendas e crenças de uma nação, e que pode ser visto por meio de histórias, danças, cantigas de roda, comidas, brincadeiras, festas e artesanato.

Graças ao folclore, tradições e manifestações populares são preservadas e passadas de geração a geração. Por isso, o Dia do Folclore é de suma importância para conservar a identidade social e cultural do povo brasileiro. 

Conhece alguém que gostaria de saber mais sobre o Dia do Folclore? Então compartilhe nas suas redes sociais!


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

Faça seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A CashMe utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho deste site, para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.