Para qualquer investidor, este é um termo muito comum. Ainda que seja um iniciante, provavelmente, em algum artigo ou outra fonte de informação que tenha lido ou escutado, você já deve ter ouvido falar sobre o fundo garantidor de crédito.

Quando investimentos incluem estes, seus riscos caem muito, tornando-se a segurança dos acionistas mais conservadores. Logo, opções que o incluam acabam se sobressaindo entre muitos.

Por conta disso, no artigo de hoje, apresentaremos para você, nosso caro leitor, o que é e qual a importância do fundo garantidor de crédito, sanando algumas dúvidas que possa ter em relação ao mesmo.

Aproveite e boa leitura!

O que é Fundo Garantidor de Crédito?

Para aqueles que nunca ouviram falar, o Fundo Garantidor de Crédito trata-se de um fundo que tem o intuito de proteger o investidores e correntistas do risco de falência das instituições, oferecendo maior robustez ao sistema como um todo.

Este acaba sendo um recurso muito procurado por grande parte dos investidores, principalmente aqueles que estão a iniciar nesta carreira, uma vez que o mesmo oferece uma ótima segurança.

O único problema deste é que o mesmo é atrelado a apenas investimentos de pouco rendimento. Quando comparado com os mais rentáveis, qualquer título que possua de um FGC acaba perdendo muito quando falamos de lucro.

Claro que, como sua vantagem, a segurança é um diferencial enorme, visto que, graças a este, caso a entidade que tenha feito a emissão do título venha a fechar o comprador do mesmo não sofrerá danos, recebendo o valor integral daquilo que fora colocado no ato da aplicação.

Quais instituições contribuem para o Fundo Garantidor de Crédito?

Para que o FGC possa ser gerado, algumas instituições financeiras de nosso país contribuem para que este possa existir e ser ampliado. Algumas dessas são:

  • Caixa Econômica Federal;
  • Bancos múltiplos;
  • Sociedades de crédito;
  • Bancos comerciais;
  • Bancos de desenvolvimento;
  • Entre outros;

Cada uma destas instituições contribuem mensalmente com um pequeno percentual calculado sobre os valores das contas que possuem créditos protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito.

Qual a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito?

Em 2018, a cobertura total do FGC era de R$ 1 milhão por investidor, que poderia usar da mesma pelo período de quatro anos. Vale dizer também que a mesma não poderá ser dedicada a somente uma única empresa. Para cada instituição, o limite de uso é de R$ 250 mil por instituição.

O teto de R$ 1 milhão para cada acionista é atrelado ao CPF ou CNPJ deste, onde será restabelecido após 4 anos. Logo, se neste período, o dono da ação vier a perder mais dinheiro e no seu fundo já não constar mais recursos, não terá como reaver o que foi colocado.

A contagem deste período apenas será iniciada na data de liquidação ou intervenção em instituição financeira em que o investidor detenha o valor que lhe é garantido pelo FGC. Também permanecerá inalterado o limite de R$ 250 mil por CPF ou CNPJ por conglomerado financeiro.

Se eu não residir no Brasil, ainda terei direito ao Fundo Garantidor de Crédito?

Aos investidores que não moram no país, mas que mantêm recursos aplicados no neste também possuíram o direito à cobertura pelo FGC. Depósitos, empréstimos e demais recursos captados ou levantados no exterior não serão cobertos por este.

O principal foco de público que o Fundo Garantidor de Crédito possui é o do pequeno e médio investidor, uma vez que tal proteção não será ilimitado. Desta forma, teremos uma maior segurança para investir em ativos que apresentam rendimentos maiores que a poupança e que vão lhe incentivar a continuar sua jornada até se tornar um acionista de sucesso!

Caso eu queira ter uma conta com mais titulares, como funcionará o Fundo Garantidor de Crédito?

Este tem diferentes meios de abordagem ao depender da quantidade de pessoas que será colocadas de maneira conjunta. Estes são:

Conta conjunta com 2 titulares:

  • AB = saldo de R$ 280.000,00
  • Valor garantido pelo FGC: R$ 250.000,00/ 2, o que resultará em R$ 125.000,00 para cada um.

Conta conjunta com 3 titulares:

  • AB = saldo de R$ 280.000,00
  • Valor garantido pelo FGC: R$ 250.000,00/ 3, o que resultará em R$ 83.333,00 para cada um.

Conta conjunta com 4 titulares:

  • AB = saldo de R$ 280.000,00
  • Valor garantido pelo FGC: R$ 250.000,00/ 4, o que resultará em R$ 62.500,00 para cada um.

Apesar de simples, é sempre bom estar ciente sobre a divisão e como a mesma ocorre, para evitar adversidades com aqueles que entraram no investimento em conjunto.

Fundo Garantidor de crédito será a sua garantia

Muitos tem medo de investir por culpa dos riscos. Com o FGC, você pode ganhar a experiência necessária e aprender quais oportunidades serão as mais rentáveis para você!

E para lhe ajudar nesta caminhada, aqui na CashMe oferecemos para você a oportunidade perfeita para começar a mudar sua vida. Conosco, você vai mais longe!

Veja também:

Pefin e Refin: compreenda as diferenças

Entenda o que significa Pefin

Comprar casa sem entrada: é possível fazer isso?

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixa a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram

endImage

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50). Empresa do Grupo Cyrela

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 120 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 15 anos (180 meses) com LTV de 43,3% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.685,09, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,04% ao ano.”””


O cashme.com.br (“Website”) é pertencente e operado pela Cyrela Brazil Realty Empreendimentos e Participações (“CashMe”), uma sociedade anônima registrada sob o CNPJ/MF 73.178.600/0001-18

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.