ícone de calendario

Atualizado:
15/06/2020

ícone de calendario

Publicado:
03/02/2020

ícone de relógio

Leitura de
8 min

ícone de conversa

Comentarios
0

Redação CashMe

Redação CashMe
Editor


Você tem vontade de revender produtos, mas não sabe se esse é o melhor caminho para criar um grande negócio? Então, não deixe de ler o post de hoje. Ao longo do texto, vamos apresentar as melhores técnicas para revender, garantindo resultados lucrativos.

Portanto, não importa se você estiver querendo investir no ramo de maquiagem, bebidas, roupas ou qualquer outro setor, o conteúdo engloba é direcionado a todos. Siga acompanhando.

Por que revender produtos?

Podemos citar diversas razões para você investir na revenda de produtos, porém aqui vamos citar as duas principais.

A primeira é a facilidade de criar um negócio do zero. Afinal de contas, você não precisa produzir nada, apenas comercializar mercadorias criadas por outras empresas. Isso economiza dinheiro e tempo de processos.

A segunda vantagem está relacionada com a lucratividade, pois com um custo reduzido é possível alcançar bons resultados de fluxo de caixa.

Contudo, para conquistar esses benefícios, você precisa saber trabalhar com vendas e colocar em prática técnicas voltadas para o processo de revenda. Do contrário, os prejuízos podem aparecer rapidamente e seu negócio chegar ao fim ao invés de tornar-se promissor.

Melhores técnicas para revender

Nos tópicos abaixo, você confere 12 técnicas para revender produtos de forma eficiente. Todas elas são simples de serem postas em prática, porém fazem uma grande diferença na lucratividade e no crescimento do seu negócio. Sendo assim, fique atento a cada uma das estratégias listadas e aplique-as em seu cotidiano.

1. Analise o público que deseja atingir

Antes de escolher qual produto você deseja comercializar, observe o público que pretende atingir. Isto é essencial para saber se vale a pena ou não investir em determinada mercadoria. Afinal de contas, cada grupo de pessoas possui desejos e necessidades específicas.

Sendo assim, analise o perfil do seu futuro consumidor e o tipo de produto que ele busca. Ao mesmo tempo, observe o mercado: o que já está sendo ofertado para essas pessoas? Como será possível se diferenciar da concorrência. Tudo isso é importante para o sucesso do negócio.

2. Escolha o produto com o qual trabalhar

Depois de definir seu público-alvo, escolha o produto que vai revender. O importante, antes de tudo, é optar por mercadorias com as quais você tenha afinidade. Assim, todo o processo de vendas será mais produtivo.

Outro fator a se observar é o preço de revenda dos itens. Será que seu público estará disposto a pagar um valor mais alto pela compra? Essa é uma pergunta que precisa ser bastante analisada para evitar problemas futuros.

Por fim, deve-se levar em conta a marca do produto com o qual você irá trabalhar. O ideal é buscar marcas reconhecidas no mercado ou que estejam com um bom índice de crescimento de público. Assim, fica mais fácil construir a sua clientela  e obter lucros rapidamente.

3. Informe-se ao máximo sobre a mercadoria escolhida

Quando você está vendendo um produto é essencial saber tudo ou praticamente tudo sobre ele. Afinal de contas, é preciso esclarecer possíveis dúvidas do consumidor e ressaltar os benefícios da mercadoria. Além do mais, é necessário e entender os riscos ou defeitos que ela pode apresentar e saber o que fazer nesses casos.

Portanto, informe-se com o criador do produto sobre cada detalhe que achar necessário. Pergunte sobre a composição do material, o modo de fabricação, a história de desenvolvimento daquele item etc.

4. Utilize o produto que estiver revendendo

Quer propaganda melhor para os seus consumidores do que eles verem você utilizando os produtos que está revendendo. Isso é uma importante estratégia de marketing, mas que não é levada a sério por muitas pessoas.

Assim, elas investem muito dinheiro em propaganda e ações para atrair clientes, porém esquecem de mostrar que confiam na mercadoria que estão apresentando. E, se você mesmo não utilizar o produto, por que outros deveriam pagar para isso?

5. Crie uma rotina de trabalho

A partir do momento em que você vai revender produtos, você se torna um empreendedor. Desse modo, não existe um chefe para lhe ordens e nem cobrar produtividade. Então, muita gente pode relaxar dentro da rotina de trabalho, o que vai impactar diretamente no rendimento final e no crescimento do negócio.

Sendo assim, determine um horário para realizar as suas atividades enquanto vendedor e siga esse planejamento como se fosse funcionário de uma empresa tradicional. Isso fará com que você desenvolva suas atividades regularmente, alcance mais clientes e realize mais negócios.

A rotina também é importante para quem acaba trabalhando demais e não consegue estabelecer momentos de descanso. Criando um planejamento, você organiza seus horários de atendimento e não precisa ficar respondendo mensagens ou telefonemas a qualquer momento do dia.  

6. Trabalhe o relacionamento com o cliente

Seus clientes são a “ferramenta” que faz seu negócio prosperar. Sendo assim, é essencial construir uma clientela fiel, que sempre vai recorrer a você quando precisar fazer determinada compra.

Só que para atrair e manter a atenção desses consumidores, é importante trabalhar a gestão do relacionamento. Ou seja, você precisa ser mais do que um vendedor e oferecer às pessoas experiência positivas antes, durante e depois da venda.

Desse modo, é necessário investir em um bom atendimento, em conteúdo agregado aos produtos que está apresentando etc.

7. Crie parcerias para atrair consumidores

Dificilmente, alguém que começa um negócio de revender produtos inicia com uma grande clientela. Muitas vezes, são pouquíssimas pessoas que compram fazem pedidos e isso pode ser desesperador. Então, o que fazer para atrair mais consumidores? Invista em parcerias.

Converse com empresas que atuem em segmentos complementares ao seu e realize alguma promoção em conjunto com essas companhias. Vale a pena até fazer uma ação de propaganda mútua. Isso vai aumentar a sua visibilidade e, possivelmente, a credibilidade perante o público que não lhe conhece ainda.

Então, se estiver vendendo maquiagem, que tal buscar parceria com um salão de beleza ou esmalteria? Caso seu produto de revenda seja doces light, pode ser interessante fazer uma ação junto a uma academia, por exemplo. Compreendeu a ideia?

8. Comece a utilizar o marketing de conteúdo

Marketing de conteúdo é um tipo de estratégia para atrair e engajar seu público-alvo por meio da criação de matérias, posts em redes sociais, mensagens de email etc. A ideia é oferecer informações que sejam relevantes para as pessoas criando um relacionamento com elas.

Esse conteúdo não é voltado apenas para a venda do produto. Na verdade, ele busca ajudar o consumidor ou o possível consumidor a sanar dúvidas, aumentar o conhecimento que possui em determinado tema e criar credibilidade junto a um negócio.

Essa é uma ótima estratégia para você que está começando a revender produtos ou que deseja melhorar o alcance de público que possui. Sendo assim, crie um site falando sobre as mercadorias com as quais trabalha e dentro dele faça um blog. Poste conteúdos relacionados ao seu setor de atuação e compartilhe na internet.

9. Esteja presente nas redes sociais

As redes sociais são o espaço ideal para construir um relacionamento com seus clientes e também para buscar novos consumidores. Por meio do Facebook, do Twitter, do Instagram ou de outras redes, é possível fazer anúncios com conteúdo direcionado a um público específico e por um baixo custo.

Além do mais, as plataformas citadas são um ótimo meio de manter um contato constante com o seu público-alvo, o que é essencial na construção de um relacionamento em longo prazo.

10. Faça cursos de qualificação

Técnicas de gestão, de organização financeira, de vendas, de atendimento ao cliente, de marketing: as opções de cursos são as mais diversas e você deve aproveitá-las. Afinal de contas, quanto mais seu nível de conhecimento, mais fácil é construir um negócio de sucesso.

Dessa maneira, invista em capacitação e esteja constantemente disposto a aprender mais sobre empreendedorismo e tudo relacionado ao universo administrativo.

Também vale a pena buscar qualificação na área específica na qual atua. Ou seja, caso você revenda roupas, faça um curso de moda. Se trabalhar com perfumes, realize um curso de aromaterapia ou outro ligado à fragrâncias, por exemplo.

11. Tenha um bom planejamento financeiro

Planejamento financeiro é importante em qualquer negócio e ainda mais necessário para quem trabalha como revendedor. O motivo é que sua atuação é autônoma, e a renda não é algo fixo.

Sendo assim, em alguns meses, os lucros podem ser extremamente altos. Nos meses seguintes, em contrapartida, as vendas podem não ser tão boas quanto o esperado. Desse modo, para não se complicar com as contas, organize bem suas finanças.

Trabalhe com uma média de ganhos mensais e sempre guarde dinheiro para emergências. Aposte, ainda, em investimentos e evite fazer parcelas com frequência. Assim, você consegue se organizar diante das variações de caixa que enfrentar.

12. Organize seu fluxo de caixa

O planejamento financeiro abordado no tópico anterior refere-se a questões gerais do negócio. Já o fluxo de caixa está diretamente relacionado aos valores de despesas e receitas analisados dentro de um período de tempo.

É importante planejar o quanto de dinheiro disponível em caixa você precisa ter todos os meses para lidar com despesas recorrentes. Com isso em mente, você define quanto pode investir na compra de novos produtos a cada período sem prejudicar o valor que tem disponível para uso cotidiano.

Quais as melhores técnicas para revender?

Depois de conhecer cada uma das técnicas que apresentamos, temos certeza que você vai conseguir revender produtos de modo muito mais eficiente e aumentar seus lucros.

Porém, quais são as melhores mercadorias para investir? Isso vai depender das análises realizadas com base nas dicas um e dois do tópico anterior. Contudo, a seguir listamos alguns dos produtos mais populares para quem deseja ser revendedor.

Bijuterias e semi jóias

Brincos, colares, pulseiras e anéis são acessórios extremamente populares e que as pessoas compram bastante. Além disso, o consumo desses itens, em geral, é recorrente. Por isso, vale a pena investir em bijuterias e semi jóias.

Doces

Chicletes, balas e chocolates são produtos que a maior parte das pessoas adora e que consome em grande quantidade. Sendo assim, são boas opções para quem quer começar a revender produtos.

Cosméticos

Produtos de cuidados com a pele, incluindo hidratante, esfoliante, sabonetes e protetores solares são produtos que possuem uma grande demanda no Brasil, principalmente por parte do público feminino.

Maquiagem

O Brasil é um dos maiores consumidores mundiais de maquiagem. Ou seja, é um mercado aberto ao desenvolvimento de novos negócios de revenda na área, principalmente porque já existem várias companhias que oferecem produtos para revendedoras. Entre elas podemos citar a Avon, a Natura, o Boticário, a Eudora etc.

Roupas

Para quem ama moda, trabalhar com revenda de roupas é uma ótima opção de negócio. Porém, você deve escolher bem o seu público-alvo e as peças que vai apresentar para se destacar dentro do mercado.

Produtos naturais

Os produtos naturais estão ganhando mais consumidores a cada dia e essa é uma realidade do século XXI. Por isso, apostar em mercadorias cruelty free, veganas, sem produtos de derivados do petróleo e feitas com ingredientes orgânicos é uma ótima aposta.  

Perfumes

Os perfumes também são boas opções de revenda. Aqui, você pode apostar nas versões importadas ou buscar marcas nacionais que voltadas ao desenvolvimento de fragrâncias.

Como a CashMe pode ajudar você revender produtos?

Agora você conhece as melhores técnicas para trabalhar revendendo produtos. Além disso, também tem opções de mercadorias nas quais pode investir e obter grandes lucros.

Porém, o que fazer quando falta dinheiro para dar o primeiro passo nesse projeto? É aqui que entra a CashMe. A nossa empresa oferece empréstimos no estilo home equity, ou seja, utilizando imóveis como garantia.

Sendo assim, você pode conseguir valores de milhares de reais para montar um negócio completo. E isso com taxas de juros a partir de 0,99%, bem abaixo daquelas praticadas no mercado.

Além do mais, o tempo para pagamento do empréstimo é estendido, podendo passar dos dez anos em alguns casos. Ou seja, você não fica com o orçamento comprometido por altas parcelas, mas é possível diluir o valor das prestações.

E então, está preparado para dar início ao seu negócio com revenda de produtos? Não perca tempo e amplie seu trabalho como empreendedor.  

Veja também:

5 modelos de negócios para se apostar em 2020

Clubes de assinatura: uma boa opção para começar seu próprio negócio

Como lidar com as etapas do processo de decisão e melhorar seu negócio

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente!  Compartilhe e deixe a sua opinião, queremos saber.

Visite o nosso Instagram.


Redação CashMe

Escrito por Redação CashMe

Equipe de redação de CashMe. Todos os conteúdos são revisados por especialistas do ramo e atualizados periodicamente.


Separamos mais essas notícias para você:

A CashMe não realiza qualquer atividade privativa de instituições financeiras, como financiamentos e/ou empréstimos. Essas operações são realizadas através de parceiros autorizados pelo BACEN, nos termos da Resolução nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. As operações são realizadas através das seguintes instituições: Companhia Hipotecária Brasileira – CHB (CNPJ 10.694.628/0001-98), Companhia Hipotecária Piratini – CHP (CNPJ 18.282.093/0001-50).

Informações complementares referentes ao Empréstimo com Garantia de Imóvel: mínimo de 36 meses e máximo de 144 meses. “””Exemplo – Empréstimo de R$ 200.000,00 para pagar em 12 anos (144 meses) com LTV de 42,79% (sendo R$ 200.000,00 + despesas acessórias, para um apartamento avaliado em R$ 500.000,00) – Prestação inicial de R$ 2.894,10, com uma taxa de juros de 0,99% ao mês + IPCA, Sistema de Amortização Tabela Price. CET de 13,38% ao ano.”””


CASHME SOLUÇÕES FINANCEIRAS LTDA., com sede social na capital do estado de SP, na Rua do Rócio, nº 109, 3º andar, Sala 01 - Parte, Vila Olímpia, CEP 04.552-000, inscrita no CNPJ sob o no 34.175.529/0001-68

A CashMe, por sua vez, possui sede na Rua Olimpíadas, 242, 4º andar, CEP 04551-000, na cidade de São Paulo/SP.